domingo, 14 de setembro de 2014

Eu...visionário!

Cidade Histórica, marina e a Ria Formoso...pedindo um aterrinho!
   Ao subir, para tomar o café da manhã, ao topo do hotel que estou hospedado aqui em Faro, tive uma visão fantástica. Em primeiro lugar a paisagem da Cidade Histórica, com suas contruções do século 19 e vestígios da colonização fenícia no Mediterrâneo que data do século VIII, A.C.

   Mas a visão mais fantástica que tive foi de futuro, de trazer a modernidade para estas paragens. Do salão de café, através de uma enorme janela de vidro, avistei a grande Ria Formosa que abrange uma área de 18.400 hectares e forma um labirinto de canais, ilhotes e zonas de vaza que a separa do Oceâno Atlântico. Tudo isso emerge na maré baixa e é um grande criadouro de aves de animais marinhos como Aplisia, Caboz, Cavalo-marinho; Mariscos; Sanrojas; Enguias; Vieiras; Polvos e Camarões.

   Diante de tão maravilhoso cenário, o meu instinto comercial e visionário falou mais forte. Lembei-me imediatamente do moderno projeto de hotel e revitalização da área da Ponta do Coral em Florianópolis. Injustamente proibidos, até agora, de modernizar aquela área, culpa dos "contra" da cidade, pensei em apresentar um projeto para a construtora Hantei, aí da capital.

   O aterramento da Ria Formosa, em frente ao hotel Eva, aqui no centro de Faro, nos daria a possibilidade de construír um mega empreendimento turístico para capatar os euros dos 5 milhões de visitantes/ano que esta região do Algarve recebe.

   Temos alguns problemas, pequenos eu diria, para conseguirmos licenciamentos ambientais e da municipalidade local. A Ria Formosa é uma área protegida pelo estatuto de Parque Natural desde 1987.

   Mas isso é o "alho", coisa que imagino - com o "nosso" conhecimento dos meandros da burocracia ambiental, política e jurídica - seja fácil de resolver. Nada que alguns milhões de Euros não dobre a resistência de alguns políticos locais a fazerem algumas mudanças nas leis. É claro que essa parte é mais fácil em Florianópolis onde na Câmara de Vereadores dificilmente se encontra alguma resistência a este tipo de projeto modernizante e inovador, anunciador do progresso e dos novos tempos.

   Acredito que não tenhamos mais gastos com o projeto. Pois aterrada a Ria Formosa, poderíamos transplantar o projeto arquitetônico da Ponta do Coral para cá, com seu mega-hotel, marina e todos os demais equipamentos necessários para atender a essa seleta e endinheirada clientela.

   Me perdoem os "contras" mas estou com o$ "a favor"!

Um comentário:

Pedro Marcon disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.