segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Escândalo das próteses chega a SC

Somente em dois anos de governo Luiz Henrique da Silveira foram gastos R$ 94.750.069,00 em órteses e próteses. Tudo feito sem licitação ao arrepio da lei.


O Escândalo das Próteses, denunciado no programa Fantástico da Rede Globo, revelou ao Brasil as terríveis falcatruas cometidas por médicos, hospitais e agentes públicos por todo o país.

Santa Catarina entra agora na lista dos estados envolvidos na terrível ação criminosa com as denúncias sobre o Hospital Marieta Konder Bornhausen, de Itajaí, onde médicos negociavam propinas para recomendar colocação de stents em pacientes que não tinham necessidades. Segundo as denúncias, o uso de stents vencidos rendiam propinas mais polpudas.

Isso tudo na verdade mostra o estado de descontrole das instituições fiscalizadoras no pais, que acaba incentivando a corrupção. Ninguém fiscaliza nada num verdadeiro jogo de faz de contas. Mesmo o Ministério Público, Tribunais de Contas, Corregedorias e outras instituições quando são acionadas muito pouco fazem para sanar os desvios.

A imprensa tem papel fundamental neste caso. Em 2014, o jornal Página 3 , de Balneário Camboriú fez uma série de reportagens sobre fraudes no Funservir, apontando a empresa Strehl como uma das principais envolvidas. A empresa faturou quase R$ 2 milhões junto ao Fundo nos últimos anos. Agora estourou!

Governo LHS
Nos anos de 2004, 2005 e 2006, foram encaminhadas várias denúncias à Procuradoria Geral de Justiça de SC, ao Tribunal de Contas do Estado de SC e à Procuradoria Geral da República do Estado de SC, que mostravam a excessiva aquisição, sem licitação, de órteses e próteses, por parte da Secretaria de Estado da Saúde.

O assustador montante de valores desembolsados sem a mínima justificativa técnica por parte da Secretaria de Saúde, à época comandada pelo médico Fernando Coruja (PDT), chegou ao vultoso volume de quase R$ 95 milhões.

Até agora nada aconteceu. Luiz Henrique da Silveira continuou durante seus dois mandatos fazendo compras milionárias sem licitação, ao arrepio da lei.

Leia matéria do Cangablog publicada em março de 2012 sobre o festival de dispensa de licitação do governo Luiz Henrique.




3 comentários:

Anônimo disse...

Se falar em cirurgia, 'tão dentro (o povo!). Nunca ví gostarem tanto!

Anônimo disse...

Pra fazer manifestação contra os cubanos eles ( crm e médicos ) são inidos , mas pra punir os vagabundos , bandidos todos se escondem .

Lia/Fpolis disse...

E nem é novidade, desde 2001 que correm processos sobre a novela das próteses. Curiosa é condenação imposta pela Justiça. Ninguém preso, mas o dinheiro que eles desviaram devem devolver a quem mesmo? Aos hospitais onde ocorreram as fraudes. Ou seja, a eles mesmos que dividiram o butim.