quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Dinheirama apreendida na empresa catarinense ARXO


Devido a grande quantidade de dinheiro apreendido em "uma empresa de Piçarras" (SC), o volume ainda não foi divulgado segundo o delegado que chefia a operação My Way.


   A empresa Arxo, de construção de tanques de combustíveis de Balneário Piçarras, no Litoral Norte de Santa Catarina, é suspeita de estar envolvida em um esquema de pagamento de propina relacionada à Operação Lava Jato, informou a Polícia Federal em coletiva na manhã desta quinta-feira (5).
A PF cumpre desde a madrugada desta quinta 16 mandados de busca e apreensão, sete de condução coercitiva e três de prisão temporária em Santa Catarina em nova fase da Operação Lavo Jato. De acordo com a instituição, as ações estão sendo realizadas em seis cidades catarinenses.
   Leia mais. Beba na fonte.

Nenhum comentário: