quarta-feira, 17 de junho de 2015

Dias de aniversário

   Sempre gostei de fazer aniversário! Gostei tanto, que começava a comemorar no inicio de junho, passava pelo 17, com louvor, e continuava até o fim do mês. Às vezes entrava julho adentro, até uma parte. Era festa que deus mandava!

   Com o tempo, o tempo encurtou. 

   Mas sempre muita festa, nunca menos de 15 dias.
Eu não sei o que movia tudo isso. Acho que a minha alegria em ficar mais velho, pode?!, a os amigos dispostos a me acompanhar.

   Mas a coisa vai passando, os amigos perdendo a disposição e, até eu mesmo ficando um pouco mais velho, e a festa foi rareando...pero no mucho!

   Esta, agora, dos 62, foi meio capiada. A cabeça se envolveu com outras coisas, que quando me dei conta já estava às vésperas do natalício. Andei ficando meio "na minha", experimentando dias sem prazer, mas não de desprazer. Isso não permito!

   Acordei às 6:30, e resolvi ficar em casa. Bundiando! Tomei café, peguei o Leon, e saímos para uma longa caminhada pelo Campeche. Manhãzinha fria, com sol e um ventinho leve de frente. Caminhamos, corremos e cruzamos por um monte de gente, também troteando pela estrada. Algumas vezes me cumprimentavam:

- bom dia, senhor!

   E eu ficava pensando se o senhor era por temor ao cachorro, o Leon, ou por respeito a alguns cabelos brancos que já começam a despontar na minha cabeça. Em alguns momentos tive um prazerzinho secreto e ri por dentro pensando:

- E eles nem imaginam que estou de aniversário. Comemorando meio que "cumigomesmo"!

   Voltei para casa e resolvi socializar o passeio canino. Coloquei a Flora Tristã na guia e saímos, lépidos, os dois, passeávamos o meu aniversário. A Flora me deu uma canseira. Pouco adestrada, dispersa, não respeita muito o guia, mesmo que eu tenha bem mais idade que ela.

   Por último, peguei o Bakunin. O Bako já está bem adiantado no tempo, com 11 anos. Sofreu, recentemente, uma cirurgia para remoção de dois tumores e já demostra o peso do tempo no lombo. Mesmo assim está bonito, grande e altivo! 

   Andamos os dois, lado a lado, como velhos amigos que somos. Nem comentei sobre o meu aniversário, preferi não falar sobre tempo de vida, já que recebi, ontem, o resultado da biópsia dele, e não foi bom.

   Finda a temporada de passeios, retornei, tomei um banho e sentei para atualizar o cangablog e saber das novidades no mundo. Abri o Facebook e começaram as mensagens de parabéns!

   Eu acho o FB uma ferramenta fantástica. Eu sei que muita gente, ali, foi avisada pelo face que hoje era o meu aniversário. E daí? Ninguém é obrigado a decorar datas. Lembrar também é coisa para bem íntimos, tipo mãe, filhos, irmãos e mulher. Mas ser lembrado pelo FB e se dispor a escrever uma mensagem de alegria e carinho é o que conta. Aí está o valor do lance!

Achei isso tão legal, eu cumigomesmo, que resolvi responder individualmente cada mensagem de amigo. Já estou na 2.342, cansado e feliz!

Obrigado, estou festejando o meu aniversário!


Um comentário:

Pedro Mariano disse...

Bom, aproveito então, para desejar-lhe um feliz aniversário, Canga!!! Muita saúde para continuar curtindo a família, as amizades e trabalho.
Abraço