segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Tinha boi na linha

   Leio nas folhas da capital que a Secretaria de Estado de Segurança Pública suspendeu o edital de licitação lançado no início do mês para instalação de sistema de radiocomunicação digital para Polícia Militar e Polícia Civil na Grande Florianópolis, Vale do Itajaí, regiões Sul e Norte do Estado.
   Suspendeu mas ainda não explicou o motivo da suspensão!

   Cheio de furos
   As "folhas", DC e ND, denunciam a interrupção de um "negócio" do governo com empresa privada mas não dão muitos nomes dos santos envolvidos no acerto. O máximo que chegam é falar em "direcionamento" do edital.

   Direcionamento

   Bem, o edital realmente é cheio de furos e direcionado. Para começar, o aviso do edital foi publicado no Diário Oficial do Estado no dia 2 de setembro com data retroativa ao dia 1 de setembro, apenas 14 dias dias antes do prazo para recebimento das propostas. Aí fica fácil, somente uma empresa, de Lages, já está com o sistema pronto e levaria vantagem sobre as outras empresas que sem tempo hábil para preparar as propostas.
   Segundo, o edital contraria uma resolução, de 2010, da Anatel que recomenda a utilização de 300 MHz e a empresa Direta Telecomunicações LTDA, para onde se direcionava o edital, opera em todo o Estado, apenas na frequência de 800 MHz. É frau!
   A terceira questão é que o edital da SSP previa apenas o aluguel do sinal e não a compra do sistema, o que contraria normas internacionais de segurança de dados.
   Parceria negada
   Incompressível  a rejeição da proposta de convênio que a Polícia Federal Rodoviária fez a Polícia Militar de SC, para instalação, em todo o Estado, a partir da Capital, de moderno sistema de comunicação inclusive com os equipamentos já adquiridos pela União e em poder da PRF, sem custo algum para o Estado.
   Reação interna
   A armação do negócio era tão evidente e estapafúrdia que setores da "caserna" reagiram tentando evitar que o edital de licitação para a contratação do sistema de trunking digital fosse direcionado. Insistiam, ainda, para que fosse firmado o convênio com a PRF.
   Documentos do Comando Geral da PMSC foram encaminhados neste sentido e protocolados no SGP: PMSC 15563/2015 - PMSC 17493/2015 - PMSC 1382?2015.
 

  Histórias da vida

   A vida é uma coisa engraçada, dá muitas voltas. Imaginem vocês, leitores, que o governador Raimundo Colombo iniciou sua vida vendendo sistemas de Telefonia Rural para os fazendeiros de sua cidade, Lages.

   O rapazote Raimundo, encontrou no amigo, Roberto Amaral, o impulso para começar a construir sua vida econômica e material. O empresário Roberto Amaral, hoje dono do Sistema Catarinense de Comunicação (SBT/SC), era o representante do sistema de Telefonia Rural, na época.
 
Estou falando do início dos anos 70. Além de vender os telefones de Roberto, os dois fizeram uma profunda amizade. De tão próximos acabaram concunhados. Casaram com duas irmãs, lageanas da gema.
   A vida deu rumos diferentes a cada um. Raimundo enveredou para a política, embora seja fazendeiro e produtor de gado de raça. Amaral, continuou na comunicação e hoje tem TV, jornal e...empresa de radiocomunicação que atende a polícia de Santa Catarina.
   Sim, leitores, a Direta Telecomunicações LTDA, empresa para quem estava direcionado o edital suspenso é de propriedade de Roberto Amaral, amigo e concunhado de Raimundo Colombo.
   Como podemos ver, Raimundo Colombo saiu da telefonia, mas a telefonia não saiu de Raimundo Colombo.

6 comentários:

Anônimo disse...


https://youtu.be/-XPFQIrdAL4

Anônimo disse...

É bom esse Canga!
Isso sim é que é informar bem o leitor.
Parabéns pela matéria esclarecedora!
Quer dizer que Sua Excelência, só tem a cara de sonolento, mas é mais rápido que o papa-léguas!

Anônimo disse...


Esse Raimundo só tem a cara de trouxa.
É um espertalhão. Adora uma botija.
Fez escola na Arena, PDS, PFL, DEM e agora no PSD.

Abs do lageano decepcionado.

Jeany disse...

Precisamos de mais profissionais de comunicação e jornalistas como vc Sérgio. A denuncia foi encaminha ao órgão competente. Vamos aguardar o desfecho.

MOSQUITO 3 disse...

SÓ O CANGA MESMO!!!
MOSQUITO DEVE ESTAR MUITO ORGULHOSO DE TI!!!

Anônimo disse...

Sérgio você sabe que o Sr. Roberto Rogério do Amaral (dono da SBT Lages e da empresa Direta Telecomunicações Ltda) é também Presidente do CIASC - Centro de Informática e Automação de Santa Catarina, nomeado pelo governador ? Quem está se beneficiando dessa maracutaia não é o governador, mas sim o Sr. Roberto Rogério do Amaral que a muito tempo vem sugando dinheiro público com contrato supostamente favorecidos com a administração pública.