domingo, 25 de outubro de 2015

Ronaldo Coutinho acusa Milton Hobus de omissão em alerta de enchentes

Meteorologista acusa secretário da Defesa Civil de omitir alerta sobre enchentes e é acusado de terrorista
http://www.driveplayer.com/#playlistId=0ByyMvmDe0dSiVVdMdHQwOGY0Y1E&userId=103927581455099061846 
 Clique no link e ouça a denúncia

Em carta aberta meteorologistas criticam declaração do secretário Milton Hobus

   Sr. Milton Hobus,
   Os profissionais de meteorologista do Estado de SC devidamente registrados no CREA/SC vem através desta carta aberta lamentar profundamente parte da entrevista do Secretário de Defesa Civil de SC dada ao Jornal de Santa Catarina de Blumenau no último dia 23/10. Na citada entrevista o Secretário diz: “…Está 100% e nos ajudou muito, porque as informações meteorológicas não bateram. Nenhum meteorologista acertou nada. O que fez com que nós tivéssemos mais assertividade na operação dos sistemas e na informação dos alertas gerados foi o radar. Ele está em fase de operação assistida, mas desde julho está operando sem interrupção.”
   Gostaríamos de deixar claro que, com uma semana de antecedência, os meteorologistas que atuam no Estado de Santa Catarina já informavam a população que entre os dias 20 e 22 de outubro teríamos altos volumes de chuva em diversas regiões do Estado. Ao se aproximar do evento, essas previsões foram mantidas e qualificadas como normalmente ocorre quando falamos de previsão do tempo. Para exemplificar e provar o que afirmamos colocamos na sequência um dos alertas feitos pela Epagri/Ciram, como exemplo:
Data: 20/10/2015
Previsão de acumulado de chuva (mm) de terça-feira a sexta-feira em Santa Catarina.
Regiões
Oeste 70 110
Meio Oeste 100 140
Planalto Norte 110 155
Vale do Itajaí (Sul) 100 135
Vale do Itajaí (Norte) 80 125
Litoral Norte 80 135
Grande Florianópolis 110 170
Litoral Sul 100 155
Planalto Sul 100 150
Meteorologista – Marilene de Lima

   Gostaríamos de informar também que o radar meteorológico citado na entrevista é de extrema importância para qualquer meteorologista, mas apenas para qualificar ainda mais a previsão de curtíssimo prazo, ou seja, de poucas horas. O instrumento não é e nunca será a “salvação”de qualquer região, apenas um instrumento que consegue qualificar a quantidade de chuva prestes a ocorrer com melhor informação de qual região. Não podemos esquecer que diversas outras ferramentas meteorológicas, como Satélite, Modelos Numéricos de Previsão do Tempo, boias meteorológicas no oceano, estações meteorológicas, balões meteorológicos, entre outras, são tão ou mais importantes no auxílio da previsão do tempo de médio e curto prazo. Em relação a investimentos diversos na área; salientamos que não basta só equipamentos, tecnologia, os investimentos em recursos humanos são extremamente importante para qualificar as informações meteorológicas até mesmo com total apoio aos dois cursos de meteorologia, técnico no IFSC e graduação na UFSC, existentes em SC.
   Importante destacar à população catarinense que os meteorologistas de SC através dos Fórum Climático Catarinense, que se reúne uma vez por mês desde 2004, já alertavam que a primavera de 2015 seria chuvosa com maior quantidade de eventos extremos devido o fenômeno climático El Niño.

   Por fim, aceitamos todo tipo de crítica construtiva que possa nos auxiliar na melhor informação até porque, com todos setores unidos, temos a certeza que a população estará cada vez mais protegida. Vamos continuar com o nosso trabalho sério, honesto e gratificante, mesmo com todas as dificuldades enfrentadas no dia-a-dia para trazer sempre a melhor informação meteorológica à população.
 
A enchente de Blumenau e a incompetência da defesa civil da atualidade. 
   
   De Nelson Ferraz em seu FaceBook
   Quem viveu Blumenau nas enchentes do passado, mesmo antes da barragem de Ituporanga, e principalmente na grande enchente de 1983, quando fizeram uma grande barbeiragem nas comportas de Ituporanga - quem viveu tudo isso sabe que aquela barragem é fundamental para as enchentes em Blumenau. 

   Já por duas semanas a fio estou alertando que estão errados no manejo das comportas. Abriram quando deveriam fecha e fecharam quando deveriam abrir. Erro puro!

  Agora a barragem está com 106% da ocupação, sem espaço para reter mais água. Resultado, enchente em Blumenau. Incompetência pura. Blumenau, nos anos 1960/70 tinha um sistema perfeito onde se previa no centímetro o nível do rio das próximas 24 horas. 

  Destruiram tudo isto por incompetência política. E deu no que deu. Atualmente, não conseguem prever nem com cinco horas de antecedência. Em 1960 não tinha internet, não tinha celular, telefones não funcionavam nos interurbanos, e a previsão era perfeita.

*Promotor de justiça aposentado

4 comentários:

Anônimo disse...

É que depois "descentralização" o Estado ficou tão descentralizado, que perdeu-se o controle de tudo: das barragens, da segurança, da saúde, da educação, da qualidade e continuidade das obras etc...

Anônimo disse...


Canga,

é caso de polícia.
irresponsáveis para dizer mínimo.
só pilantragem.

bonaster disse...

Não sou um "expert" na matéria, mas entendo que a barragem, quando ocorreram os alertas de chuvas fortes e constantes, ou até antes, deveria ter um sangramento constante e moderado para manter o nível baixo, antes da chegada dessa quantidade de chuvas que está assolando o Estado. Assim, o lastro para segurar a água, estaria baixo, podendo suportar um tempo maior sem que houvesse extravasamento da mesma pelo vertedouro.

LiaSouza/Fpolis disse...

E o que o Coutinho pretende fazer com relação aos que andam na rede/ FB/DCdizendo que ele deveria estar preso por exercício ILEGAL da profissão de meteorologista?
Vai dar uma de avestruz ou vai exigir que provem que ele age ilegalmente?