terça-feira, 3 de novembro de 2015

Papo eletrônico...

unnamed   Pois é... Era madrugada, saindo dos Finados e voltando aos vivos...

   Abro o meu Facebook, antes de dormir, para a última olhada panorâmica.

   Encontro um “post” de um amigo, membro da Academia de Letras, apreciador da boa música, relembrando Vinicius de Morais e Toquinho : “Onde anda você” era a música.

   Organizado e metódico, ele usa os números romanos para classificar sua série: COM VONTADE DE OUVIR...

   Interessei-me pela música, cliquei e ouvi enquanto percebia a numeração: IXL.

   Imediatamente, porque também sou da Academia, não a dele, mas de outra menos badalada, avisei pelo espaço reservado aos comentários.

- Olha, deve ser LIX se você quer marcar 59...

   Ele imediatamente disse: - Vou corrigir...

   E, em seguida, escreveu: - é 49 a numeração pertinente...

   Aí, fui até tabela dos números romanos, via Google, e encontrei XLIX equivalente para 49...

   Ele riu (rsrsrs) e escreveu que eu não deixava passar nenhuma em branco...

   Então não me contive e como sou motociclista, escrevi: - Também pode ser XLX para a Honda 350 cc... Ou NX para a Honda 150 cc...

   E caímos na gargalhada eletrônica: kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

   Aí, escrevi: - Olha isto dá uma crônica. Um dos dois escreve... Ele deixou para mim...

   Pedi seu e-mail para mandar a cópia.

   Ele informou  “noljsenviking@...” ou algo assim...

   Caí de novo na gargalhada e escrevi: - Parece coisa de sueco ou norueguês...

   Ele escreveu que era a Noruega.

   Aproveitei para dizer que tinha um filho morando por lá. E que já haviam nascido dois netos: Lars e Eric, ambos Bayer.

   Ele, não se conteve e replicou: - Avisa quando nascer o Thor...

   Mais gargalhadas... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

   Eu devolvi: - Estamos colonizando a área...

   Ele deu a tréplica: - “Solidário com a Colônia Bayer”...

   O que me restou foi dizer: - Prosit und Danke...

(por Marcos Bayer) em 03/Novembro/2015.

Um comentário:

Anônimo disse...


Canga,

Isso é coisa de maluco beleza.
Uma peça pós-moderna, trans-literatura binária, de uma criatividade universal.
Os cara estavam bebendo o que?
Vodka russa?

abs do Laurentino.