terça-feira, 24 de maio de 2016

Dario Bergeu recebeu R$ 814 mil de empresas envolvidas na Lava Jato

Padrinho político de Gean Loureiro à prefeito de Florianópolis, o senador catarinense aparece na lista dos políticos que receberam doações eleitorais, via Michel Temer, da OAS e Andrade Gutierrez, empreiteiras investigadas por corrupção na Operação Lava Jato.
Recibo de doação da Andrade Gutierrez para o candidato a vice-presidente Michel Temer

    O senador catarinense, recentemente condenado por improbidade administrativa pela justiça estadual, é padrinho da candidatura do deputado Gean Loureiro à Prefeitura de Florianópolis.
   Em sua campanha para Vice-Presidente na chapa da petista Dilma Rousseff (2014), o atual presidente interino, Michel Temer, distribuiu R$ 4,7 milhões para candidatos e diretórios políticos do país, dinheiro advindo das empreiteira OAS e Andrade Gutierrez. Temer, ao todo, repassou R$ 16,5 milhões para 76 candidatos e oito diretórios regionais do PMDB, seu partido.
   A chapa Dilma/Temer tem quatro processos no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que pedem a sua cassação por crimes eleitorais. Nos argumentos das ações, estão as doações das empreiteiras envolvidas na Lava Jato como "abuso de poder econômico".

Nenhum comentário: