quarta-feira, 19 de junho de 2013

Eles não entendem!!!!!!


    Interessante ver os políticos e "líderes" do país com caras abobalhadas, estupefatos, dizendo que não entendem o que está acontecendo. Falam como se nada tivesse a ver com eles. Mas é com eles mesmo que têm a ver todas essas manifestações de protestos de repúdio à corrupção e ao abandono total da população pelo poder público.   Em 2004/2005, Florianópolis foi uma das primeiras cidades brasileiras onde o movimento Passe Livre surgiu e se manifestou.
   A surpreendente manifestação de indignação contra o aumento das tarifas de ônibus, que ficou conhecida como "Revolta da Catraca", durou vários dias. Os estudantes tomaram as ruas da cidade, fecharam as pontes de acesso à Ilha de Santa Catarina e desestabilizaram o poder político vigente. Mais uma vez, como hoje, os políticos diziam não entender o que estava acontecendo, embora o movimento Passe Livre fosse focado e pontual na revindicação de tarifa zero no transporte público.
   O poder reagiu repressivamente com violência desproporcional agredindo estudantes, populares, jornalistas e todos que estivessem pela frente. Apenas potencializou o movimento causando mais revolta.

   Eles não entendem!!!!!

   Naquela época, os jovens estudantes já mostravam o seu grau de insatisfação e sua capacidade de organização e mobilização via redes sociais, internet. O novo fenômeno que transformou o mundo e hoje é a plataforma básica da organização e mobilização dos jovens "rebeldes", agora espalhados por todo o país e pelo mundo (Europa, Asia, EUA), é a pedra no sapato dos políticos.

   Eles não entendem!!!!!

   E nem vão entender! O congresso nacional e suas câmaras estaduais e municipais são habitadas hoje por 90% de políticos corruptos, marginais e bandidos organizados. Indivíduos que também foram marginalizados nas suas infâncias por força de um sistema político caolho e sem vergonha.
   A corrupção do poder produz miséria, violência, falta de saúde e educação. Produz também marginais que por esperteza acabam escalando os meandros do poder e chegam a posições de decisões sobre a vida dos cidadãos comuns. É isso que está acontecendo. É contra esse lumpemparlamentar que a nova geração de brasileiros está protestando.
   Eles não entendem!!!!

"De fato, está difícil entender. Nós somos acostumados com mobilização com carro de som, com organização, com gente com quem negociar e liderança com quem negociar e poder fazer um tipo de acordo. Agora eles mesmo dizem 'nós não temos uma liderança, são múltiplas lideranças, nós não temos carro de som'. Não tem um comando, um comando único, e portanto se torna extremamente complexo o processo de compreensão, de entendimento, da multiplicidade das manifestações internas"

   Palavras do ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência. Gilberto carvalho é um conhecido "borgia" dessa estrutura corrupta. Funciona nos subterrâneos do poder e é personagem da infindável novela do assassinato do prefeito Celso Daniel, seu ex-companheiro do PT.

   Isso mostra bem porque ele não entendem o que está acontecendo. Sem lideranças, sem partidos e ONGs para enquadrar ou corromper, eles ficam sem elementos para entender. Onde está a tão combativa União Nacional dos Estudantes, a UNE? Foi cooptada pelo PT, pelo poder. Foi corrompida e amansada.

   Não perceberam ainda, os políticos, que estão tratando com uma geração de mutantes. Mutantes nas ligações neuronais, na velocidade de pensamento e que não usam músicas de protesto de Chico Buarque ou outros elementos "de outrora" como palavras de ordem contra a "burguesia" e o "imperialismo norte americano".

   Essa geração nasceu durante a jovem democracia neoliberal brasileira, leu sobre a ditadura e os caras-pintadas de 1992 nos livros. As canções contestadoras de Chico Buarque, se é que as conhecem, são de outra época, de outra luta já ultrapassada. Eles estão nas ruas para cimentar nossa democracia, para dizer que a representatividade tem mais deveres do que direitos, que as obrigações não estão sendo cumpridas. O silêncio da época do crédito em abundância e da economia viçosa acabaram. O resto do país se manifesta a reboque de uma geração com perspectivas cada vez mais sombrias de futuro, mas que se organiza para mudar suas chances.
   Uma geração que tem como plataforma de ação a ferramenta de comunicação mais anárquista e livre já inventada pelo homem: a internet. O único meio de comunicação livre e independente existente no mundo. A internet não tem patrão, não tem ideologia, é uma ferramenta onde todos podem se manifestar livremente sem prestar contas ou obrigações a ninguém. 

   Disso eles não entendem! Porque não conseguem controlar!

   O movimento Passe Livre, por exemplo, é um movimento social horizontal, sem chefes e que não luta para tomar o poder. Portanto usa ferramentas e plataformas de batalha totalmente distintas do "jogo democrático" tradicional de partidos políticos - organizações verticais com líderes, chefetes, coronéis que tem o poder baseado no dinheiro.
   Ao redor do movimento Passe Livre, se agregaram várias pessoas descontentes com o que está acontecendo no país, com o descaso do poder com a população e com a corrupção.
   A questão do vandalismo e da violência nas manifestações de rua é inerente a qualquer movimento desse tipo. Assim como o Congresso Nacional foi tomado por homens sem carácter nenhum, o lumpem (no vocabulário marxista, é a população situada socialmente abaixo do proletariado, formada por frações miseráveis, não organizadas, não apenas destituídas de recursos econômicos, mas também desprovidas de consciência política) está presente nas maifestações e cumprem o seu papel. Não representam o movimento social que está na rua protestado, mas são uma parte dele.

   O que vai acontecer daqui para a frente é uma incógnita. A redução de tarifas de transporte público em algumas cidades brasileiras já estão acontecendo e é um dos resultados práticos do movimento social na rua.
   A preocupação agora é não deixar que o movimento se transforme em uma coisa etéria como simplesmente protestar "contra a corrupção" e fim. Fizemos a nossa parte e agora voltamos para o facebook.
   Não, isso não vai acontecer! Acredito que a comunicação e as mobilizações vão continuar, cada vez maiores e mais ágeis e terá um grande resultado nas eleições de 2014 não reelegendo nenhum político!

Seria um bom começo!

3 comentários:

Léo disse...

Morreu o 1º. 18 anos....

Anônimo disse...

Chegamos à este ponto por causa de um simples cálculo matemático cujo a fórmula é:

STF + MPF x TCU + TJ's x STJ + TCE's x MP's corruptos = Legislativos e Executivos do [] corruptos.

J.P.

Cássio disse...

Mas Canga, se o deputado que em 2009 disse que estava "se lixando" para a opinião pública por que ele se reelegia acabou reeleito em 2010, o que esperar da próxima eleição?