quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Colombo encontra com Barack Obama


   Matéria especial de Doa Beira, membro da comitiva da SECOM/SC, pela RTS-TV.
   Colombo e comitiva entram na Casa Branca pela ala esquerda, especial para governantes da América Latina. No primeiro detector de metais, um constrangimento: Belmiro, assessor de São José do Cerrito, para viagens internacionais, levou a bomba de prata do chimarrão dentro do casaco e não avisou a segurança. O alarme disparou. Estava acostumado com os procedimentos de segurança do Mercosul, na fronteira de Dionísio Cerqueira.
   Entram no Salão Oval (Oval Office) e Obama recebe o grupo catarinense.
   Simpático, diz:
 -Where is Dilma? Afraid of espionage?

   Todos riem...

- Colombo, disse Obama, I did not know that Cristoban was your great grand father... Ninguém riu, nem entendeu a piada.
   Colombo explicou que faz um grande governo. Just like in America. Asfalto, escolas, pontes e metros por toda SC, inclusive esgoto tratado pela metade.
   Belmiro começa a preparar o chimarrão, cuia, água quente
e erva mate. Colombo oferece e mostra o pacote da erva. Grass from Leiges, oferece ele.

   Obama ri muito e diz: - No, no, no... Thank you. Bill likes this, referindo-se ao Bill Clinton...
   Colombo explica a grande aliança de vários partidos: PMDB, PSD, PP, PSB e PT para renovar seu mandato.
   Obama diz: - You may kill democracy. This is totalitarism, Soviet totalitarism, Chinese totalitarism… Don’t you have an adviser? (você não tem um conselheiro?).
   Colombo responde: - Yes, Bira, my friend. He is a political scientist.
   Obama pede para escutar novamente a tese de Colombo… Depois, ensina: - You need democracy, mesmo que seja para manter as aparências...

Nenhum comentário: