sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

SC: GOVERNO DO PMDB

   A ausência do deputado federal João Rodrigues (PSD) na cerimônia de diplomação dos eleitos na última eleição, realizada ontem (18) no Centro de Eventos da Baia Sul, causou espécie nos meios políticos e jurídicos de Santa Catarina.

  O segundo candidato mais votado na eleição de 2014, João Rodrigues não atendeu aos inúmeros apelos partidários para que comparecesse à diplomação, com o seguinte argumento: "não quero nem ver a cara do Raimundo!".

   Ex-secretário da Agricultura em todo o primeiro mandato de Raimundo Colombo, onde alavancou uma impressionante votação em Santa Catarina, João Rodrigues - e o PSD - perdeu a secretaria para o PMDB. Na verdade, Rodrigues fez o protesto para denunciar a hegemonia do ex-governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB) no comando do governo catarinense.

   Se Luiz Henrique já controlava as principais secretarias do primeiro mandato de Raimundo, agora comanda o governo. Raimundo Colombo, ao contrário do que vem apregoando - "esse será o meu governo" - se transformou na verdadeira Rainha da Inglaterra. Terá apenas três anos na cadeira do Centro Administrativo e, em março de 2018, tem que desocupar a moita conforme acordo pré estabelecido com o PMDB. 

   Assume o poder Eduardo Pinho Moreira, atual vice, que será o candidato do PMDB ao governo do estado nas próximas eleições conforme condição imposta por Luiz Henrique da Silveira durante o conchavo que garantiu a reeleição de Raimundo (PSD).

   Pretenso candidato ao governo em 2018 pelo PSD, João "Coragem" vê todo o seu projeto político naufragar nas mãos do seu maior adversário na região do oeste catarinense. O indicado de Luiz Henrique da Silveira, para tomar o lugar de Rodrigues na Agricultura, foi o deputado oestino Moacir Sopelsa (PMDB).

   Tripla traição! Perde João Rodrigues, perde o PSD e ganha o PMDB de Luiz Henrique!

   O domínio do PMDB no governo do PSD é tamanho que chega ao escancaramento de que quando existe uma divergência política interna dentro do poder executivo, as cotoveladas se dão entre Luiz Henrique da Silveira (PMDB) e Eduardo Pinho Moreira (PMDB).

   E o governador Raimundo? Vai passear na Espanha!

Ao lado do mais votado (Amin), a cadeira vazia do segundão! (Foto de Zé Rabelo)

Um comentário:

Pedro Mariano disse...

É, Canga, o Colombo é pau mandado mesmo, sempre foi!!! O pior é ver que agora a secretaria de infraestrutura vai cair no colo do Romualdo França pelo jeito. Imagina o que não vai acontecer lá pelo DEINFRA com aquela corja toda tão bem organizada agora.