quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Inadimplente, União da Ilha da Magia pode ficar sem verba pública

   Mesmo sob forte pressão política, o analista técnico em gestão de Cultura, Turismo e Esporte, Ricardo Willerding Piazza, se nega a dar baixa nas contas de escolas de samba de Florianópolis que não cumpriram a contrapartida social/financeira exgida por lei quando do recebimento de verba pública.
   Ricardo Willerding alega insegurança jurídica na determinação do secretário Valdir Walendowski para dar baixa nas contas das inadimplentes.
   Sem baixa as escolas ficam impedidas de receber dinheiro público. Willerding ainda cita caso de analista de prestação de contas que teve seus bens bloqueados por ter dado baixa no sistema SIGEF (com CPF e senha pessoal) em processo com irregularidades dectadas pelo MP e Tribunal de Contas.
   Em documento (abaixo) enviado às "autoridades", Willerding reafirma sua decisão de "só acatar a baixa com minha matrícula (CPF e senha pessoal) com o recolhimento do valor devido..."

Corretíssimo!


Nenhum comentário: