sábado, 13 de setembro de 2014

Turismo acidental em Lisboa


Bochecha de novilho
e risoto de vieiras com arroz negro

   Passear sem compromissos ou roteiros rígidos por Lisboa é o maior barato. Se corre o risco de, a todo momento, encontrar locais ou paisagem que não estavam no baralho. A cidade é linda e cheia lugares com arquitetura preservada, restaurada e com seus espaços ocupados com equipamentos voltados ao turismo, negócios e gastronomia. 
   Foi o que acabou acontecendo esta tarde quando peguei o metrô aqui na Av. de Roma e larguei em direção à estação Cais do Sodré. Saí do buraco (do metrô) para a rua onde apanharia um bonde (bonde mesmo) elétrico até Belém. Olhei para o outro lado e vi um construção com cara de mercado público.
   E era! Era o conhecido Mercado da Ribeira erguido em 1882 e que nestes anos todos sofreu várias remodelações. A última foi a 4 meses atrás. O vão central coberto foi transformado em uma grande praça de limentação com restaurantes populares, de cadeias e estrelados com chefs de cozinha. Uma beleza!
   
   Saimos do ponto do bonde para Belém, atravessamos a rua, e fomos conhecê-lo. Grata surpresa! Gente de todas as idades e nacionalidades ocupavam as mesas compridas de
madeira nova envernizada. Ao redor casas de fiambres, vinhos do Porto e ofertas gastronômicas as mais variadas. 

   Uma adiada temporariamente estratégica na ida para Belém e fomos procurar a iguaria que mais seduzisse o nosso paladar. Foi difícil escolher, tantas as oferta. Escolhemos o Alexandre Silva - trabaha com produtos frescos que se vendem no próprio mercado - e arriscamos um cardápio bem frugal. Bochecha de novilho e risoto de vieira com arroz negro. Acertamos! Uma maravilha. O vinho foi escolhido na adega e podem ser experimentados antes. Servem todos em taças como no Gastrobar La Cave de Florianópolis. Preços dos pratos super elaborados tem média de 8 a 15 euros. Honesto!
   
   O ambiente agradável e alegre é gerido pela revista Time Out que define o investimento "como o primeiro projeto editorial a três dimensões no mundo". 
   A proposta é de uma originalidade e ousadia tão fantásticas, que por si só já é motivo para ser visitado.

   Em sua página no FB a Time Out afirma que "o novo Mercado da Ribeira, revitalizado pela Time Out Lisboa, conta com cerca de 30 espaços de restauração servidos por 500 lugares sentados em área coberta e mais 250 de esplanada, situados na ala oeste. Aqui estão representados os melhores espaços, chefs e produtos nacionais. A nossa principal missão é transformar o Mercado num local de culto para os lisboetas e um ponto de paragem obrigatório para os milhares de turistas que nos visitam diariamente, unindo o mercado tradicional com um conceito mais gastronómico, cultural e de lazer". Missão cumprida!

Imperdível!

Um comentário:

Anônimo disse...

interessante o novo mercado da Ribeira...o layout agrega todos numa mesa única...