sexta-feira, 14 de novembro de 2014

É BATOM NA CUECA! Sacola de dinheiro apreendida em Lages cai no colo do prefeito.

Elizeu Mattos diz que foi traído pelo seu motorista, amigo íntimo de mais de 12 anos. O prefeito havia chegado de Florianópolis, com Toninho, minutos antes da prisão. Foi o tempo de ficar no Bar da Maria e mandar o motorista "recolher". O banco do carona ainda estava quentinho!   
   
Montagem sobre foto de Elizeu com o padrinho Luiz
   A prisão de empresários e do motorista do prefeito Elizeu Mattos, de Lages, feita pelo GAECO (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) nesta última quarta-feira, caiu como uma bomba nas ruas da Capital da Serra Catarinense. A aprensão de uma sacola com mais de R$ 160 mil, de pagamento de propina, também teve repercussão nacional. 

Era um esquema reiterado de corrupção feito por uma organização criminosa para desvio de dinheiro público com o pagamento de propinas vultosas - diz promotor Joel Furtado, coordenador do GAECO em Lages.
   
   Em Florianópolis, a notícia da prisão da organização criminosa lageana acabou disputando espaço na imprensa com o escândalo recente que levou à prisão o presidente da Câmara de Vereadores, César Faria, do vereador Badeko e funcionários do IPUF e da Fundação Franklin Cascaes, na Capital. Tudo por roubalheira de dinheiro público.

   Segundo o Ministério Público de SC, as investigações em Lages, já tem 8 meses e iniciaram a partir do conhecimento da existência de irregularidades na contratação da empresa Viaplan, de Curitiba, tais como: fraude nas licitações, desvio de dinheiro público, corrupção e pagamento ilícito a agentes públicos (propina).

   O prefeito Elizeu Mattos, do PMDB, ex-líder do governo Luiz Henrique da Silveira, após a prisão do seu motorista e executivo de seu gabinete, nega, sem a indignação dos justos, qualquer conhecimento sobre a propinagem flagrada pelo GAECO e diz sentir-se traído pelo Toninho.

   SEMASA & VIAPLAN
Carro do prefeito já está na jaula
   Assim que assumiu o governo municipal de Lages, Elizeu Mattos nomeou para a presidência da SEMASA, Benjamin Schultz, presidente municipal do PMDB, que contratou "em carácter de emergência", sem licitação, a empresa Viaplan, de Curitiba, para administrar o serviço da Secretaria Municipal de Águas e Saneamento de Lages (SEMASA).

   O atual secretário da SEMASA, preso na operação Águas Limpas de Lages, engenheiro Vilson Rodrigues, é ex-funcionário da Viaplan. Ou seja, colocaram a raposa para administrar o galinheiro. Anteriormente, quem estava na presidência interina da Semasa era o chefe de gabinete do prefeito. Agora o seu motorista e executivo do gabinete é pego com a boca na botija, recebendo uma sacola de dinheiro - que segundo o MP não é a primeira vez - da empresa Viaplan e o prefeito, ao melhor estilo PT, diz que não sabia de nada!!!!! É muita cara dura!!!!

   Elizeu já foi condenado por improbidade
   O prefeito já foi condenado por desvio de recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (FUNDEF) para aquisição de móveis para o seu gabinete na Secretaria Regional de Desenvolvimento de Lages; pela dispensa indevida de licitação para contratação de serviços de hospedagem e alimentação de participantes de eventos em Lages; pela prorrogação ilegal de contratos, pelo não atendimento das normas que determinam a publicidade de contratos; e pelo descumprimento de normas para dispensa de licitação e contratos, com destaque para contratos sucessivos de serviços de limpeza e conservação, e de vigilância e segurança patrimonial da Secretaria Regional.

   Litação com carta marcada
   
Prefeito e seu showzinho na abertura da licitação
Mesmo abaixo de tempo ruim, o prefeito Elizeu Mattos apareceu rapidamente ontem para fazer um 
mise en scène na abertura dos envelopes das propostas na licitação para contratar definitivamente um empresa para administrar a Semasa.

   Para surpresa geral, somente uma empresa estava inscrita: a Itajuí, que já havia sido afastada de uma obra do município e portanto não poderia participar da licitação.
   A Viaplan não participou da licitação. Prova inconteste do jogo de faz de contas. Licitação considerada deserta, novo contrato emergencial com a Viaplan que já estava mamando e pagando propina. Tudo como d'antes no quartel de Abrante! E o povo pagando a farra!
   
Toninho, amigo do prefeito
   Do blog do
Paulo Marques
  Mais que um motorista, um amigo
   Mais do que um ”simples motorista” o Antonio Carlos Simas “Toninho”, que foi preso ontem a noite pelo Gaeco, pode ser considerado como a pessoas mais próxima do prefeito Elizeu Mattos, na prefeitura de Lages. Amigo de todas as horas e que acompanha o Elizeu quase que 24 horas por dia, já por alguns anos, o Toninho era a pessoa de confiança do Elizeu. Ambos tem uma amizade de muitos anos e que não começou na prefeitura. Toninho também trabalhou na Assembléia Legislativa, junto com o então deputado. Na prefeitura o Toninho era considerado, e ganhava bem mais do que um simples motorista, na função de executivo de gabinete. Independentemente das consequências desta operação, e tomara que não acabe como a rumorosa Operação Moeda Verde em Floripa, cujos crimes prescreveram sem que ninguém fosse sequer denunciado, a relação do dinheiro público com as licitações é um escândalo. A Câmara de Vereadores de Lages deve instalar uma CPI para acompanhar o caso.

Motorista do prefeito ganhava mais de R$ 9 mil de salário
  
Contratos ilegais passavam de R$ 10 milhões

  Do blog da Olivete Salmória
   Quanto a Semasa, a questão que está pegando se refere aos contratos emergenciais sem licitação.
   Veja quantos ocorreram de janeiro a novembro desse ano mais de R$ 10 milhões:


Um comentário:

Anônimo disse...

Muito provavelmente, sem a Smartmatic, o cenário poderia ser outro.