quarta-feira, 6 de maio de 2015

Tio Bruda, o retorno e a casa da mãe Joana

- Alô, tio Canga!

- Pelamordedeus, tio Bruda! Quanto tempo Véio???!!!! Por onde tu anda, Tio Bruda?

- Mas nem te conto, tio Canga! Tenho andado muito pelo Uruguay. Agora que o cumpadre Mojica anda devardi, apeou da presidência, tamo tocando aqueles projetos agrícola que já te contei. (Leia aqui o projeto)

- Da plantação de maconha, tio Bruda?
- É...isso mesmo.

- Bem, já vi que o senhor não quer falar muito de "negócios". Vamos à política, então. O que o senhor achou desse bate-boca do vice-governador, Pinho Moreira com o Raimundo Colombo?

- Tio Canga, vice é que nem sacristão. Tá ali só prá ajudar, bater o sininho, acender e apagar vela, correr a sacolinha...

- Pois é, Tio Bruda, eu acho que foi na corrida da sacolinha que deu o problema. 

- Pois eu acho que o tio Canga tem razão. Tavam comentando, outro dia, num boteco lá pros lado da Bossoroca, que o tio Raimundo trocou todos os home do cofre das secretarias do governo. Aquelas de baleiro mais recheado e surtido. E eu acho que a gritaria do Moreira é por causa disso. Quando diz que não tem caneta nem tinta, na verdade está dizendo que não tem dinheiro. Tá mais judiado que pichão de passarinho na mão de guri!

- E essas matanças ali em Criciúma? Que o Pinho Moreira reclama que o governador não faz nada!

- Olha, tio Canga, esse bate-boca só está servindo para a gente ver que o Estado está virado na Casa da Mãe Joana. Todo mundo fala, reclama e ninguém se entende.

- Como assim, véio?

- O governo virou guerra de bugio, tio Canga! Todo mundo se atirando merda!  O vice governador dizendo que está sem poder para acabar com a violência em Criciúma e o governador dizendo que não foi informado por eles, da situação de abandono e criminalidade da cidade. Disse que tá mais por fora que cotovelo de caminhoneiro.

Desinformado? Mas o governador não lê jornal, tio Bruda? 

- Olha, o Raimundo falou para os deputados do sul do estado que o secretário regional, João Fabris, afilhado do Pinho Moreira, não trabalha e disse  "tive que perguntar para ele se está com os pés no chão, ou nas nuvens". Depois afirmou: "não sei nem para que ter um secretário como esse!". Diz que o João Fabris é mais devagar que tropeiro de lesma e o Raimundo foi mais sincero que a vaca pro toro, tio Canga!

- Tio Bruda, mas cadê a famosa descentralização do Luiz Henrique? 

- Tio Canga, essa mesmo nunca funcionou e agora, pelo jeito, ficaram só os cabides que o Raimundo acusava na campanha, lembra?

- Lembro, tio Bruda!

- Tio Canga, Santa Catarina virou a Casa da Mãe Joana!

- Olha, tio Bruda, eu estava....bip...bip...bip, caiu de novo a ligação

Nenhum comentário: