terça-feira, 2 de agosto de 2016

A fuga de Lula

   A libertação do marketeiro João Santana e de sua mulher, fez acender a luz vermelha na sede do Instituto Lula, em São Paulo. Lula teria informações de que a delação do casal compromete profundamente a sua "biografia" e poderia precipitar o seu pedido de prisão.
   Tentativas de estreitar relações com primeiro-ministro italiano Matteo Renzi, por quem já foi recebido para almoço, seria um sinal de que o ex-presidente Lula estaria inclinado a pedir asilo na Itália, onde  a mulher, Marisa e os filhos, já tem cidadania.
   Amigos mais próximos alertaram Lula que uma saída do país, agora, pode ser interpretada como fuga...pela Interpol.

Nenhum comentário: