terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Tio Bruda e o salve-se quem puder

- Alô, tio Canga!!!!!!

- Oi, tio Bruda, tanto tempo? Por onde tu anda véio?!

- Ué, quem anda desaparecido é tu, tio Canga! Fica aí tomando esse monte de baga americana, ajoja e não liga pra gente! 

- É, tio Bruda, mas já está quase no fim do tratamento!

- Olha, tio Canga, vou te receitá uma coisa loca de boa. Depois de tomar essas modernidade dos gringo aí, pede prá patroa fazê um chá bem forte de carqueja e toma num upa só, tio Canga! Aí tu vai vê o que é bom pra tosse e pro figueiredo! É um santo remédio, é como tirar com a mão!

- Tá bom, tio Bruda, vou seguir o seu conselho. Mas o senhor só consulta ou dá receita também, tio Bruda, ehehehehe!

- Tá rindo é, tio Canga? Até a formiga sabe a erva que corta. A carqueja é boa pra clariá a urina e as idéias, então...te liga, tio Canga!

- Tá bom véio! E as novidades , tio Bruda, eu ando meio por fora mesmo!

- Tio Canga de Deus, nasci em noite de tempestade, mas tô assustado, meio borrado com as notícias que vem aí de serra abaixo. A bandidagem  deu um salve geral de novo e tá deitando e rolando. 

- Pois é, tio Bruda, a situação parece que piorou e as autoridades continuam naquela lenga lenga na televisão.

- Como é que pode, tio Canga? Os melianti enjaulados tão com a boca mais aberta que burro que comeu urtiga, de tanto falar no telefone e dar salve geral! Olha só, essa tal de Ada de Lucca, do Luiz Henrique, que tem que cuidar das jaulas, aparece na televisão e não diz nada com nada. Parece que tava gripada. Pegou uma gripe nos Estados Unidos, por onde andava passeando. Essa tá sempre viajando quando acontece essas coisas!

- Mas tio Bruda, não tem ninguém com competência para resolver o problema dessa violência ?

- Isso aí não tem jeito, tio Canga! É a herança maldita do Luiz Henrique. Colocou o Benedetti a brincar de xerife, destruiu o sistema de segurança e agora nesse governo, continua com a mesma corja nos postos chaves da polícia.

- Mas então qual é a solução, véio?

- Tio Canga, vou te dizê uma coisa: em tempo de guerra mocotó é picanha! Diz pro Raimundo e prá Ada, que prá lidar com essa gente não pode ser na palavra; só ponta de faca e bala é que resolve! Só capando o touro que se consegue boi manso, tio Canga! 

- Pois é, tio Bruda, mas e o serviço de inteligência da polícia não sabia que os presos estavam armando essa onda terrorista?

- Tio Canga do céu! Essa gente do governo tá mais perdida que surdo em bingo. Eu li lá tablóidezinho do Moacir Pereira, gosto muito dele, que os polícia secreta deram um Salve Geral prá secretaria de segurança, pro comando da PM, prá diretoria da polícia civil, pro tribunal de justiça e pro ministério público. Só não avisaram o governador! Pode isso!

- Tio Canga, eles tão igual aquela parte da famosa poesia o Jayme Caetano Braun, o Bochincho, que diz assim:

E a coisa ia indo assim,
Balanceei a situação,
Já quase sem munição,
Todos atirando em mim.
Qual ia ser o meu fim,
Me dei conta (de repente)
Não vou ficar pra semente,
Mas gosto de andar no mundo,
Me esperavam na do fundo,
Saí na Porta da frente...

- O governo tava esperando a ação criminosa para o dia 3 de março, aniversário da tal de faquição catarinense, e eles se adiantaram e apareceram no final de janeiro, tio Canga! Foram tudo pego de calça curta! Essa é a competência dos home da segurança que o Raimundo herdou do Luiz Henrique da Silveira. 

- Pois é, tio Bruda, o Luiz Henrique e o Benedet passaram oito anos negando a existência do PGC (Primeiro Grupo Catarinense) e agora sabem até a data de fundação.

- Tio Canga, será que o Luiz Henrique tem a cópia da ata de fundação? Quem é lerdo não come pirão, tio Canga!

- Vou te pedir um favor,Tio Canga. Tu que anda de comes e bebes lá pelo palácio, diz pro Colombo que, ou ele toma as rédeas da situação ou o gov erno vai virar a casa do Tio Gonzalo: onde a galinha manda mais que o galo!


4 comentários:

oluapi disse...

A maior prova que o (des)governo do Colombo perdeu é a redução do horário dos ónibus. Só falta ele decretar toque de recolher às dezenove horas. O crime organizado é muito mais organizado que o essa quadrilha que manda no estado.

Anônimo disse...

do jeito que estão as coisas, se o PGC pedir a ALESC periga conceder o reconhecimento de "utilidade pública". hehe

Anônimo disse...

Finalmente tio Bruda conseguiu falar sem cair a ligação, é um verdadeiro milagre! A Ada de Lucca deve ser muito boa na cozinha, cozinhando, ou roçando o umbigo no tanque, lavando uma bela trouxa de roupa suja. Mas uma coisa é certa: na segurança é um fracasso. Não sei de onde saiu a ideia iluminada de colocar a "distinta cidadã" em um setor tão importante para Santa Catarina como o de segurança pública. É piada. Enquanto isso, a bandidagem toma conta, a saúde agoniza e a educação pena nas mãos deste (des)governo. Salve-se quem puder, agora é cada um por si.

Zainer disse...

Tio Bruda agora vem "assinado".....tem pai...hehehe....