segunda-feira, 26 de maio de 2014

A seleção de futebol não me representa e tampouco é o Brasil!

   Queridos amigos e leitores,

sabemos que a internet e suas ferramentas como o FaceBook são locais onde hoje se praticam todo o tipo de coisas. Boas e ruins. Quem tem coisas boas, às dá com qualidade. Quem não tem, dá no que dá. 
   Agressões, calunias e humilhações são comuns na rede. Mas esse tipo de coisas vem de pessoas que são desse tamanho, não conseguem ser maiores que isso. 
   Culpar as redes socias por esses desatinos é um grande contra senso. É como jogar a criança fora junto com a água do banho. A internet foi a maior obra desenvolvida pelo homem em toda a sua história. É uma ferramenta de comunicação fantástica, mas é apenas uma ferramenta que cada pessoa usa conforme a sua capacidade e formação. 
   A internet foi o primeiro meio de comunicação realmente anarquista e livre que surgiu na história da humanidade. Totalmente democrática, permite a qualquer pessoa colocar ali suas idéias, boas ou ruins. É o único meio de comunicação sem dono, sem patrão e sem chefetes ideológicos como proprietários. Jornais, rádios e canais de televisão tem seus donos, cada um com sua ideologia e interesses econômicos. Nenhum funcionário destes meios de comunicação, sejam privados ou estatais, tem liberdade ou consegue praticar a tal de "neutralidade" jornalística. Vale "a voz do dono"!

   Bem, escrevo tudo isso por saber do poder dos meios de comunicação (internet inclusive) sobre a massa pensante, ou não pensante, deste país. Nestes tempos pré-copa do mundo, somos inundados por comerciais de TV, rádio e jornais. Eles, entram nas nossas casas e cabeças com qualidade de produção fantástica. Neste momento, 80% dos comerciais enaltecem a nossa seleção de futebol com imagens e músicas apoteóticas manipulando a emoção e os sentimentos de patrotismos dos brasileiros. Na maioria das vezes misturam pátria com cerveja, sempre estão nos vendendo alguma coisa de uma forma gritantemente sutil!
   Mas existe um comercial diferente. Esse muito mais perigoso, subrreptício e pago com o nosso dinheiro. São os comerciais das nossas empresas estatais, do governo, que nos vendem um produto muito mais perigoso que brahma & coca-cola: esses vendem a conciência pronta, embrulhada e empacotada vinculada a uma ideologia e interesses políticos. Tenta nos vender a idéia absoluta de que torcer pela seleção é torcer pelo Brasil! 
   Qualque manifestação contrária a isso é passível de acusação de impatriotismo como se um agrupados de atletas milionários, que trabalham para empresas privadas multinacionais e estão a serviço da maior máfia esportiva e comercial do planeta, a FIFA, representassem o povo brasileiro e o Brasil. 
   Não representa!
   Constata-se diariamente o roubo de dinheiro público feito com a corrupção da classe política do Brasil, independente de partido ou agremiação política. Um país de ladrões! Um país sem caráter! São esses mesmo que preparam o "tradicional" espírito esportivo do brasileiro para colocar toda a sua energia em um evento, que se vitorioso nos fará esquecer as roubalheiras da FIFA e dos políticos que estão correndo atrás dos portentosos caixas 2 imprescindíveis para suas reeleições. 

   Sou brasileiro, com muito orgulho. Mas não sou brasileiro deste brasil dos políticos, dirigentes e trambiqueiros. O meu Brasil é outro! 

   Vão se ferrar picaretas!!!!!!


7 comentários:

Anônimo disse...

vc ,sempre terá a oportunidade de se mudar para o Uruguai ou, quem sabe, Riviera. Fora toda essa revolta classe média que mora no Campeche e vive bebendo vinho e fazendo churrasco,vc é só mais um que se retroalimenta, do passado. E, como todo bom bebedor , depois da segunda garrafa começa a confundir as coisas.

Anônimo disse...

Parabéns Canga!!! Você resumiu com maestria a farsa que se monta em torno de uma competição desportiva no Brasil. A união de radicais ideológicos com gananciosos e inescrupulosos empresários terá (já tem) como resultado uma perda gigantesca para a economia e a débil democracia brasileira. Ou alguém, sério - exceção da patrulha beneficiada-, acredita que é razoável gastar bilhões em estádios num país que sofre profundamente com necessidades básicas nas áreas de saúde, educação e segurança?? Não falemos de corrupção, esta já está fora de controle...

Léo disse...

Aos petralhas, revejam o Lulla dizendo que a copa seria feita com dinheiro privado, e o governo entraria com obra de mobilidade. NÓS, contribuintes ("nos arrancam à força e depois chamam de contribuinte"...) estamos pagando a copa, a Fifa registrou até "pagode", foi isenta de impostos, e as obras de mobilidade não sairão...
Era e sou completamente contra a copa, mas vou torcer pela SELEÇÃO brasileira, por que está difícil torcer pelo Brasil...

Anônimo disse...

Meu protesto... já o pratico: não invisto meu capital em mais nada neste país. Nem pra fazer um muro em casa! Que morra de fome esse povo de merda!

EGuerini disse...

Canga,
A caterva do lulo-petismo e sua sombra - o dilmismo, sofrem de alucinação, prepotência e arrogância catatônica. Em cada movimento de critica diante de uma realidade absurdamente incompreensível para todos, nossos cegos militantes, tal qual cassandras lamuriosas iniciam sua sanha raivosa com agressões compreensíveis para um final de ciclo tragicômico. Aquilo que era um projeto político, com o passar do tempo, carcomidos e petrificados do lulo-petismo, transformaram a narrativa, num projeto personalista de poder. A pior situação que aponta no horizonte para os ensandecidos militantes - é o ostracismo político. A siberiana condição que algumas lideranças outrora combativas , sentem na atualidade.

Anonimo disse...

FINAL TRÁGICO!!

Anônimo disse...

Humm, entendi, "petralha", "Lulla", aqui tem que malhar o PT, senão não passa no filtro. Liberdade de expressão é isso aí, viva o Reinaldão.
Um abraço.