terça-feira, 19 de julho de 2016

1984


   por Laercio Melo Duarte

    WHATSAPP ??? Teríamos finalmente chegado a "1984" ? O Bloqueio do aplicativo WhatsApp suscita várias questões.

    A primeira é de caráter antropológico, ou seja, do ponto de vista da humanidade seria uma ótima oportunidade das pessoas se questionarem sobre o que estão fazendo com suas vidas sociais. 

   
   Outro dia vi o comportamento de uma moça dentro do ônibus urbano que vai do Centro de Floripa ao campus da UFSC. Do lado direito das janelas algo cinematográfico, uma deslumbrante paisagem de um final de tarde, com a Baía Sul emoldurada pelas montanhas do Cambirela. Pois, a moça sentou-se do lado esquerdo e, depois de despachar várias mensagens de voz (suponho que pelo What's Going On), tentava desesperadamente localizar alguém para conversar ao vivo.

    Do ponto de vista jurídico, é de se questionar à empresa proprietária do aplicativo, por que ela não colabora com a Justiça, abrindo o sigilo de um suspeito em investigação policial. Mas, do ponto de vista político e social, o sigilo é um direito humano básico, tanto que os criminosos do colarinho branco costumam alegar direito ao silêncio, deixando juízes, delegados e outras autoridades com caras de taxo.

    Mas, a questão mais importante é a tecnológica. O proprietário das plataformas Facebook e WhatsApp explicam que não guardam registros nem acompanham as conversas. Sabemos que isso é mentira, pelo menos em relação ao Facebook, por que quando estamos conversando sobre um assunto qualquer, na primeira oportunidade nos é oferecida uma propaganda de algum produto que tem a ver com o assunto em pauta. No entanto, está lá no aplicativo o aviso de que "as mensagens são criptografadas e destruídas" assim que são recebidas na outra ponta.

    Quem tem jurisdição sobre uma transnacional que atende bilhões de usuários, espalhados por todo o Planeta? A Aldeia Global não precisaria de um Governo Global? Será que finalmente vamos chegar a "1984", senhores George Orwell e Marshal McLuhan ?

2 comentários:

Anônimo disse...



BRAVO !!!

MBAYER

Léo disse...

O Facebook veicula propagandas (pagas), então realmente eles "monitoram" as pesquisas no Google e oferecem no FB. Mas o whatsapp não tem propaganda (ainda), então acredito que realmente não monitorem, pois isso tem custo de interceptação e arquivamento. No caso, a polícia é que teria de desenvolver como interceptar tais mensagens, o whatsapp apenas "quebraria" a criptografia.