quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Comunistas de SC investigados por corrupção


  ONG que ‘detonou’ ex-ministro será investigada
   O Ministério Público Federal abriu inquérito para investigar denúncias de superfaturamento de pelo menos R$ 4 milhões da ONG Instituto Contato, de Florianópolis (SC), na gestão do ministro de Esportes Orlando Silva, apanhado comprando tapioca com cartão corporativo. O atual ministro Aldo Rebelo suspendeu os contratos com a ONG no projeto Segundo Tempo pelos supostos desvios entre 2009 e 2010.

Clique no título e leia denúncia feita neste blog sobre o assunto:
 
Para quem pensa que os remanescentes de Stálin e Mao são todos comunossauros, que não se modernizam, o PCdoB catarinense dá a maior mostra de avanço e modernidade: aqui comunista não come mais criancinhas. Rouba a comida delas!

2 comentários:

Liduíno disse...

"aqui comunista não come mais criancinhas. Rouba a comida delas!" Ah!Ah!Ah! A frase do ano!

Mário Medaglia disse...

Amigo, infelizmente é assim que se lida com a coisa pública nesse país. E nada acontece. O prefeito César Souza acaba de nomear para a Fundação Municipal de Esporte gente da gestão anterior com processo no TCE por improbidade administrativa. Quem duvidar que consulte o site do Tribunal. Os nomes estão lá, para quem quiser conhecer as raposas que cuidarão do galinheiro.