segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Aventureiro revoltado

Denúncia do Johannes, recebida pelo blog:  

  Como um bom aventureiro, estou sempre atras aventuras e belos lugares para visitar em minhas férias. Neste ano o local escolhido foi Garopaba.
   Passando por uma das mais belas trilhas de Garopaba, a trilha entre as praias do Rosa e Vermelha, admirei a paisagem e aproveitei para dar minha colaboração ao meio ambiente juntando latinhas de alumínio que encontrava pelo caminho.
   Curti o passeio até a praia da Ferrugem/Barra e depois voltei pelo mesmo caminho. Ao chegar na praia do Ouvidor me deparo com aproximadamente 1500 pessoas praticando montanhismo. A principio achei legal a organização e promoção de eventos que agrupem saúde e meio ambiente, mas esta impressão durou pouco.
   No trecho da trilha, entre as praias Vermelha e do Rosa, havia um ponto de hidratação patrocinado pela Gatorade. Três funcionários distribuíam o isotônico em copos plásticos mas não havia nenhuma lixeira para que os participantes descartassem seu lixo.
   A cena que vi foi chocante: dezenas de centenas de copos espalhados pelo lindo gramado do qual eu havia com todo carinho juntado as latinhas de alumínio.
   Revoltado, procurei por alguém da organização e relatei o problema com os copos.
Com um sorriso cínico e debochante ele me respondeu que haviam catadores e que todos os copos seriam recolhidos.
   De fato havia um catador, que pegava os copos com uma vontade invejável (com muito ironismo na frase) mas o vento forte espalhava os copos e os levava para as pedras e para o mar. Se eu pudesse descrever em poucas palavras, ou em um curta definição meus sentimentos na hora, seria: revolta!
   Um lugar tão belo, destruído por pessoas sem escrúpulos, que acham lindo praticar esportes na natureza, mas não preservá-la.
   Pouquíssimas pessoas levaram seus copos até uma lixeira muito distante do posto de distribuição do isotônico. (dava até pra contar nos dedos os copos na lixeira).
   Resolvi então levar ao conhecimento público a barbarie que fez a Sports do Mountain em organizar um evento comercial, aproveitando-se da desgraça da natureza.
   Por favor, se alguém souber o contato do órgão responsável pela fiscalização da natureza em Garopaba, poste um comentário ou denuncie este fato, pelo bem do que ainda resta do que o homem destruiu.

Johannes Cristoni - cristoni12@hotmail.com

8 comentários:

Lucio disse...

Poxa...Johannes só temos a agradecer esta sua denúncia. Sugiro mesmo fazer estardalhaço. Comunicar e levar cópia desta denuncia a PREFEITURA DE GAROPABA, as SECRETARIAS DE TURISMO E ESPORTE E A QUEM AUTORIZA ESTE TIPO DE EVENTO. Acha também que é motivo suficiente para as PUNIÇÕES EXEMPLARES COM DEMISSÀO DE PESSOAS QUE FORAM RESPONSAVEIS POR ISTO E MULTA, MUITA MULTA, UMA PUTA MULTA. Sugiro levar a matéria ao conhecimento do PREFEITO e para os jornais de grande circulação, plotar em facesbook...Pô o pior disto é esta quantidade relatada pelo Johannes de 1500 pessoas. as trilhas não comportam e pior ainda é que em nome do CAPITALISMO BURRO a GATORADE FAZER UM NEGOCIO DESTES. Quem sabe um boicote a GATORADE, e que se leve todo o lixo encontrado para casa, dentro da cas ou quintal dos responsáveis, do prefeito....

Anônimo disse...

Esses organizadores de eventos "ecalógicos" costuma fazer a mesma porquidade aqui na Praia do Moçambique em Florianópolis. Eles fazem a travessia entre o Moçambique e a Praia do Santinho e deixam os copinhos e garafinhas de água e isotônico pela praia e trilha e ninguém recolhe. E tudo patrocinado pelas marcas famosas.
O melhor a fazer é denunciar o caso nas redes sociais das marcas e fazer elas deixarem de patrocinar estes eventos anti-ecológicos.

Anônimo disse...

Na verdade os responsáveis são os PARTICIPANTES deste "evento"!

BV

Anderson Alexandre disse...

Não posso acreditar que a prefeitura permitiu um evento de 1500 pessoas sem que houvesse pelo menos uma infra estrutura básica?
Pelo menos nos verões que passo neste município, o cuidado e zelo pela limpeza é grande, vejo isso no dia-a-dia, praias limpas, além da conscientização das pessoas que frequentam as diversas praias lá existentes. Claro, toda regra tem sua exceção, como no caso dos porcos que deixaram seu lixo na praia e de outros mais que não tem consciência quanto a importância da preservação ambiental e das consequências que suas ações podem causar.

Lucio disse...

Sr. Anônimo e Sr. Anderson Alexandre, os reponsáveis de fato são os organizadores e não os PARTICIPANTES. Que os organizadores dimensionassem melhor o evento na quantidade de pessoas numa só saida, pois não o fizeram. Que os organizadores escolhessem melhor os participantes,...pois não o fizeram. Que os organizadores prevessem tal fato ocorrido se fossem mais cuidadosos, zelosos e prevenidos,...NÃO O FIZERAM E ASSIM PROVARAM SUAS INCOMPETENCIAS. Que o PODER PUBLICO MUNICIPAL FALHOU, FOI OMISSO I INCOMPETENTE TAMBEM. Nada mal as ong`s envolvidas e atuantes na região colher um pouco do lixo espalhado e levar na frente da casa do principal organizador e do PREFEITO DA CIDADE. Ou voces estão defendendo a quem?...

Lucio disse...

Os VERDADEIROS RESPONSÁVEIS POR ESTE BARAFUNDA, SUJEIRADA E PORCALHADA EM ÁREA ECOLOGICA SÀO OS PRODUTORES, ORGANIZADORES E A PREFEITURA. Foram eles que administraram, permitiram e executaram o evento.
Erraram ao colocar mais de 1500 pessoas onde não comporta. Erraram na organização e nos cuidados básicos. SUPERDIMENSIONARAM EM NOME DO LUCRO E DE PROPAGANDA COMERCIAL. Pensaram em si, no comercio GATORADE entre outras EM DETRIMENTO DO MEIO AMBIENTE.Tenho mais RELATOS DE PESSOAS Q PARTICIPARAM E ICARAM PREOCUPADAS. FORAM OS RESPONSAVEIS, INCOMPETENTES.

Anônimo disse...

O meio ambiente em Garopaba há muito tempo anda esquecido pela prefeitura. Áreas de banhados são aterradas, ciclovias removidas e o prefeito, dono de construtora, se mostra favorável a verticalização.

Anônimo disse...

Caro Lúcio, esse negócio de jogar as coisas no chão é vergonhoso. Nem que haja um batalhão para recolher. É muita, mas muita falta de educação.

BV