sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Conselho suspeita de incêndio em Jurerê

   Caros Amigos,
   Um estranhíssimo incêndio de grandes proporções acabou de ser apagado exatamente no meio do local onde a HABITASUL e a AMBIENS Consultoria e Projetos Ambientais estão finalizando um estudo de impacto ambiental para solicitar o licenciamento da ÚLTIMA etapa de expansão do loteamento “Jurerê Internacional”.
   A área queimada foi de cerca de 30 campos de futebol (mais de 20 hectares) e vários animais mortos foram encontrados, o que demonstra que esta região inundável estava em avançado estado de preservação.

Veja o local do incêndio: Link do GoogleMaps

Matéria do Diário Catarinense: Link da notícia com fotos.

    O fato é que várias ocorrências “estranhas” têm ocorrido. Todos que lêem jornais têm acompanhado denúncias de “pesca de jacarés” com isca viva (aves), destruição de ninhos de corujas, supressão de vegetação e outras ocorrências similares.
    Se os culpados serão encontrados? Certamente não, pois nenhum ofício encaminhado pelo Conselho Comunitário Pontal do Jurerê aos órgãos ambientais e aos Ministérios Públicos provocou a instauração de qualquer processo investigativo. No máximo, vão concluir que foi “acidental”.
    A verdade é que o referido incêndio mesmo que “acidental” foi “PROVIDENCIAL” para os interesses da HABITASUL que, daqui a poucos meses, certamente afirmará em seu EIA/RIMA que nesta região “incendiada” a fauna era escassa e a vegetação estava em estado de conservação bastante ruim. Aliás, é bem provável que perante o(a) próximo(a) prefeito(a), este mesmo empreendedor afirme ser um exagero que o atual Projeto de Plano Diretor tenha colocado esta região como sendo “Zona de Amortecimento”.

Atenciosamente,

João Manoel do Nascimento
Vice-Presidente do Conselho Comunitário Pontal do Jurerê – CCPontal

9 comentários:

Anônimo disse...

Vegetações antes fechadas hoje são transparentes, alguém derruba árvores, a noite, no meio da mata, depois é só providenciar um cigarro aceso em época de seca.

Roberto Scalabrin disse...

Não duvide, se derrepente os animais mortos forem considerados os causadores do incêndio e, desta forma, um risco à própria reserva, sendo desejável até a erradicação dos demais. Só por acaso ...

Morgana disse...

Esse "modus operandi" já é conhecido... por acaso já se descobriu a causa do incêndio que destruiu quase 1000 hectares dentro do Parque do Tabuleiro em abril deste ano?

Lucio disse...

Infelizmente e mais uma vez assistimos e estamos inseridos mesmo a contra gosto, contra nossa vontade, nos dois cenários que se apresentam neste caso os quais são: 1.Ter que ver mais uma vez uma área rica de potencial ecológico e reserva ser incendiada e se alastrar rapidamente numa grande dimensão. Triste isto. O Icmbio praticamente quase dentro desta área sem uma UNIDADE DE COMBATE A INCENDIOS. Imaginem se as estradas que passam ao lado beirando a área com fogo estivessem cheia de veiculos num congestionamento? 2.Mais uma vez somos obrigados a ouvir das entidades que: "Há Suspeita, ESTRANHÍSSIMO INCENDIO,..." quando esta mais do que EVIDENTE de que FOI INTENCIONAL SIM. Temos que assistir a esta colocações, de suspeita e estranhíssimo,...tudo no subjetivo devido ao fato do mêdo 'que a maioria das entidades aqui em Floripa e pessoas tambem tem devido ao fato de que geralmente a agente que cometeu este crime ser e ter fortes relações com a máfia da construção civil, máfia dos empresários inescrupulosos da expeculação imobiliária que são, para piorar ainda mais a situação, são amparados por gestores públicos e alguns políticos. Ai ao invés de todos juntos desmascarrar os criminossos, ficam no achismo, na suspeita, no estranhíssimo. Me colocando no lugar de um gestor publico e/ou se eu fosse um promotor publico e/ou delegado de policia que ao receber uma denúncia destas, a primeira coisa que faria seria imediata,mente expedir intimação e abertura de investigação secreta nas empresas envolvidas com interesse na área, propondo a suspensão de todas as suas atividades nesta área incenciada e o cancelamento de registro de posse caso exista.

Anônimo disse...

"Se correr o bicho pega; se ficar o bicho come!!!" Não adianta, o bicho 'progresso-capitalista-desenvolvimento' é insaciável.

BV

gafanhoto disse...

nossa ilha já se acabou faz tempo...
isso é só o começo do fim...

Anônimo disse...

No dia do incendio estava em jurere e de um prédio pude observar que eram 3 focos de incendio distantes mais de 300 metros um do outro. Assim, nao restam duvidas de que foi criminoso. O piloto do helicoptero pode testemunhar sobre os 3 focos. Eu também posso testemunhar. Wilson Darella Advogado florianopoli

Maria Elisabeth Martins disse...

QUEREM ME CALAR!!!! SOCORRO!!!
https://www.facebook.com/media/set/?set=a.4638346722856.181460.1418662985&type=1

Maria Elisabeth Martins disse...

SOCORRO!!! QUEREM QUE EU ME CALE!!!


https://www.facebook.com/media/set/?set=a.4638346722856.181460.1418662985&type=1