terça-feira, 25 de setembro de 2012

FATMA: CARTA ABERTA À POPULAÇÃO

Associação dos Servidores da Fundação do Meio Ambiente – AFATMA
vem a público esclarecer o que segue:

   Os servidores da FATMA vêm sofrendo com assédio moral por parte da atual administração. Sindicâncias são instauradas sem obediência às legislações vigentes (servidores em estágio probatório fazendo parte de comissão de sindicância, por exemplo), atos de exoneração que foram publicados no Diário Oficial do Estado de SC, envolvendo servidores do quadro efetivo da FATMA em cargos de comissão sem aparente motivação e comunicação prévia.
   A frota de veículos em sua grande maioria está sucateada, porém em todos eles está instalado um chip que permite rastreamento através de um sistema, gerando um custo administrativo exorbitante. Este sistema oferece a possibilidade de desligar o motor do carro, por via remota, colocando em risco as vidas de servidores públicos, como já aconteceu com um veículo da CODAM de Florianópolis, em pleno funcionamento durante uma viagem técnica, por decisão arbitrária de um diretor.
    As diárias que servem para custear as despesas de servidores em viagem a trabalho, muitas vezes são depositadas após a realização do trabalho, contrariando as normativas vigentes, a bel prazer da diretoria administrativa, causando transtornos e dificuldades óbvios.
   Há também indícios de violação de e-mail funcional dos servidores.
   Ainda há um caso de assessor técnico ocupando cargo inexistente no organograma da instituição, valendo-se deste para intimidar técnicos de carreira.
   Alegam que o Presidente concentra poderes e é adepto a práticas administrativas extremamente questionáveis, tendo como uma das conseqüências mais graves o atraso no licenciamento ambiental.
   Está sendo proposta pela presidência da FATMA, uma reforma institucional e o destino da Fundação ainda é uma incógnita para os servidores, sendo planejada por pessoas que não fazem parte de seu quadro efetivo e que desconhecem o funcionamento da FATMA.
   A AFATMA - Associação dos Servidores da Fundação Meio Ambiente vem cobrando sistematicamente há quase dois anos, maior transparência e democracia nas ações dministrativas, sem, contudo receber respostas.
   Desta forma, vimos a público para externar a grande preocupação com os rumos que estão sendo dados para esta Instituição, lembrando que a FATMA é uma Fundação pública e que zela pela qualidade de vida da população catarinense.

4 comentários:

Anônimo disse...

Será?

Anônimo disse...

Acho que a história não é bem assim!

Anônimo disse...

Esqueceram de comentar os grampos dos telefones dos servidores.

Anônimo disse...

Além de dar emprego pra uma montoeira de gente, a FATMA serve pra que mesmo???

Elio Andrade