sexta-feira, 1 de abril de 2016

Cai a Barbie Vermelha

Depoimentos e provas comprometem Paulo Barnardo e Gleisi Hoffmann
'PB' acusado de pedir dinheiro sujo para a campanha de Gleisi

   Ao contrário do que afirmam os acusados, a Polícia Federal tem elementos consistentes para solicitar o indiciamento do paranaense Paulo Bernardo (PT), ex-ministro dos governos Lula e Dilma, e de sua mulher, a senadora Geisi Hoffmann (PT-OR), ex-ministra da Casa Civil de Dilma.
   A PF apurou que Paulo Bernardo, que entre os amigos é chamado de "PB", foi quem pediu dinheiro ao megadoleiro Alberto Youssef ou ao ex-diretor de Abastecimento da Petrobrás Paulo Roberto Costa para custear a campanha de sua mulher, senadora Geisi Hoffmann. Para a PF, ele sabia que os valores eram ilícitos, por isso os solicitou a Paulo Roberto Costa.
   A PF ainda aponta que Ernesto Kugler Rodrigues recebeu o valor em quatro parcelas, a pedido da senadora e do marido. Durante as investigações, a PF encontrou na agenda de Paulo Roberto a inscrição a “1,0 PB”, e confirmou que se tratava do ex-ministro. Os valores, segundo os federais, foram levados de São Paulo a Curitiba por Antonio Carlos Fioravante Pieruccini, que documentou todo o local da entrega para os policiais. A PF identificou ainda registros telefônicos que confirmariam a propina para a campanha.

   Do Diário do Poder

Nenhum comentário: