sábado, 9 de janeiro de 2010

"Compra ao contrário". O ardiloso jogo de Luiz Henrique da Silveira

Por Sérgio Rubim

A grande discussão nos meios políticos e jurídicos de Santa Catarina neste momento é a investidura do atual presidente do Tribunal de Justiça, João Eduardo Souza Varella, como governador. Varella substitui o vice governador Leonel Pavan - respondendo processo por corrupção no TJ presidido por Varella - e também Jorginho Mello, presidente da Alesc, o segundo na linha de sucessão de Luia Henrique Bocelli da Silveira.

As ilações são várias e escabrosas. Muitos dizem que o Judiciário está de joelhos perante o Executivo. Que a tal independência dos poderes foi finalmente para as cucuias. Esta é a terceira vez que um presidente do TJ assume o lugar de Luiz Henrique.

Outros afirmam que é uma grande jogada para envolver Varella e que esta seria uma forma de "comprar" o voto de Varella a favor de Leonel Pavan no processo que será julgado no seu tribunal. Neste caso não existe voto de desempate. O presidente vota.

A coisa começou a ficar curiosa e soou estranha quando o presidente da Alesc, Jorginho Mello, conhecido pelo seu apetite pelo poder, abriu mão do cargo de governador para dá-lo graciosamente ao seu conterrâneo João Eduardo Souza Varella.

Jorginho, tucano emplumado como Leonel Pavan, seria mais uma peça da engrenagem que move esta dança das cadeira que culmina na posse de Varella como governador.

Mas acredito que todas estas ilações e análises estejam erradas. O jogo de LHS, Pavan e et caterva é muito mais ardiloso do que imaginam os pobres mortais.

João Eduardo Souza Varella, presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina é tido nos meios políticos, jurídicos e sociais como uma reserva moral dentro do judiciário. Conversei com várias pessoas e no final todas elas me falaram a mesma coisa: é um homem reto!

Varella atuou com firmeza e foi decisivo no caso que enfunerou o prefeito Dário Berger no seu Natal dos Sonhos e sua árvore de R$ 3,4 milhões. Varella não titubeou frente as provas irrefutáveis que apontavam irregularidades no caso. Carcou no prefeito!

Com esse perfil de homem sério, honesto e implacável com a malandragem, a expectativa é de que seu voto no processo seja contra Leonel Pavan, frente às gravações e provas materiais de que o vice governador - que ele vai substituir - teria recebido R$ 100 mil reais de propina, apresentadas pela Polícia Federal e Ministério Público. Isso que saiu na imprensa é apenas a ponta do iceberg. Tem muito mais coisa feia nas gravações mantidas em sigilo até agora. E Varella sabe disso.

Então, na verdade o que LHS e sua turma tentam fazer é uma "compra ao contrário". Sabedores do voto condenatório de Varella, convidam-o para ser governador. Se assumir o cargo no executivo, por uma questão ética, Varella se julgaria impedido no Judiciário para votar no processo de Pavan. Ou seja, anulam um voto que seria contra o vice-governador.

Acredito que o presidente do Tribunal de Justiça não cairá nesta esparrela. Além de sério parece que também é um homem inteligente. A sociedade espera ansiosa a sua decisão.

W.R. deixou um novo comentário sobre a sua postagem ""Compra ao contrário". O ardiloso jogo de Luiz Hen...": Esse Luiz Henrique nao combinou com ninguem em 2006 que iria entregar 25% do mandato pro Vice. Ele tem é que ficar trabalhando. Isso é fazer negociata com o voto, é enganar o eleitor, ainda mais num momento delicado desses. Luiz Henrique vai manchar a sua biografia entregando o governo. Cade os estudantes?

Amilton Alexandre deixou um novo comentário sobre a sua postagem ""Compra ao contrário". O ardiloso jogo de Luiz Hen...": Canga. Em todas as tuas postagens o preço da árvore da vergonha é R$ 3,4 milhões. R$ 300 mil a menos. Estou achando que essa parte que falta foi a tua comissão na parada. Rssss

Bete Vieira deixou um novo comentário s obre a sua postagem ""Compra ao contrário". O ardiloso jogo de Luiz Hen...": Você autoriza eu levar este texto lá pro meu blog? O povo de Joaçaba é tão tapado que não vê o que está na cara!Estão todos felizes: "ou é o Joriginho Melo ou é o Des. Varela, mas ambos são da nossa terra" AFF

Cangablog: Autorizadíssima Bete

Luiz Carlos Limpo deixou um novo comentário sobre a sua postagem ""Compra ao contrário". O ardiloso jogo de Luiz Hen...": Canga, não acredito que o presidente do Tribunal de Justiça, "homem reto" como te referisse a ele, assuma a cadeira dos dois dos maiores corruptos e ladrões da historia deste estado. Seria uma vergonha para Judiciário que cairia de vez na esparrela de todo estado!
Só me sentaria na cadeira de governador, neste momento, depois dos dois serem julgado e condenados!
Alô, Policia Federal, fiquem atentos, pois um dos dois pode não retornar!


8 comentários:

Amilton Alexandre disse...

Canga. Em todas as tuas postagens o preço da árvore da vergonha é R$ 3,4 milhões. R$ 300 mil a menos. Estou achando que essa parte que falta foi a tua comissão na parada. Rssss.

Bete Vieira disse...

Você autoriza eu levar este texto lá pro meu blog? O povo de Joaçaba é tão tapado que não vê o que está na cara!

Estão todos felizes: "ou é o Joriginho Melo ou é o Des. Varela, mas ambos são da nossa terra" AFF

Bete Vieira disse...

Obrigada, clicando no título cai aqui ;)

Anônimo disse...

Canga, não acredito que o presidente do Tribunal de Justiça, "homem reto" como te referisse a ele, assuma a cadeira dos dois dos maiores corruptos e ladrões da historia deste estado. Seria uma vergonha para Judiciário que cairia de vez na esparrela de todo estado!
Só me sentaria na cadeira de governador, neste momento, depois dos dois serem julgado e condenados!

Alô, Policia Federal, fiquem atentos, pois um dos dois pode não retornar!

Luiz Carlos Limpo

renato disse...

Para desespero de vários "colegas" de profissão,vc está se tornando,juntamente com o Muska(explosivo e escrachado,porém necessário),nosso melhor comentarista político.Parabéns por não cair nas artimanhas dos lalaus.
Abração
Renato

Anônimo disse...

Realmente a imagem de Santa Catarina está muito ruim com os representantes que possui no governo do Estado, e a corrupção vai muito mais longe. Se Pavam tem sido citado em denúncias de falsificação de dinheiro, tráfico, favorecimentos etc...o que dizer do famigerado Código Ambiental de Santa Catarina? Sim, o mesmo estado que vem sofrendo constantemente com enchentes e deslizamentos de encontas, recebe um projeto do executivo, rapidamente aprovado no legislativo, o qual aumenta as possibilidades de ocupação nas margens dos rios. A questão será julgada pelo Supremo pois afronta a Constituição Federal. O que tem por trás desse código ambiental fajuto? Certamente a "fabricação" de milhares de terrenos nas margens dos rios para os queridinhos dos prefeitos e dos ilustres e "honestos" governadores! Agora Palhoça vai crescer muito em torno dos rios Cubatão, Aririú, Imaruim e outros. O Prefeito Roubério vai se esbaldar até a PF divulgar alguma surpresa...

Rildo Jose Beber disse...

Cara! Que barbaridade toda esta dançadas cadeiras, até parece brincadeira, a casa da mãe Joana. Mas a questão é que estão decepcionando, não pelo trabalho, mas pelo excesso de confiança na impunidade. Me autoriza postar a matéria no meu Blog, claro que com referências - região Oeste quer saber.

Anônimo disse...

Esse Luiz Henrique nao combinou com ninguem em 2006 que iria entregar 25% do mandato pro Vice. Ele tem é que ficar trabalhando. Isso é fazer negociata com o voto, é enganar o eleitor, ainda mais num momento delicado desses. Luiz Henrique vai manchar a sua biografia entregando o governo. Cade os estudantes?