quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

A mega entrevista de LHS


Na foto acima uma simulação feita pelos técnicos da Discovery Channel de como ficará a grande obra do desgoverno de Luiz Henrique da Silveira. Depois da desconstrução de SC, agora a desconstrução da ponte.

Em sua entrevista "coletiva" (apenas para a RBS) o governador Luiz Henrique da Silveira aparece com a mesma cara que portava lá na Polônia, durante degustação, na sede de uma fabricante de Vodka. Lembram ?

Pois é! Com fala pastosa e raciocínio lento, mesmo assim abordou todos os assuntos que lhe foram perguntados. Sobre a árvore de Natal acusou as oposições de melarem a negociata.

Sobre o indiciamento do seu vice, Leonel Pavan acusado de corrupção passiva, LHS simplesmente viajou no pensamento e foi buscar justificativas para a desgraça do amigo nos recantos da sua erudição.

Comparou Pavan a Francis Bacon (Político, filósofo e ensaísta inglês que em 1621 foi acusado de corrupção. Condenado ao pagamento de pesada multa, e proibido de exercer cargos públicos) afirmando que "Chico Toicinho" sofreu o mesmo tipo de processo que o Pavan quando era ministro na Inglaterra.
Não entendi ! Queria afundar mais ainda o Pavan ?
A comparação da atuação política até cabe, corrupção. Mas a comparação física é bem diferente. Enquanto um era Sir o outro está mais para aldeão da idade média.

Sem dúvida o ponto alto da "coletiva" foi o projeto do governador para a recuperação da ponte Hercílio Luz. Luiz Henrique diz que vai desmontar o vão central da ponte, levá-lo para algum lugar (Joinville?), restaurar e depois remontar no seu lugar novamente. Uaaaau!!!!!
O cara não é fraco!
Parece que já contactou até o pessoal do programa Mega Contruções do Discovery Chanel que apresenta grandes projetos arquitetônicos, alguns teóricos e outros em contrução.

Essa gente além de erudita é mega em tudo. Tudo de "primeiro mundo". Afe!!!!!

Gilson deixou um novo comentário sobre a sua postagem "A mega entrevista de LHS": Esse negócio de desmontar o vão central da ponte como processo de restauração tá me cheirando "treta" pra "gastar" muito mais do que poderia ser gasto. Daí o governo paga 6X quando na verdade o gasto foi de 2X. E o povo sempre se lascando.
Abraço!

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "A mega entrevista de LHS": Aldeão da idade média" foi o máximo! Nunca tinha lido uma expressão tão bem cunhada, sobre um cidadão que até no falar lembra a figura que vc invocou. Muito bom !!

Na ponte Hercílio Luz... "neca de quitibiriba" nesta tu não põe a mão seu governador safado de meia pataca!
Te dou uns tapas!
Pego do meu trinta e oito e aí quero ver se tu é homem!
Era só o que me faltava!
Parabéns Canga!
Luiz Carlos

Volnei Dias deixou um novo comentário sobre a sua postagem "A mega entrevista de LHS": O governador tá pirando, que que é isso??!!

Yuri deixou um novo comentário sobre a sua postagem "A mega entrevista de LHS": Anotem aí: Desmontarão o vão central e virão com o seguinte papo durante a campanha eleitoral: Elejam-nos para que a ponte não permaneça desmontada. Tudo em um tom de alarmismo subscrito pela grande mídia, nas entrelinhas, é claro. Foi o mesmo com o factóide do tal metrô. Não era para estar pronto este ano?
Yuri.

8 comentários:

Gilson disse...

Esse negócio de desmontar o vão central da ponte como processo de restauração tá me cheirando "treta" pra "gastar" muito mais do que poderia ser gasto. Daí o governo paga 6X quando na verdade o gasto foi de 2X. E o povo sempre se lascando.

Abraço!

Anônimo disse...

"Aldeão da idade média" foi o máximo! Nunca tinha lido uma expressão tão bem cunhada, sobre um cidadão que até no falar lembra a figura que vc invocou. Muito bom !!

Anônimo disse...

Na ponte Hercílio Luz... "neca de quitibiriba" nesta tu não põe a mão seu governador safado de meia pataca!
Te dou uns tapas!
Pego do meu trinta e oito e aí quero ver se tu é homem!
Era só o que me faltava!
Parabéns Canga!

Luiz Carlos

Volnei Dias disse...

O governador tá pirando, que que é isso??!!

Anônimo disse...

Anotem aí: Desmontarão o vão central e virão com o seguinte papo durante a campanha eleitoral: Elejam-nos para que a ponte não permaneça desmontada. Tudo em um tom de alarmismo subscrito pela grande mídia, nas entrelinhas, é claro. Foi o mesmo com o factóide do tal metrô. Não era para estar pronto este ano?
Yuri.

Bete Vieira disse...

Havia sido aberta uma licitação para a construção de uma ponte, e os únicos três candidatos eram um americano, um alemão e um brasileiro.
O coordenador da licitação entrevistou por primeiro o alemão para saber quanto ele cobraria e quais seriam as vantagens. O alemão cobraria 1 milhão de dólares e daria um material de primeira linha e seria uma ponte simples.
Em seguida entrevistou o americano, que cobraria 2 milhões pela ponte e daria material de ultima geração, faria uma ponte elevada super moderna.
Chegou então a vez do brasileiro, que pediu 3 milhões para fazer a ponte. O coordenador da licitação então perguntou:
- Você é o que deu o valor mais alto, quais então as suas vantagens?
- Nenhuma.
- Então por que cobra tão alt?
- É o seguinte: dos três milhões, um fica pra você, um pra mim e nos pagamos um milhão para o alemão construir.
- Negocio fechado.


Alguma semelhança com fatos reais é mera coincidência rsrsrsrs

Anônimo disse...

Mais uma coisa, e quem disse que Florianópolis precisa de um metrô de superfície? Até pode ser boa idéia, mas já foram feitos estudos neste sentido?

Anônimo disse...

Floripa só tem uma solução que preserve o que restou: TATUS, imensos Tatus. Chamem o dario, cavallazi et caterva que eles sabem como enterrar 17 metros de raíz, enterrar a trotolha 17 metros nos intestinos das finanças municipais, enterrar o nome da cidade na lama, enterrar no nosso, no seu e no meu fiofó. Não basta o governador querer 'surrupiar' a ponte, entregar obras megalômanas pra esses caras é um prato feito com pudim de sobremesa. Matraca