terça-feira, 14 de março de 2017

Congresso e Gilmar Mendes conspiram para anistiar o caixa dois

   
   Os deputados e senadores brasileiros estão desesperados. Só isso explica as tentativas enlouquecidas de encontrar um meio de anistiar quem pegou dinheiro de propina pelo caixa um ou pelo caixa dois. A iniciativa conta com a complacência declarada de quem deveria coibir prática tão deletéria, como o ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE. O Código eleitoral, em seu Art. 350, diz claramente que caixa dois é crime e quem pegar dinheiro sem declarar está sujeito a cinco anos de cadeia ou mais.

   Os papéis estão claramente invertidos. Gilmar Mendes deveria zelar pelo cumprimento do código de que justifica a existência do tribunal que ele preside. Em vez disso, vai a almoços com os interessados em burlar a lei, como aconteceu neste domingo, e sai fazendo proselitismo desabrido com argumentos que pertencem aos réus incidentais que deveria estar julgando e condenando. 




Saiba mais. Beba na fonte.

Um comentário:

Léo disse...

Crime ORGANIZADO!