sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

2010 e o poder dos blogs


Pelas reações de autoridades, políticos e candidatos em potencial às próximas eleições dá para sentir que daqui para a frente "da cintura para baixo é canela". O presidente Lula e o presidente tucano, Sérgio Guerra, dão o tom da baixaria que será a discussão política no país em 2010.

Babaca! Mentirosa! São elogios perto do que vem pela frente.

Aqui em Santa Catarina teremos, sem dúvida, uma disputa acirrada e com um fator novo. A nova imprensa catarinense. O surgimento dos blogs e a grande quantidade de leitores desta nova mídia vem fazer concorrência - não comercial ainda - à velha imprensa manipuladora e venal.

A derrubada da famigerada árvore de Natal de R$ 3.7 mi, de Dário & Mário, foi a maior prova do poder dos blogs. Foi derrubada pelos blogs. A partir de uma nota no blog de Moacir Pereira encampada persistentemente pelo Tijoladas do Mosquito e com repercussão em outros blogs como De Olho na Capital (lamentavelmente fora do ar), Temperos & Apimentadas e Cangablog a coisa não parou mais.

A própria RBS, parceira de Dário & Mário no projeto do Natal, foi obrigada a divulgar as denúncias diárias que os blogs iam publicando a todo o momento. Sem dúvida que a ação do Ministério Público acionado pelo vereador João Amin foi o fator determinante no caso mas tudo isso era potencializado a todo momento pelos blogs enquanto a imprensa tradicional escamoteava o assunto por comprometimento político e comercial com o caso.

A importância dos blogs no país (e no mundo) hoje é inegável. Qualquer denúncia de corrupção, seja de político, autoridade pública do executivo, judiciário ou legislativo não encontra mais as barreiras da imprensa comprometida. É divulgada imediatamente na rede mundial e se propaga mais que notícia ruim.

Em Florianópolis principalmente esse fator de propagação é sui generis. Capital predominantemente de funcionários públicos com acesso à internet encontra campo fértil para para esse tipo de mídia. Só para se ter uma idéia, há poucos minutos recebi um telefonema do Mosquito, do Tijoladas, onde ele informava que até às 9:35 hs o seu blog já tinha sido acessado 599 vezes. Chega a ter mais de 5 mil acessos diários. É um fenômeno!

O Cangablog também muitos acessos diário, não tanto quanto o Tijoladas, mas cresceu bastante após ter assumido um boletim diário sobre o estado de saúde do inseto que andou de namoro com o "outro lado" tempos atrás. Tenho média de 1200 acessos o que não é pouca coisa.

Esse é que é o fenômeno da internet. A verdadeira rede de informações. Quando há poucos dias escrevi artigo sobre o presidente da Alesc, Jorginho Mello, e sobre a posse do presidente do Tribunal de Justiça que assumiu o governo do estado, vários blogs de Joaçaba, cidade dos personagens, e da região Oeste entraram em contato pedindo autorização para reproduzir meu artigo. É assim que funciona esta rede.

Uma divulgação maciça e global de um fato constrange a imprensa tradicional e a coloca a reboque dos blogs. Outro fator de extrema importância é de que na imprensa tradicional raramente se denuncia magistrados. O judiciário é intocável. Como intocável, para eles, são todos os homens de saia. Isso acabou nos blogs. No judiciário também tem corruptos e bandidos e estão sendo escancarados diariamente na nova mídia com uma repercussão incrível. Daí as tentativas de censura que temos visto.

Esta eleição de 2010 é a eleição dos blogs, sem dúvida. Quem duvidar disso está fora!

A internet foi a grande revolução dna história da humanidade. Na imprensa pela primeira vez na história surge um poderoso meio de comunicação sem patrão. Qualquer pessoa pode abrir um blog e colocar ali o que pensa da vida, da sua e da dos outros. Em se tratando da vida de pessoas públicas então...é uma delícia.

Helio deixou um novo comentário sobre a sua postagem "2010 e o poder dos blogs": Claro. Límpido. Exatamente como muitos raciocinam.
Viva aos blogueiros independentes!
Ps:sou um dos 1.200.

Luiz C. Schneider deixou um novo comentário sobre a sua postagem "2010 e o poder dos blogs":
Caro Canga, nem necessitava publicar o desabafo. Mas,de qualquer forma, muito obrigado.
Sobre os bolgs é uma realidade. Porém, na antípoda de um observador, vejo que não são méritos dos bolgs. São deméritos da mídia (tradicional ou não). Ora, os blogueiros fizeram apenas aquilo que deveria ser feito. Já a mídia atrelada aos interessantes interesses não o fez. E não é culpa dos profissionais. Até porque em sua maioria são jovens com desejo e sede de fazer. Se não fizeram é porque estavam com as mãos amarradas, aliás, "maneteadas".
Mas vamos em frente. O César, sempre atento, está fora do ar. Outro que faz falta é o Vítor, no seu "A Política Como Ela É", que simplesmente desapareceu. Restaram (restamos) apenas três: Cangablog, Tijoladas e Temperos & Apimentadas (onde participo com o Meira). Seríamos como os Três Mosqueteiros, porém Quixotes diante dos moinhos da maldade.
O interessante nesse contexto é que os "senhores dominantes" ainda não acordaram para uma nova realidade. Temperos & Apimentadas tem, hoje, mais de 2 mil leituras diárias. Achamos (Meira e eu) que é muito. Nunca tivemos a pretensão de atingir esse patamar. Se a coluna chegou a esse índice não é apenas por nossos méritos, mas pela carência da informação isenta, bem humorada e séria.
Enfim, caro Canga, o mérito não é dos blogs. A culpa é da verba publicitária
oficial que deveria ser proibida.

E vamos reclamar para quem?

Ivan Castro deixou um novo comentário sobre a sua postagem "2010 e o poder dos blogs":
Zilhão a zero para o comentário. É isso mesmo.

Bete Vieira deixou um novo comentário sobre a sua postagem "2010 e o poder dos blogs":
Tem razão, os blogs farão a diferença nas futuras campanhas eleitorais. Não vai adiantar nada pagar para a imprensa não publicar. "Nóis blogueiros publica e pronto!"

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "2010 e o poder dos blogs":80% das informações de ordem política e econômica garimpo nos blogs e feeds. A imprensa "boquete alugado" está perdendo terreno para o fenômeno da comunicação via Internet. A população sabe o que quer, só faltava o veículo! Viva a inclusão digital!

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "2010 e o poder dos blogs":
MATÉRIA nota 10
não precisa dizer mais nada CANGA, essa matéria é show, e só tem verdades.
Vocês são o melhores exemplos para essa nova geração que sonha com dias melhores.
Viva a internet e os blogueiros corajosos.

6 comentários:

Anônimo disse...

MATÉRIA nota 10
não precisa dizer mais nada CANGA, essa matéria é show, e só tem verdades.
Vocês são o melhores exemplos para essa nova geração que sonha com dias melhores.
Viva a internet e os blogueiros corajosos.

Anônimo disse...

80% das informações de ordem política e econômica garimpo nos blogs e feeds. A imprensa "boquete alugado" está perdendo terreno para o fenômeno da comunicação via Internet. A população sabe o que quer, só faltava o veículo! Viva a inclusão digital!

Bete Vieira disse...

Tem razão, os blogs farão a diferença nas futuras campanhas eleitorais. Não vai adiantar nada pagar para a imprensa não publicar. "Nóis blogueiros publica e pronto!".

Ivan Castro disse...

Zilhão a zero para o comentário. É isso mesmo.

Luiz C. Schneider disse...

Caro Canga, nem necessitava publicar o desabafo. Mas,de qualquer forma, muito obrigado.
Sobre os bolgs é uma realidade. Porém, na antípoda de um observador, vejo que não são méritos dos bolgs. São deméritos da mídia (tradicional ou não). Ora, os blogueiros fizeram apenas aquilo que deveria ser feito. Já a mídia atrelada aos interessantes interesses não o fez. E não é culpa dos profissionais. Até porque em sua maioria são jovens com desejo e sede de fazer. Se não fizeram é porque estavam com as mãos amarradas, aliás, "maneteadas".
Mas vamos em frente. O César, sempre atento, está fora do ar. Outro que faz falta é o Vítor, no seu "A Política Como Ela É", que simplesmente desapareceu. Restaram (restamos) apenas três: Cangablog, Tijoladas e Temperos & Apimentadas (onde participo com o Meira). Seríamos como os Três Mosqueteiros, porém Quixotes diante dos moinhos da maldade.
O interessante nesse contexto é que os "senhores dominantes" ainda não acordaram para uma nova realidade. Temperos & Apimentadas tem, hoje, mais de 2 mil leituras diárias. Achamos (Meira e eu) que é muito. Nunca tivemos a pretensão de atingir esse patamar. Se a coluna chegou a esse índice não é apenas por nossos méritos, mas pela carência da informação isenta, bem humorada e séria.
Enfim, caro Canga, o mérito não é dos blogs. A culpa é da verba publicitária oficial que deveria ser proibida.
E vamos reclamar para quem?

Helio disse...

Claro. Límpido. Exatamente como muitos raciocinam.
Viva aos blogueiros independentes!
Ps:sou um dos 1.200.