terça-feira, 19 de janeiro de 2010

A contaminação inevitável


Com chegada dos EUA do presidente estadual dos Demos, Raimundo Colombo, e seu incondicional apoio ao meliante Leonel Pavan estaria montado o bloco dos gangsters para o próximo carnaval ?

A pecha de corrupto e ladrão que já vinha grudada no governador Luiz Henrique do "partido que gosta de roubar" (PMDB) é agora reforçada pela perfomance do tucano Leonel Pavan.
Luiz Henrique praticou suas pequenas e grandes tungas mas sem meter muito a mão na graxa. No máximo o seus acólitos apareciam em festas na zona de Joinville e outras pequenas baixarias.
Já os tucanos sofisticaram as ações do grupo partindo para altos voôs que incluíam muito dinheiro e lances cinematográficos de pistolagem e gangsterismo.

Correndo por fora os Demos de Raimundo Colombo a tudo assistiam mas se mantinham enquadrados no clássico figurino de não dar bandeira e, claro, não meter (toda) a mão na merda. Estavam passando esses quase oito anos de polialiança incólumes frente aos grandes escândalos protagonizados por Luiz Henrique e seus acólitos.

As apostas eram de que os democratas se blindariam e achariam uma forma de não se deixar contaminar pelas estripulias de Pavan e LHS. Raimundo Colombo, asséptico, surgia como candidato natural dos Demos pra disputar o governo do estado. Ele mesmo, pessoalmente não teria nada a perder pois ainda tem mais quatro anos de senado.

Com os baixos índices nas pesquisas e a incompetência de Pinho Moreira o PMDB só faz jogo de cena. Luiz Henrique já tinha rifado o PMDB em prol de seu projeto de se eleger senador. Pavan seria o governador por um ano e com a máquina na mão, seria candidato da polialiança ao governo. Colombo ficava no golpe do balde. Na espera de que alguma coisa acontecesse. E aconteceu!
Pavan foi pilhado pela Polícia Federal cometendo crimes previstos em vários artigos do código penal e jogava fora sua candidatura a governador. Dizem que Pavan tem tantos processos que se ficar um dia sem mandado e sem foro previlegiado vai em cana direto.

Bem, com todos esses acontecimentos, a candidtura ao governo caiu no colo de Raimundo Colombo. As apostas na bolsa de pitacos políticos da Capital era de que Colombo e o Dem não se deixariam contaminar pelos descalabros públicos de Pavan. A matéria publicada na revista de circulação nacional Isto É, fez acender a luz vemelha na direção dos Demos.

Enfrentado problemas nacionais com as denúncias de roubalheira deslavada de uma das suas grandes estrelas, o governador do DF, Arruda e seu vice os Demos sabem como agir rápido. Tirar a fruta podre do cesto antes que contamine as outras.

Aqui estão analisando o cenário. Não consegui, ainda, fazer uma leitura da visita de Raimundo Colombo ao vice governador envolvido em corrupção e pistolagem. Não podem expulsá-lo porque é de outro partido. Mas se Pavan assumir mesmo o governo, como está ameçando, Colombo candidato subiria nos mesmo palanque ? Acho que nem José Serra subiria. A contaminação seria inevitável!

Realdo Pizetti deixou um novo comentário sobre a sua postagem "A contaminação inevitável":
Caro, penso que voce menospreza o poder de aglutinação e perspicacia do PMDB. Ao contrario de sua suposicao, eu acredito que o PMDB eh competente o suficiente para esquentar o prato em banho maria e come-lo quentinho no final. Ja vivenciei varias eleicoes, assim como voce, e nunca vi ninguem ganhar de vespera. Lembra do Amim ano retrasado e em 2002? Pois eh, alguem soh se torna conhecido da grande massa se participa de uma eleicao majoritaria e recebe de 1,6 mi votos, como o Colombo, ou se faz uma boa campanha no periodo permitido pela legislacao eleitoral (seis meses antes do pleito), com uma militancia aguerrida, boas propostas, carisma e dinheiro. Fora isso eh mera suposicao, achismo e prever o futuro. Acredito que o PMDB nao vai deixar a coisa tao barata. O LHS nao contava que o Moreira tivesse o partido na mao. E mesmo com todo seu poder de convencimento nao sera facil para o LHS levar todo o partido para seu projeto pessoal. Esse ano promete na politica em SC!!
Realdo Pizetti

Balestrini deixou um novo comentário sobre a sua postagem "A contaminação inevitável":
Faz o favor de se ligar que os posts do Moa são sob encomenda. Hoje tá uma palhaçada. Parece uma válvula de escape pra baixar a pressão. - Óhh , no tribunal não vai dar em nada, porque precisa de autorização da Al e o STJ está esperando 4 contra o LHS e não deu em nada ... blá blá blá...
Canguita, é uma típica válvula de distensão (com 's'), começa por ali e se espalha. Publicar carta do advogado. Muito conveniente a retratação pública...
Balestrini


6 comentários:

Luiz C. Schneider disse...

Bela análise, Canga. Só uma dúvida: qual a diferença entre acólitos e alcoólicos? Há casos em que ambas podem ser utilizadas.

Anônimo disse...

O COLOMBO já nasceu contaminado! Posa de bom moço, mas é só isso, pois para passar bem, vende até a mãe. Lembro daquela propaganda do DEMO (acho que ainda era PFL, o partido dos liberais) na qual o Colombo proclamava as SDR's como cabides de emprego. O que os liberais, das libertinagens financeiras tem a dizer sobre isso? Perderam a língua? Sempre perdem, quando precisam!

Anônimo disse...

AMIGO. O CASO PAVAN ESTA ENCERRADO. QUE VAI JULGAR SÃO DEPUTADOS. OK VOCE ACHA?
ESTA TURMA SÃO PROFISSIONAIS. ALGUMA DÚVIDA
PAULO DUTRA

Anônimo disse...

Concordo com o comentario do Realdo.
Nao se pode menosprezar o poder do PMDB.
E o Pinho Moreira vem com forca. Eh apoiado por 90% do maior partido do estado.
As pesquisas nao dizem nada, pois em sua maioria sao realizadas na grande Florianopolis.

Aline Graziela disse...

É uma vergonha dizer isso, mas quando as eleições chegarem, o povo (a grande massa movida pela televisão chapa branca) já terá esquecido toda esta maracutaia. Como vimos nas últimas eleições, bater no adversário não faz você subir nas pesquisas, muito pelo contrário, joga você na lama (vide campanha do Cesar Jr. para prefeito de Florianópolis). Não bastasse isso, a suposta "oposição" também tem a mão bem sujinha de lama, ou seja, qualquer torneira aberta, sangrando partidos, candidatos e jorrango maracutaias, pode acabar espalhando sujeira para todos os lados. E quem tem... tem medo.

Anônimo disse...

Única forma de punir este pessoal é a urna e colocá-los no esquecimento. Temos que fazer conforme li no site do tijoladas: Mande um político trabalhar, não o reeleja.