sábado, 27 de fevereiro de 2010

Sérgio Rubim, camarada, salve!

Essas histórinhas vão ficando melhores a cada dia que passa...

O Bernard Shaw (que é um dos meus "gurus") não iria deixar barato essa réplica do Sir Winston Leonard Spencer Churchill (só para lembrar, o John Lennon que nasceu durante um ataque aéreo a/em Liverpool, teve o solene "Winston" anexado ao nome em homenagem ao estadista, sendo John Winston Lennon)...

Conta-se que em 1949 Alfred Hitchock e Bernard Shaw tiveram o seguinte diálogo:

Hitchcock - Basta olhar para o senhor, sr. Shaw, para constatar que existe fome no mundo.

Shaw - E basta olhar para o senhor, sr. Hitchcok,para saber quem a provoca.

(Em resposta ao bilhete de uma mulher que tentava seduzi-lo com a frase: "Estarei em casa de cinco às sete):
E eu também.

Mas o bate-boca da tua última nota aconteceu com a Lady Astor (que na verdade era norte-americana) e também uma afiada frasista... Era uma mulher muito bonita, inteligente e culta e quando foi para a Inglaterra causou um certo "frison" (para usar um termo no colunismo local) e está em sua biografia que ela foi interrogada certa vez por uma nativa nos seguintes termos:

"A senhora veio roubar os nossos maridos?"

"Se a senhora soubesse como foi difícil se livrar do meu"...

E foi com essa resposta que ela ganhou a simpatia das mulheres que se sentiam ameaçadas por sua beleza e inteligência...

Com o Churchill o diálogo foi mais ou menos aquele que você mencionou... Apenas, no lugar do café, Lady Astor usou o chá... Mais convincente em se tratando da Inglaterra onde se toma chá, religiosamente, todos os dias às 17 horas...

Mas tem outra história que contam dessa dupla...

Winston teria dito a Lady Astor que ela era uma mulher muito feia...

Isso depois de uma acalorada discussão...

E ela retrucou que ele não passava de um bêbado...

Então veio a estocada mortal "Mas amanhã eu vou estar sóbrio"...

Como disse, a Lady Astor era uma mulher muito bonita e Churchill, afinal de contas era um cavalheiro, portanto é pouco provável que esse tal diálogo tenha acontecido, embora se possa glosar o hipotético, o humor permite tudo...
Mais ou menos como esses caras que postam alguns textos e assinam como Millôr Fernandes, Luis Fernando Veríssimo, Arnaldo Jabor... E até Olsen Jr... Apenas para emprestar verossimilhança ao que dizem, uma "credibilidade" arranjada...
No Brasil, o Carlos Lacerda é outro a quem se atribui uma espirituosidade além do que é lícito supor...

Enfim, como dizem os manés "Pães é pães e opiniães são opiniães"...

Bem vindo ao lar e um abração do poeta!

Nenhum comentário: