quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Caso CowPM vira "case" nas redes sociais

 Foto e comentário postado por Beto Abreu no Facebook:
Comentário sobre o post que criei e vi se disseminar pela rede como um rastilho de pólvora:

Meu post humorado, irônico, se espalhou pela rede alcançando uma centena de compartilhamento e quase outra centena de curtir e comentários, certamente replicado por tantas outras em menos de 24horas.

Não há de minha parte uma crítica feérica ao soldado da policia militar, o comportamento dele só não se coaduna com a imagem que deve manter, ao assumir seu posto, com as vestes da corporação, deveria ter em mente que ali, naquele momento, ele perde seu CPF e passa a ser o "Estado", com todas as responsabilidades decorrente. Todavia, em um ato jocoso, quase banal, se deixou levar pelo humor galhofeiro. Um momento que irá se arrepender por bom tempo. Seus amigos, familiares, filhos, superiores, já lhe impuseram a pena. Lamento por ele. Mas não devemos condena-lo indefinidamente ele não é um criminoso. Basta a ele, e seus pares, lembrar que a cidade está repleta de cameras de video-monitoramento.

Vivemos o mundo de George Orwell, o romance se tornou famoso por seu retrato da difusa fiscalização e controle de um determinado governo na vida dos cidadãos, além da crescente invasão sobre os direitos do indivíduo, diferentemente da obra de Orwel "1984", o que temos agora é 2012, estamos conectados a uma rede social que parece não ter fronteiras. De certa forma, penso, o que se viu foi uma indignação da população, conectada, demonstrar que estamos fartos de pseudo políticos e pseudo defensores da sociedade. O soldado foi infeliz em seu ato, deve estar infeliz ainda, arrependido.

Fossem os atos dito lascivos um tapa na cara da sociedade, que se tirasse do ar os BBBs da vida e as músicas com coreografias eróticas que recheiam a programação de TV.

Ainda não vimos nada! O Carnaval está chegando e o Congresso Nacional logo reabrirá suas portas.



Teco. deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Caso CowPM vira "case" nas redes sociais": Mil vezes um PM que brinca, que leva às coisas na brincadeira, que o PM que mata,que recebe propina de traficante, etc... Afinal se for para levar tudo tão a sério, teríamos que fechar muitas assembléia, câmaras, e outras coisitas mais, que nos f... de verdade.

Um comentário:

Lia/Floripa disse...

hehehe, gostei da foto da Mimosa de noiva, ele vai ter de casar pra reparar o erro lol

No mais, tudo foi dito e só o vexame já é castigo que basta. Sim, tem coisas piores como matar e fazer parceria com bandidos. Parceria por parceria, que seja com a Mimosa. Vamos ver se o rebento sairá com cara do pai heheheheh

Pra econimizar tecladas, vou colar o comentário que fiz num portal, assim que saiu a notícia.

"Lia Souza · Quem mais comentou
Uma vaca e 4 bois ¬¬
Isso é simulação de zoofilia, devem estar acostumados com a prática. Nota-se a pachorra de saberem que estavam sendo filmados pelas câmeras de vigilância [que provam que funcionam]. As imagens são controlada numa central pela polícia e apostaram que seriam protegidos pelos 'colegas' que viram as cenas. Alguém deu com a língua nos dentes e vazou, como sempre acontece, vaza mesmo. Melhor pensar antes de fazer coisas porque nada existe de oculto que não possa ser descoberto, ainda mais em local público. Que lindo pra eles e pras famílias, imagino na escola os filhos perguntando se foram feitos numa vaca, zoando que o pai ou irmão ou parente, sei lá, são anormais. Os caras passam e o povo faz 'muuuuuu'. Depois não querem bullying? Vai ser desacato à autoridade? mas os nomes ficarão protegidos igual os da turma da penca do Ribeirão. Ali mesmo, ontem pela manhã, tinha carro da PM com policial comprando coisa, bateria de relógio parecia ser, de um ambulante que vende ali relógios e pilhas, tudo sem nota fiscal. Depois vem os smurfs da GM correr com os coitados dos ambulantes. Tsctsc. Usam óculos daquele de camelôs, alguns são imitações piratas, vale dizer 'ilegais'. Até se entende, não ganham pra comprar um decente numa ótica, menos ainda de grife, com o risco de perder numa ação. Mas trepar com uma vaquinha decorativa de plático em lugar público é cara de pau demais.

Novo hashtag em Floripa, quando ligarem para a PM não digam alÔ, digam 'muuuuu', porque não se sabe quem vem, se um homem ou um boi. Qdo o enfeite for cabrinha hashtag ´'béeeee', quando for uma galinha 'cocoricó' neles.

Muita falta de vergonha e de serviço.Ver mais
Responder · 2 · Curtir

· Parar de seguir a publicação · 31 de Janeiro às 11:27"

No fim dá até pena deles, viu...