sexta-feira, 15 de junho de 2012

OAB: oposição vai unida para eleição

Candidato e o advogado Paulo Lehmkuhl Vieira (E)
     Centenas de advogados e advogadas de várias partes do Estado viveram um dia histórico nesta sexta-feira, em Florianópolis, durante almoço em apoio à candidatura de Tullo Cavallazzi Filho à presidência da OAB/SC. Destaque para o contundente e crítico discurso do conselheiro federal Paulo Brincas, que, para surpresa de muitos, anunciou que abre mão de sua candidatura em apoio a Tullo, assim como também fez o advogado brusquense Marcus Antônio Luiz da Silva,o Marcão, que em 2009 também disputou a presidência (na época Marcão e Tullo tiveram 56% dos votos).
    Assim como Brincas, o também conselheiro federal Rafael Horn anunciou adesão ao projeto liderado por Tullo, que propõe uma “ruptura” com o modelo de gestão implantado atualmente na Ordem.
“Uma entidade que cobra postura ética e transparente deve antes de tudo fazer o dever de casa, e ser a primeira a cultivar a ética e a promover a mais ampla transparência de seus atos”, disse Tullo em seu discurso.

6 comentários:

Anônimo disse...

Ou o Dr. Paulo Medeiros Vieira rejuveneceu um pouco e está muito bem aos 70 anos, ou este é o também advogado e jornalista Paulo Lehmkuhl Vieira.

Anônimo disse...

Ruptura de gente da situação declarando adesão? Uhm... será que muda para ficar igual depois?

Anônimo disse...

Enfim a oposição na OAB/SC amadureceu e descobriu que o advogado não quer nomes diferentes, mas sim propostas de renovação.
A união de pessoas como Brincas, Marcão, Bratti e Horn em torno de um projeto de alternância e de propostas de renovação apenas dá mais credibilidade à esta Nova Oposição que se forma.
Sem rancor, sem ódio...
Que tenham sucesso neste projeto que nasce vitorioso !

Anônimo disse...

PQP !
Se o Tullinho não ganhar a eleição com esta raça toda ajudando vai ter que se aposentar !

Anônimo disse...

Vergonhoso os atuais conselheiros federais Paulo Brincas e Rafael Horn virarem a casaca por e apoiarem a oposição mesmo exercendo mandato nomeados pela situação.
Sabemos que o Cavalazzi está se rodeando de derrotados para alcançar a cadeira principal da OAB, mas para isso, precisa calçar o chinelinho da humildade e deixar sua arrogância de lado.
Apoio total à situação!!!!

Anônimo disse...

nunca é tarde para advogados/ conselheiros federais honestos e respeitados como Brincas e Horn , se darem conta de que a ètica, a Transparencia , o respeito e a consideração com os advogados catarinenses não vem acontecendo, e por essa causa justa "viraram a casaca", parabenizo -os pela atitude relevante que tiveram com muita desenvoltura, apoiando àqueles que se propoem a uma Nova Ordem, com mudança nas atitudes para com o advogado, reconstruindo os valores da Classe que atualmente encontra-se desprestigiada, onde somente uns e outros se prevalecem. Democracia e transparencia Uregente!!!!