quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Cada pérola no seu lugar

   Por Marcos Bayer    Muito interessante esta movimentação entre as duas Administrações Municipais, a que vai e a que vem. É uma boa hora para ajustar posições, rever conceitos e avançar. 
   Quantas pessoas frequentam a passarela anti arquitetônica da Baía Sul nos dois dias do desfile? Quantas latas de cerveja e ou refrigerante podem ser vendidos para esta população? Qual marca de cerveja não patrocinaria o Carnaval de Rua com o Carnaval das Escolas? A nova Administração não é do PSD, partido que defende a economia liberal? O juro e o lucro? E quanto mais não seria possível arrecadar com a transmissão do desfile pela TV? 
   Já não é hora de privatizar o Carnaval e deixar que as escolas de samba organizem a festa? 
   A Administração dá a segurança, a apoio médico, os sanitários e a supervisão política. 
   Da mesma forma o Festival das Ostras. Levem de uma vez por todas este evento para o sul da Ilha, onde elas são cultivadas com mais qualidade. 
   Deixem que os restaurantes cobrem pelo serviço e abastecimento. São vários, cada um com o nome mais criativo do que o outro. 
   Para regular os preços e não permitir a formação do cartel, façam no campo de futebol local, um festival com preços de referência. Assim, os visitantes saberão que há um preço regulador. 
   Há várias iniciativas municipais que podem e devem sair da PMF em direção aos agentes privados. O próprio Instituto de Geração de Oportunidades pode ser gerido de forma privada, com a participação do SENAI, SEBRAE e universidades locais. 
   Precisamos economizar esforços, recursos e ousadias para a construção do Parque da Cidade, na Ponta do Coral. Há que se indenizar a área e começar a implantação do parque.  No começo gramados, árvores e uma concha acústica com instalações sanitárias. Suporte policial permanente. 
   Depois, a construção da Grande Ópera Anita Garibaldi...

2 comentários:

Anônimo disse...

Aliás, não está na hora de baterem na tecla de reconstruir o Aterro da Baía Sul? Aquela é um dos poucos projetos de Burle Marx no Estado. Deveria ser reconstruído e depois tombado.

Anônimo disse...

Antes do Hotel da Ponta do Coral, o prefeito vai tratar disto...