quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Elite do funcionalismo vai engordar salários

   O governo afirma, o tempo todo, que não tem condições de dar aumento aos servidores da Saúde, Educação e Segurança Pública, mas quer aumentar seu subsídio, do Vice e seus Secretários.
  Tudo isso no apagar das luzes de 2012 e na surdina através do Projeto Lei nº 0388.1/2012, em tramitação na ALESC. O projeto, é claro, é de autoria do deputado Marcos Vieira, veja no site do órgão, clique aqui.
   Na verdade a pressão vem dos servidores da elite: Secretaria de Estado da Fazenda, Oficiais da Polícia Militar e Delegados da Polícia Civil, que na maioria já alcançaram o teto do Governador de R$ 15.000,00 (quinze mil reais) e estão com as remunerações congeladas.
   O governador Raimundo Colombo continua preso à herança maldita de 
Luiz Henrique da Silveira e, pelo jeito, continua a sua missão de só privilegiar alguns dos seus pares. Tudo é feito através do Legislativo, no caso, do deputado Marcos Vieira, que está ali para isso.
   Agora vão aumentar o subsídio do Governador e, em cascata, os servidores privilegiados vão também no mesmo barco e engordar o bolso.

Você que continua parado, vai ser atropelado!


Deputados estaduais agora querem auxílio moradia, pode??????!!!!!!!

   Enquanto o governo enfrenta uma crise sem precedentes nas áreas da Saúde, Educação e Segurança, alegando não dispor de dinheiro para melhorar as condições de vida dos funcionários públicos, os nossos parlamentares, eleitos com o voto deste mesmo miserável povo, resolvem aumentar seus "trocados" com um expediente para lá de sem vergonha: o AUXÍLIO MORADIA!!!!!!

   Estão criando por meio do Projeto Lei nº 0391.7/2012, o imoral AUXÍLIO MORADIA, isso mesmo. Olhe no site da ALESC. Clique aqui
.
   Tudo isso no afogadilho e no apagar das luzes como sempre fizeram em matérias que privilegiam apenas a alguns. Por exemplo no caso de concessões de diversas Gratificações ao Pessoal da Fazenda.   Estão fazendo isso alegando simetria com Desembargadores, Juízes, Promotores, Procuradores de Justiça, Conselheiros do Tribunal de Contas e Procuradores do Ministério Público de Contas. Vão ganhar próximo de R$ 4.000,00 líquido (sem tributação), como verba indenizatória.   Sim, todos esses citados recebem o benefício e também todos tem seus imóveis próprios em Florianópolis, não precisando da benesse que é para engordar apenas o seu bolso, pagar a escola particular para o filho, o melhor plano de saúde para não usar o SUS e ter a segurança privada.

   Uma vergonha! Uma imoralidade sem tamanho! Quem vai fazer algo contra isso?

   Ninguém pois até os membros do Ministério Público Estadual, que poderiam fazer algo, ganham o privilegiado presente e não tem interesse algum de cessar o enche bolso.

15 comentários:

Anônimo disse...

O Estado de SC está, em termos de governo, acéfalo. O governador (em mínusulo, como lhe cabe) é refém, sim, mas porque quer, sendo de sua conveniência apenas esperar fechar o mandato para lhe engordar a aposentadoria. Os que não possuem tal benesse, claro, tratam de otimizar os ganhos, logo, não é de espantar os "auxílios", assim como os servidores de elites em cargos "de confiança". A esculhambação não tem fim e, pelo que parece, vai piorar, uma vez que não é insubordinação a greve da saúde, por exemplo, mas uma indignação que está no limite do tolerável. E a coisa pode ficar pior se outros segmentos dos servidores decidirem entrar com uma greve massiva, uma hipótese a não se descatar.

Anônimo disse...

Artur Nogueira diz:

Resquicios do patrimonialismo.Como se não bastasse nepotismo, clientelismo, corrupção, licitações e concursos públicos fraudados, terceirizações ilícitas, tráfico de influências.
E haja privilégios para aos membros dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.Em todas as esferas: municipal, estadual e federal.
É o Estado "socialista" brasileiro. A velha máxima: "O socialismo acaba quando acaba o dinheiro dos outros." ou como diria vovó Cotinha-"farinha pouca, meu pirão primeiro".E haja imposto para dar conta de tanta emenda orçamentária.Vamos saquear a "viúva" até não poder mais. Aí as migalhas que sobrarem , iremos atender as demandas sociais, as reivindicações dos barnabés do Estado.
Dá asco.

Anônimo disse...

Canga, a lei sobre o teto não tem nada de imoral. Se reajustarem o salario dos servidores em sua data base (janeiro), todas os salarios, inclusive de secretários, governador, etc devem ser reajustados. Ou eles não são servidores também?
Manoel de Menezes Oliveira

Anônimo disse...

O valor do auxílio moradia vai aumentar de 2.400 para 4000 (aproximadamente) para todos os membros do PJ, MP, TCE e Alesc, retroativo a setembro de 2011. Isso é uma imoralidade.. O auxílio moradia já é por si só um absurdo.

Cintia Guimarães disse...

Todos têm seu direito de reajuste sim...no entanto, é injustificável pagar a fortuna que é o salário dos acima citados, em comparação com a dos demais servidores "comuns". É isso que deixa todos indignados.Falta saúde, educação, salário decente para professores e engenheiros (sim, engenheiros - veja os salários da AGESC)...pra ficar dando aumento para quem já recebe MUITO MAIS que o suficiente.....

Anônimo disse...

Mas não elegeram o "hôme" no 1º turno? Agora vem a conta!

BV

Anônimo disse...

Vergonha e quem nos defenderá...

O Ministério Público que se dá bem e também abocanha o auxílio moradia.

O Tribunal de Faz de Contas também tem o auxílio moradia.

Os juízes também ganham e se calam com o auxílio moradia.

Agora vão até ganhar retroativo a 2011, ou seja, vão ganhar um atrasado próximo de 30 mil cada um, sem correção monetária.

A OAB, única que pode fazer algo, vai fazer? Ou vai se calar?

Anônimo disse...

esqueceram de agregar o auxilio jabá e o rateio de sobras orçamentárias a cada final de ano - claro que com recursos do FUNDEF, que passa a integrar o rateio entre quarto poderes - TJ, ALESC, MPE e TCE - uma baba de fazer inveja a qualquer professor

gafanhoto disse...

MPSC CAMPANHA CONTRA CORRUPÇÃO!
ADQUIRA SUA CAMISETINHA...
QUE NOJO!!!

Rafael disse...

Enquanto os donos da birosca se fartam, o CRM escancara, pra quem não conhece, a TRAGÉDIA na saúde pública. PESSOAS ESTÃO MORRENDO NA FILA DO SUS. HÁ ANOS E ANOS. Sem medicamentos, sem cirurgia, sem médicos especialistas, sem exames de média e alta complexidade. Sem chance. O mundo é mesmo um lugar escroto.

JORGE LOEFFLER .'. disse...


Digo eu – PQP! Aqui em nosso estado, Rio Grande do Sul, um Escrivão ou Inspetor de Polícia com titulação superior, não podendo escolher a lotação e inclusive dirigido veículos oficiais recebe ao final do mês menos de DOIS MIL REAIS. Não há como esse país prosperar com justiça social quando há tantos indivíduos destituídos de vergonha na cara. Depois quando alguém desaforado como eu enxergar um deles na rua e o chamar de FDP certamente vai se ofender. Não só espero como desejo que algum servidor de lá ou entidade leve tal à discussão nos tribunais, pois isto não pode ser tolerado ou aceito.

Anônimo disse...

Isto não é somente uma vergonha, é um escárnio para com a população e os servidores públicos da Educação e da Saúde, serviços básicos essenciais, cuja capacidade de atender a sociedade vem se deteriorando ano após ano. O que me preocupa é o futuro que cada vez mais parece mais negro.

Léo disse...

FDPs! Cambada de FDPs!!!!!!!!!!

Alexandre Brandão disse...

Caro, tomei a liberdade de replicar no meu blog.
http://tupanfloripa.blogspot.com.br/2012/12/cangablog-elite-do-funcionalismo-vai.html

abs

Alfredo Kleper Lavor disse...
Este comentário foi removido pelo autor.