quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Somos Todos Turistas na Província Catarina Virginal!!!

Por Eduardo Guerini
Preparando o Gabinete de Crise no Governo da Província Catarinense para atender a demanda TURÍSTICA superdimensionada pela mídia provinciana.
   
Charge oportuna do Mendes
O governo catarinense, na atual gestão do estancieiro Raimundo Colombo, é uma cópia falsificada do modelo produzido no Planalto Central. Na hegemonia dos marqueteiros ávidos por recursos do erário público, não existe qualquer pudor.
   No início do ano de 2015, a crise que se avistava no horizonte pelo mais pueril analista de conjuntura, o que faz nosso governante provinciano? Com auxílio do marqueteiro de campanhas eleitorais, aquelas propagandas que beiram o cômico, tal a distância entre fantasia e realidade, a crítica contra os “pessimistas de plantão” foi contundente!!! A insistência na “garra catarinense”, com imagens vistosas encerra a peça teratológica com o seguinte slogan: “Santa Catarina, um Estado onde o Brasil dá Certo!!!”.
   Neste final do abissal ano de 2015, a crise assumiu proporções inimagináveis, com retração na arrecadação, evolução no nível inflacionário, aumento do desemprego, e, a província catarinense foi tragada pela crise, negada em prosa e versa, pelo bonachão governador e seus secretários. Tal peça de ficção vendida para incautos e desavisados, foi contraditada pelos ataques aos direitos dos funcionários públicos estaduais e setores vitais.
   Na educação estadual, os professores foram tungados olimpicamente em sua carreira, e, nosso secretário – na régua e no esquadro, inventou uma engenharia financeira para não reajustar os salários minguados de uma categoria. O sugestivo nome para tal “levada de mano” foi intitulado de “descompactação de tabela”.
   Na saúde pública, o caos nos hospitais é catastrófico para profissionais e pacientes. Daí, o aniquilamento de qualquer ação preventiva.
   Na segurança pública, a “mudança na escala” dos policiais militares, foi mais uma ação coordenada para evitar a contratação de efetivo - já minguado e exaurido. O resultado é o aumento dos níveis de violência “Por Toda Santa Catarina” !!!
   No tocante as SDR’s – Secretarias de Desenvolvimento Regional, nada de novo. Tudo mantido para evitar uma fissura na coligação interesseira e pragmática. Os apoios e retornos monetários abastecem uma máquina eleitoral sem qualquer ação da justiça eleitoral.
   Porém, no campo de produção de estatísticas, o governo Colombino é promissor. No findar de 2015, com uso massivo da mídia e “colunistas” provincianos fomos bombardeados por uma propaganda que aponta para a chegada de uma “horda de turistas”, algo em torno de 8.000.000 (OITO MILHÕES DE TURISTAS). Nada de explicações plausíveis, nem consultas do Anuário Turístico da Embratur ou Santur , tudo é sonegado em prol da realização dos interesses momentâneos.
   Diante do cenário promissor para o “trade turístico” catarinense, nada de confrontar com séries históricas. Os jornalistas e colunistas tratam de regurgitar dados e notícias espetaculosas sobre lotação na rede hoteleira, chegada de “Hermanos”, ainda que, nada se concretize, os astutos capachos das verbas publicitárias, tratam de “maquilar” o enredo misterioso da invasão turística.
   Para nossa astuta mídia provinciana, turista é “aquele indivíduo que faz deslocamentos superiores a 50 Km, concluímos que, “SOMOS TODOS TURISTAS” !!!
   Recomenda-se a criação de um Gabinete Gestor de Crise para resolver os problemas infraestruturais derivados de tal façanha estatística. Afinal, teremos uma frequência de turistas no litoral catarinense superior a população de todo Estado.

É MENTIRA TERTA? VERDADE!!!!

Um comentário:

Léo disse...

Uma coisa que sempre ouvi e concordei: SC é o 0 da 101, RS e PR recebem desde sempre mais investimentos que SC.
Uma coisa que percebi: SC sempre cresce menos, mas sente menos os períodos de recessão.
Uma obviedade: faz tempos que não temos um governador DO ESTADO, pois sempre governam pro seu curral eleitoral.