quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Brasil concede visto para blogueira cubana

Mosaico de Gilberto Viciedo
    Reprimida e perseguida pela ditadura da dinastia Castro, a blogueira cubana Yoani Sánchez conseguiu visto da embaixada brasileira em Havana para visitar o Brasil. O visto de turista foi concedido nesta quarta (26) e agora a blogueira depende apenas da autorização do governo cubano para sair do país.

   Yoani quer apresentar, no Brasil, o documentário Conexión Cuba-Honduras, do cineasta Dado Galvão, no qual aparece. A blogueira havia pedido o visto em uma carta enviada à presidente Dilma Rousseff na última sexta (20).
    Pelo histórico do governo petista de entregar pessoas para ditaduras, como fez Lula com os dois boxeadores cubanos Guillermo Rigondeaux e Erislandy Lara, que fugiram da concentração durante os jogos do Pan no Rio, Yoani não corre o risco de ficar no Brasil.

OLHO VIVO deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Brasil concede visto para blogueira cubana": Pelo menos nossa presidenta fez a coisa certa, Fidel já era. Cuba tem que ser um pais livre desta dinastia desvairada. Seja bem vinda Yoani Sánchez. 

Um comentário:

Anônimo disse...

Acho que não entendi a parte final do comentário. Pelo que me consta, os boxeadores cubanos não eram refugiados políticos. Ademais, não fosse a intervenção do governo Lula, o ex-ativista político de esquerda Cesare Battisti, alvo de uma disputa judicial entre Brasil e Itália em face de sua extradição, estaria seguramente trancafiado na Itália, desejo generalizado, aliás, daqueles que ainda conjugam a expressão "esquerdista" como facínora ou algo parecido, o que é profundamente lastimável! José Carlos da Silveira.