sábado, 7 de janeiro de 2012

Raimundo Columbia

Cape Canaveral/Urgente
Arlindo Vermes (vermes@vermes.com)
Correspondente Internacional Terceirizado

    Nesta manhã de sábado, nublada e ventosa, Raimundo Colombo acorda mais tarde e pergunta ao assessor onde será o almoço. Prontamente ele responde: Time is money, governador. E explica que nos EEUU, também aos sábados, é comum trabalhar. E como tempo é dinheiro, não se pode perder os quatro sábados de um mês em vão. Ai, o Bira explicou: Cada sábado tem de 8 até 15 horas produtivas, vezes quatro, são 32 ou 60 horas de plena produção. Se multiplicadas pelo índice de produtividade de Hens, divididos pela curva tangencial de Brumms, teremos mais U$ 790 bilhões de dólares na economia da Flórida. Então, convicto da importância do sábado produtivo, ou productive saturday como explicou o assessor, cancelaram o almoço e foram, de carro, para Cabo Canaveral - a base de lançamentos das espaçonaves Apollo, Discovery e Endeavour.
    No caminho, parada num Mc Donalds para alguns hamburgers de carne bovina. O assessor querendo agradar disse: Quando o projeto das Cowcorocas estiver implantado, poderemos fazer sandwiches para a merenda escolar com esta nova alternativa proteica. Colombo ficou calado e pensou que o assessor estava se recuperando das "cagadas" anteriores.
    Chegaram a Cabo Canaveral e foram direto para a sala de comando. Querendo ser gentil com os oficiais militares que o receberam, ao se aproximar da porta principal, Colombo disse: Please, between. Os oficiais se entreolharam e entraram com certa dúvida. O Bira explicou que no Brasil uma palavra pode ter vários sentidos.
    Feitas todas as demonstrações e respondidas as perguntas, Colombo disse que gostaria de entrar numa espaçonave para levar aos amigos de Lages, uma foto dele num verdadeiro rabo de foguete (referia-se a situação política herdada de LHS). Com apenas dois lugares no cockpit, Colombo sentou-se ao lado do assessor. O Bira fotografava. Colombo ria e abanava para a câmera digital. De repente, aquela explosão incontrolável. O assessor pensou que tinha apertado o botão para lanches rápidos (sandwich de avião, como se dizia antigamente). 
    Confundiu a palavra launch (lançar) com lunch (lanchar). E lá se foi o Colombo pro espaço... A porta travou imediatamente e o comando da NASA em Houston foi acionado para dirigir a espaçonave.
     A primeira solução encontrada pelos técnicos norte-americanos foi colocar a nave na órbita da Terra, até encontrarem um procedimento de descida seguro.
    Depois do cagaço inicial, o Colombo deu um esporro no assessor que só as fitas gravadas no comando terrestre podem revelar. Mas, dizem os que escutaram, que foi feio o negócio. 
    Nem as tias do assessor escaparam...
    Depois de 15 minutos de voo, uma voz nas paredes na nave: - Raimundo, Raimundo... Tu tá bem aí? 
    Colombo olhou pro assessor e perguntou: - Qual a porra do botão correto para responder esta voz? Trêmulo, muito trêmulo, o assessor encontrou no painel: Voice/Answer. Desconfiado, olhou duas vezes, pensou e disse: - Acho que é este aqui, o azul. Raimundo apertou e disse: - Estamos aqui e vivos, ainda. O Bira respondeu: - Calma, fica tranquilo. Estás vendo o mundo. Este é o significado do teu nome. Como assim ? perguntou o governador. Então veio a explicação: -  Órbita, mundo e Raimundo. Colombo sorriu e compreendeu que afinal não estava numa "roubada" tão grande.
    Depois de 5 horas de passeio em volta do planeta, a NASA conseguiu um histórico landing (pouso) da Base Aérea de Edwards, em Nevada, próximo a Las Vegas. Colombo saltou, o assessor já estava verde de tanto vomitar, ganhou mais um esporro e foram para o famoso Survivers Hotel, o mais chic da cidade.
    O Bira, alguns oficiais militares e eu, fomos levados, gentilmente, num avião da Air Force, cedido pelos Democratas locais, até lá. Então, antes do jantar, no aperitivo, sem a presença do assessor, Colombo disse: - Agora eu entendo o que pode ser um sábado nos Estados Unidos.

Maria deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Raimundo Columbia": Canga,
É maravilhoso saber destas habilidades do Raimundo
Colombo. Aqui pareciam adormecidas. No exterior, surge um novo homem, capaz até de pilotar uma espaçonave. Jovem, dinâmico e competente para enfrentar situações complexas. Aqui em Lages, agora conhecida internacionalmente por "Leiges", ele monta a cavalo, faz churrasco e arroz carreteiro e ainda calça botas. Ele é incrível.

Profª. Maria Lourdes Pinha Seca
Escola Básica Serrana
Lages

 

2 comentários:

Anônimo disse...

Canga,
É maravilhoso saber destas habilidades do Raimundo
Colombo. Aqui pareciam adormecidas. No exterior, surge um novo homem, capaz até de pilotar uma espaçonave. Jovem, dinâmico e competente para enfrentar situações complexas. Aqui em Lages, agora conhecida internacionalmente por "Leiges", ele monta a cavalo, faz churrasco e arroz carreteiro e ainda calça botas. Ele é incrível.

Profª. Maria Lourdes Pinha Seca
Escola Básica Serrana
Lages

Bety Bayer disse...

Me considero um pouco lageana pois parte da minha vida passei nessa cidade linda e acolhedora. Entretanto o senhor Colombo, que me desculpe,leva a vida e o governo no LAÇO.