quinta-feira, 17 de novembro de 2011

GOVERNO DO CONTINUÍSMO - PRIVILÉGIOS PARA POUCOS!

    O Governo Colombo é a continuação de Luiz Henrique e de Pavan, inimigos Nº 1 dos servidores públicos estaduais. A política de gestão de pessoas é ratificada pelo Governo atual.

    Colombo está armando um verdadeiro circo, engambelando sindicatos e servidores desatentos. Está vendendo a ideia de que se vai fazer justiça salarial com a concessão de um reajuste linear a todos servidores públicos estaduais e criará a data-base.

    Vamos ser honestos, não há justiça sendo feita, apenas cumprimento de dispositivo constitucional!
    Fazer verdadeiramente a justiça salarial no Estado de Santa Catarina é equiparar a grande massa de servidores, principalmente da SAÚDE, da EDUCAÇÃO e da SEGURANÇA PÚBLICA, aos servidores da FAZENDA, da ADMINISTRAÇÃO e da PROCURADORIA GERAL DO ESTADO, os privilegiados.

    A política de desigualdade continua e está sendo ratificada, pois se a FAZENDA, a ADMINISTRAÇÃO e a PROCURADORIA GERAL DO ESTADO ganham mais, visto várias benesses inclusive as gordas gratificações especiais, são eles que serão os primeiros beneficiados com essa nova estratégia.

    Pois o reajuste linear e a data-base vão aumentar ainda mais a distância entre os demais servidores de outras Secretarias. A vergonha continua e, pior, aumenta. Não contente com as diversas benesses e gratificações especiais, a FAZENDA, a ADMINISTRAÇÃO e a PGE, que tem gratificações que se reajustam ano a ano (diferente dos demais servidores que há 10 anos não sabem o que é isso), agora vão garantir reajuste linear para todos, assim ficam dentro do planejado e engordam ainda mais seus bolsos.

    Pasmem, mas quem está a frente das negociações e estudos são os maiores interessados. São os que detêm o maior privilégio remuneratório do Estado de Santa Catarina, isso mesmo!!!

    Quem negocia e faz os ditos estudos são a FAZENDA, a ADMINISTRAÇÃO e a PROCURADORIA GERAL DO ESTADO. Uma forma de blindar-se e engambelar os demais servidores do Estado, numa defesa própria e autoproteção. E os sindicatos achando o máximo.

    O Governador Colombo está demonstrando que não tem pulso e nem coragem para mexer no vespeiro, as Gratificações engordam o bolso do pessoal da FAZENDA, da ADMINISTRAÇÃO e da PROCURADORIA GERAL DO ESTADO, deixando os demais servidores a ver navios e sem condições de terem uma vida digna e com o devido desfrute.

    Um Técnico em Atividade Administrativas na SAÚDE, na EDUCAÇÃO e na SEGURANÇA PÚBLICA ganha de remuneração inicial (sem os descontos), R$ 1.026,00 (R$ 900,00 de vencimento e mais R$ 126,00 de vale-coxinha).

    Já na FAZENDA, o mesmo cargo, Técnico em Atividade Administrativas (geralmente transposto através dos diversos Trens da Alegria, por ter um padrinho forte ou ser amigo do rei), ganha de remuneração inicial R$ 7.726,00 (sem os descontos) somatório de R$ 900,00 de vencimento, R$ 3.200,00 de Gratificação de Arrecadação Fazendária (Lei 8.411/91), mais R$ 3.500,00 de Gratificação de Esforço/Resultado (art. 6º da Lei Complementar 489/2010) e mais R$ 126,00 de vale-coxinha.

    Nesses mesmos patamares da FAZENDA estão os servidores da ADMINISTRAÇÃO e da PROCURADORIA GERAL DO ESTADO.

    Então, todo mundo sabe o que vai acontecer.

    Vão aumentar as distâncias e desigualdades da grande massa em relação à minoria privilegiada da Administração Pública Estadual (Fazenda, Administração e PGE).

    Enquanto pessoal da FAZENDA, da ADMINISTRAÇÃO e da PROCURADORIA GERAL DO ESTADO ficam em suas mesinhas e salas climatizadas, contando seu rico dinheiro que salta pelos bolsos, planejando viagens e onde vão gastar a gorda remuneração.

    O pessoal da SAÚDE cuida de paciente em estado terminal, salva vidas, limpa sangue e substâncias contaminadas que o colocam em risco de morte constantemente. Estresse constante. E volta à sua humilde casa depois do trabalho com a obrigação de dar o devido sustento a sua família por meio de sua migalha.

    O pessoal da SEGURANÇA PÚBLICA sobe morro atrás de bandido, protege autoridades, investiga crimes e pega membros da alta sociedade drogando-se a todo momento. Estresse constante.  E volta à sua humilde casa depois do trabalho com a obrigação de dar o devido sustento a sua família por meio de sua migalha.

    O pessoal da EDUCAÇÃO ensina e fabrica um Brasil melhor, muitas vezes com ameaças de adolescentes problemáticos e pais bandidos. Estresse constante. E volta à sua humilde casa depois do trabalho com a obrigação de dar o devido sustento a sua família por meio de sua migalha.

    Essa é a realidade que todo mundo vê e faz de conta que não existe!!!

    GOVERNO COLOMBO, VOCÊ SABE DISSO E QUER MANTER A DESIGUALDADE!

L. A. deixou um novo comentário sobre a sua postagem "GOVERNO DO CONTINUÍSMO - PRIVILÉGIOS PARA POUCOS!": O vale coxinha agora com o aumento dá direito a mais uma larajinha. Uma vergonha!
Quem ganhou foi esse povo da Fazenda que conduz tudo para eles.

* R$ 10.000,00 x 8% = 800,00 - Fica R$ 10.800,00
* R$ 1.000,00 x 8% = 80,00 - Fica R$ 1.080,00

A desiguldade realmente só aumentou.

Parabéns pelo texto postado! 

12 comentários:

Anônimo disse...

Sou Policial Militar e assino embaixo de tudo que está dito ai. Estamos vivendo uma era negra da "justiça" dos homens onde os que mais fazem por merecer serem punidos pela "LEI" estão no comando desta. Quem ira salvar o "POVO"(todas classes do baixo clero e os contribuintes que pagam e não podem usufruir de uma boa educação, saúde, segurança publica etc...). Começo a achar que só vai haver uma saida para a grande massa oprimida, a unica saida que todos oprimidos por governos coruptos da história tiveram.

Fernando disse...

Engraçado, trabalhei durante anos na Sec. da Administração - como servidor efetivo - e a gratificação de produtividade que ganhava jamais foi reajustada. Creio que houve uma confusão aí, pois essa de que a SEA ganha a mesma gratificação da SEF é balela.

Anônimo disse...

E todo esse texto pra reclamar de um aumento de 8%, imagina se não tivesse dado nada..kkkk

Anônimo disse...

Entre novembro/09 - julho/11 segue a variação salarial entre os "melhores cargos" do Estado e o Professor:

01/11/09 01/07/11 (%)
Procurador 21242,06 26969,76 26,96%
Auditor 18128,58 24719,13 36,35%
Delegado Ent Esp 13344,05 17535,61 31,41%
Professor 2079,92 2742,11 31,83%

Embora a variação percentual estejam próximos entre si, um professor ganhou 700 reais de aumento, enquanto as demais tiveram um aumento médio de 5500 reais no período (o dobro do atual salário do professor).

Anônimo disse...

Caro Sergio, deverias verificar a veracidade das informações antes de qualquer publicação. Os servidores da Secretaria da Administração e da Procuradoria Geral do Estado não se encontram no mesmo patamar da Secretaria da Fazenda.
Quando colocas como minoria privilegiada, estás equivocando, em junho de 2011 foi concedido reajuste na tabela salarial que variou 0% (zero por cento) no vencimento inicial a 14,18% no final de carreira, sendo este reajuste comum a todos os servidores dos diversos órgãos do Estado e anterior a isto o último reajuste concedido foi em 2006 com base implantação dos planos de cargos e salários comum também aos diversos órgãos do Poder Executivo.
A estes órgãos foi concedida em 1998 a chamada Gratificação de Produtividade que já vem sendo instituída à diversas outras Secretarias no percentual de 60% e 30% para Secretarias Regionais. Então não vejo aqui como chamar de privilegiados órgãos que permanecem há 5 anos com a remuneração estagnada.
As gratificações descritas são exclusivas da Secretaria da Fazenda.

Ernani Pires disse...

Canga,

Meu caro... Concordo com o comentário do anonimo anterior. Se você isolar os procuradores gerais, que somando algumas benefícios acumalam um salário em torno de R$ 25.000,00, e maioria dos funcionários da Fazenda que estão "por cima da carne seca", Concordaría com você; entretanto os funcionários da PGE ganham mal, e são tratados por seus procuradores como raça inferior.

Anônimo disse...

caro amigo, quero parabenizar pelos comentarios sempre oportunos. o sr. governador raimundo colombo teve oportunidade de organizar a casa, mas nao fez a licao direito. como exemplo, sao os servicos da saude, educacao e seguranca publica, que nao recebem nenhum incentivo ha muito tempo. saliento ainda que, na ses (saude) enquanto permanecer a turma que esta la (digo rozina, liborio e seus aceclas) tudo permanecer igual. parabens pelos comentarios.

Anônimo disse...

Parabéns pelo post. Retrata a realidade com informações corretíssimas. Quem trabalha no Estado que SEA e PGE recebem Gratificações vultuosas. Já a SEF vai além destas e ainda tem outras mais.
Confirmo as informações, trabalho no RH de uma Secretaria destas que são "cocô de cavalo" para o Governo e na FAZENDA, o Técnico em Atividade Administrativas, ganha aproximadamente de remuneração inicial R$ 7.726,00.

Karine Froner disse...

Eu não tenho problemas aqui em me identificar, sou servidora da PGE e no momento trabalho na Secretaria da Administração (sem cargo comissionado, para que já fique claro), e apenas gostaria de solicitar que o respeitado jornalista, busque informações mais concretas quando fala da remuneração dos servidores, ao menos no que tange a PGE, SEA e IPREV, das quais eu conheço a realidade da remuneração.

A situação da educação, saúde e segurança pública é incontestável, ainda falta muito para se chegar próximo do ideal, mas não pensem que a situação dos efetivos da PGE, SEA e IPREV, está muito confortável.

Sem qualquer aumento real há mais de 7 anos.

Fico triste quando vejo comentários colocando os referidos órgãos no mesmo patamar da Secretaria da Fazenda, e nem estou aqui para questionar a remuneração deles.

Apenas, gostaria que essa afirmação inverídica de que SEA, PGE E IPREV ganham tanto quanto a Secretaria da Fazenda não seja divulgada equivocadamente.

grata, bom final e semana a todos..

Anônimo disse...

Parabéns pelo texto e pelo blog. É uma vergonha para um estado rico como o nosso investir tão pouco em segurança pública, somos uns dos que mais arrecada e que menos investe nessa importante área.

Colombo = Vergonha de SC.

Anônimo disse...

E os sindicatos achando o máximo, PRINCIPALMENTE O DA SAÚDE,que abriu a guarda para o secretário da saúde, DALMO CLARO DE OLIVEIRA, que vem engambelando os representantes, que nos discursos engambelam os filiados, afinal "A mediocridade é a arte de não ter inimigos" porém quem serve a dois senhores, a algum há de enganar.""Quem vive só de esperanças, de desenganos morre".

Rita de Cássia Pazinato disse...

Sou professora há vinte e cinco anos e o meu aumento foi de 76.oo reais. Quem ficou com o restante? Foi você ANÔnimo? Devolva- me, por favor,
Seja homem e diga quem és. Plantar mentiras sem se
identificar é fácil.