quinta-feira, 16 de agosto de 2012

DETER aumenta tarifas intermunicipais

    O Conselho Administrativo do DETER aprovou o reajuste tarifário das linhas intermunicipais de características urbanas de Santa Catarina sem que qualquer estudo tenha sido realizado. Não há qualquer respaldo técnico na decisão de majorar as tarifas em aproximadamente 9,0 %. 
    Onde anda o Ministério Público de Santa Catarina? Onde anda a imprensa Catarinense? Onde anda a oposição? Essa mesmo não existe desde que o LHS criou a tal tríplice aliança, uma verdadeira máquina de ganhar dinheiro em cima da administração pública.
    O reajuste das intermunicipais com características urbanas foi autorizado pelo Conselho Administrativo com base apenas na solicitação das empresas. Honestamente não se sabe se houve a tal reunião no dia 30/07/2012, uma segunda-feira. Deve ter ocorrido só no papel, pois na segunda nunca tem ninguém da direção do DETER na Capital. 
    Enquanto não aparece ninguém que faça alguma coisa, a quadrilha política vai fazendo de tudo. Como dinheiro público!

3 comentários:

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Assim como o DAER aqui é uma praga igualmente o similar em Santa Catarina o é também. O aumento de tarifas de ônibus de lá será quase o dobro do que pagaremos aqui. Porém aqui há algo muito sério que me tira o sono e que não interessa aos meios de comunicação daqui, pois a RBS está batendo na bancada do PDT na Assembleia e não enxerga o absurdo que vou narrar a seguir por que certamente o assunto não a interessa.
A Estação Rodoviária de nossa Capital está entregue a um concessionário já faz 30 anos sem que tenha sido licitada uma única vez a renovação. Trata-se de um bem público e que rende aos privilegiados apenas 11% do valor de cada uma dos milhares de passagens vendidas ali diariamente. Circula ali uma fortuna e alguém está enchendo os bolsos sem nada investir nos últimos longos 30 anos. A safadeza ali é tão grande que se você não se dispuser a pagar só lhe restará urinar nas calças, isto mesmo, você paga a passagem e não está incluso nela o direito a usar o mictório. Nós somos os trouxas ou nossos bolsos são muito grandes e recheados de grana. Por favor, chamem a polícia!!!



Unknown disse...

Bem lembrado, a rodoviária de Florianópolis é um caso de violência contra o consumidor também: as duas lanchonetes do térreo (não há outras opções)me cobraram 7 reais por um café comum, que eu mesmo me servi numa máquina, e um pão de queijo dormido. O café custou 4 reais!!! E nem era expresso. Eles se aproveitam porque o usuário não tem opções, nem dentro nem próximo à rodoviária. O Procon precisa bater lá!
Anacleto Biaggio

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Essa gente ordinária que enche os bolsos com possível conivência de servidores e políticos odeia os blogs e por isto me sinto feliz em dispor de um blog que não vendendo espaços me permite dizer coisas que ocorrem aqui em Xangri-Lá/RS.
A Prefeitura entrega ao dono da emissora de rádio amiga (chapa branca) bem mais de CEM MIL REAIS por ano por espaço de 30 minutos semanais e mais outros QUARENTA E CINCO MIL ao jornal, ambos de um mesmo dono.
E o mais divertido é que tenho tantos leitores quanto o jornal isto se não tiver mais. Hahahaha...