quinta-feira, 12 de abril de 2012

Absolvição de Nei Silva engrossa acusações contra LHS


    A sentença proferida pela juíza da comarca de Florianópolis, Denise Helena Schild de Oliveira, que absolveu o empresário Ivonei Raul da Silva, o Nei Silva, na quarta-feira (4), escancarou as mentiras sobre a acusação de extorsão imputada a ele, não deixando dúvidas sobre a armação orquestrada para efetuar sua prisão. A decisão da magistrada também mostra indiretamente nefastos contornos do “modus operandi” do ex-governador e atual senador Luiz Henrique da Silveira (PMDB), utilizado através de integrantes da sua administração no governo do estado.
    A manobra ocorrida em junho de 2008, que visivelmente tinha o objetivo de manter a imagem de Luiz Henrique intacta e ao mesmo tempo desqualificar Nei Silva, que também é o autor do livro bomba “A descentralização no banco dos réus”, obra ainda censurada pela justiça, foi encabeçada por Ivo Carminatti, na época secretário de articulação do ex-governador e pelo também ex-secretário de planejamento Armando Hess.
    Depois de comunicar a polícia sobre a falsa extorsão, no dia 2 de junho daquele ano, Ivo Carminati mandou Armando Hess ao encontro de Nei. Ficou acordado que Hess levaria uma parte da dívida de cerca de R$ 1,4 milhão referentes a serviços publicitários prestados ao Governo do Estado. O flagrante armado pela polícia foi no hotel Cambirela. Hess entregou a Nei Silva a quantia de R$ 40 mil em uma pasta.  Na verdade, a encenação do pagamento foi apenas para atrair e prender o empresário evitando assim a publicação do livro Bomba. Nei Silva chegou a ficar preso durante 18 dias na sede da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC). 

    Leia matéria completa. Beba na fonte.

L.A. Lembro da prisão do Nei,alardeada pela RBS e feita por um famoso delegado...ih,esqueci o nome do pau mandado.Como era mesmo,Canguita?

2 comentários:

Anônimo disse...

Lembro da prisão do Nei,alardeada pela RBS e feita por um famoso delegado...ih,esqueci o nome do pau mandado.Como era mesmo,Canguita?

Anônimo disse...

Existem pessoas que trocam sua dignidade e carreira para agradar os poderosos de plantão, servem de meninos de recados para esconder a podridão.

O nefasto ex-governador, aliado a uma corja de serviçais subservientes realizou o período mais podre e corrupto das últimas décadas em Santa Catarina.

perseguiu através de seus asseclas, para não deixar as digitais, funcionários e outras coisas mais....