quarta-feira, 18 de abril de 2012

Efeitos colaterais

    Depois da viagem de Raimundo Columbia aos Estados Unidos, Miami, em Janeiro deste ano, e sua súbita viagem espacial, começam aparecer efeitos colaterais comprovados pelos médicos do novo plano de saúde estadual gerido pelo Dry Martini. O governador está com otite. Está perdendo a capacidade auditiva.
     O secretário da segurança pública disse a ele para demitir o delegado Monteiro. Ele ouviu e demitiu. Parece que foi por causa de três diárias recebidas indevidamente. Crime de prevaricação. Funcionário público lesando a administração pública. Uma semana depois, o mesmo governador nomeia o mesmo delegado Monteiro para a chefia de divisão do DEIC.
    Alguns assessores disseram:  
    - Governador não se pode nomear quem foi exonerado por prevaricação.
    
    Aí Colombo disse:
    - Eu sei. Já nomeei. 
    
    Chamaram os médicos do Dry Martini. Otorrinolaringologistas. Ficou então comprovado: é otite. No caso dele, otite orbital.


Comentários:  
Tropa de Elite 1 e 2 não foram tããõ obras de ficção assim... Grande sacada do conterrâneo
 Putz!

 Faz sentido. Faz muito sentido. Falamos da nomeação. O cara (C.M.) estava chegando perto demais dos corruptos, portanto, a defenestração se fazia necessária. Por outro lado, deixar um cara desses (que já declarou que prende ou mata) do outro lado da trincheira não é nada bom para os negócios. Nomei-se então para um cargo de chefia e tem-se assim alguma controle (será que tem mesmo?) sobre sua língua nada presa e matadora. PutzGraça!!! A sua mesa de bar virtual

Dei risadas com "Dry" Martini, vc é ótemoo!!!!!!!!!!! Pena que esse governo é trágico!!!! ॐ Patrícia Melo


2 comentários:

ॐ Patrícia Melo disse...

Dei risadas com "Dry" Martini, vc é ótemoo!!!!!!!!!!!
Pena que esse governo é trágico!!!!

PutzGraça!!! A sua mesa de bar virtual disse...

Faz sentido. Faz muito sentido. Falamos da nomeação. O cara (C.M.) estava chegando perto demais dos corruptos, portanto, a defenestração se fazia necessária. Por outro lado, deixar um cara desses (que já declarou que prende ou mata) do outro lado da trincheira não é nada bom para os negócios. Nomei-se então para um cargo de chefia e tem-se assim alguma controle (será que tem mesmo?) sobre sua língua nada presa e matadora.