terça-feira, 3 de abril de 2012

MP faz RBS suspender "taxa de retirada" de ingressos

Cessa cobrança de "taxa de retirada" para show de Paul McCartney
    O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) recomendou e foi suspensa a cobrança da "taxa de retirada", no valor de R$ 5,00, dos consumidores que adquiriram ingressos para o show do Paul McCartney pelo site da empresa ZETKS, contratada pela RBS Participações para operacionalizar a venda dos ingressos. Os consumidores que já pagaram a taxa deverão ter o valor estornado.
    De acordo com o Promotor de Justiça Paulo Antonio Locatelli, com atribuição na área da defesa do consumidor na Comarca da Capital, a cobrança dos consumidores, que compraram os ingressos pela internet e que irão retirar em um dos pontos oferecidos pela empresa, é abusiva.
    "A cobrança de taxa de retirada, configura prática abusiva na medida em que caracteriza cobrança por serviço não prestado, uma vez que recai sobre o consumidor o ônus de se deslocar até os postos de retirada do ingresso", explica Locatelli.
    A RBS Participações, promotora do evento, respondeu ao MPSC informando que a cobrança foi suspensa e que a empresa ZETKS irá enviar e-mails aos adquirentes dos ingressos, objetivando o estorno das taxas já cobradas.

Um comentário:

Anônimo disse...

A velha bandidagem vivendo ás custas dos trouxas...
Já vi esse filme diversas vezes...lixo puro.