quinta-feira, 19 de abril de 2012

NA GRANDE REFORMA DO GOVERNO QUEM SAI PERDENDO É O CIDADÃO CATARINENSE

    Por Jean Hermógenes Saibro

    O governo considera falta de bom senso a grave dos professores. Falta de bom senso é o desrespeito do executivo aos profissionais da educação e ao cidadão catarinense. O Secretário de Educação, em sua posse, afirmou que iria fazer uma “grande reforma na educação”. Essa tal reforma não respingou em nada na valorização da categoria.

    Basta analisar, conforme divulgado pela imprensa, a situação de um professor com doutorado, por exemplo, que ganha um subsalário de R$ 1.998,65 e passará a perceber R$2.539,02 somente em dezembro de 2013. A base aliada do governo na Alesc não vai mediar conversação entre o governo e os professores, dando prova de que o Poder Legislativo está na contramão dos princípios constitucionais da República e do Estado de Direito.

     A Assembleia Legislativa, ao invés de promover o diálogo entre os professores, o governo e sociedade, partidariza suas ações, submete o Poder Legislativo aos interesses do executivo, considera positiva as ações do governo e joga culpa ao governo federal face mudanças que irão ocorrer nas regras do ICMS. O regime de exceção passou mas os resquícios ainda continuam.

Um comentário:

Cosmonauta disse...

Uma coisa é completamente certa: o Brasil JAMAIS será um país desenvolvido enquanto não valorizar a profissão de professor e a própria Educação.