terça-feira, 17 de abril de 2012

Resolução 072: SC "perde" R$ 1 bilhão por ano

Colombo chora fim do golpe do Compex criado por Luiz Henrique da Silveira

Dinheirama e prisão do "operador"Aldo Hey Neto
A gênese desta trapalhada está em dos maiores escândalos do governo Luiz Henrique da Silveira. A Operação Dilúvio da Polícia Federal descobriu, em setembro de 2006, um esquema milionário de sonegação fiscal montado por Aldo Hey Neto dentro da Secretaria da Fazenda do Estado. “Aldinho”, como era chamado pela turma de LHS, era responsável pelo Compex, programa criado para dar isenção fiscal para importadores. Homem de confiança de Max Bornholdt, então secretário da Fazenda e compadre de Luiz Henrique da Silveira, Aldo Hey foi preso com cerca de R$ 2 milhões em baixo da cama. A dinheirama estava em duas malas em seu apartamento no luxuoso condomínio de Jurerê Internacional no norte da Ilha.
    
    O governador Raimundo Colombo chega de Brasília com a camisa ensopada de lágrimas. O choro é grande: "Santa Catarina vai perder mais de R$ 1 bilhão por ano com a resolução 072", lamenta Raimundo. A resolução acaba com a isenção de impostos criada por LHS. O governador  só não explica que desde 2004 SC está embolsando esse valor anualmente de forma ilegal às custas dos outros estados da federação.

     Nessa choradeira toda do governo trapalhão, ninguém está lembrando, muito menos a imprensa, da origem da redução da alicota do ICMS. A origem de tudo está na criação do "Programa de Modernização e Desenvolvimento Econômico, Tecnológico de Social de Santa Catarina - COMPEX", em 30 de abril de 2004 em pleno governo LHS. O programa foi lançado com toda a pompa e circustancia no auditório da Fiesc para o empresáriado catarinense que hoje berra aos quatro ventos.
    
    Alguém lembra de Aldo Hey Neto? A curta memória do cidadão não lembra do escândalo Compex? Daquele escritório de Curitiba suspeito de cobrar intermediação para importar, via portos catarinenses? Alguém lembra da imagem do "operador" de Luiz Henrique, Aldo Hey Neto algemado ao lado de milhões de dólares em Jurere Internacional? 

    Interessante ver o voto do Desembargador federal Luiz Fernando Penteado, do Tribunal Regional Federal da 4º região de Porto Alegre que negou, logo após a prisão, habeas corpus para Aldinho, hoje condenado há 14 anos de prisão.
    
    Para o desembargador Penteado “valores recebidos de propina, cerca de U$ 100 mil dólares americanos, seriam destinados ao alto escalão do governo de Santa Catarina”. Na Operação Dilúvio 95 pessoas foram presas em todo o paí.

    A fatura da vigarice de LHS agora foi apresentada. O choro? São lágrimas de crocodilo! 

Leia matéria: Mais um escândalo! É o Dilúvio!

Comentário - Finalmente está acabando essa injustiça com os demais Estados, se estão correndo atrás é porque estão errados. Sinceramente não sei o que o Sr. Colombo está reclamando, afinal no ano passado, economizaram 1 Bilhão de Reais com toda a propaganda de eficiência e moralidade. Caso falte dinheiro faça como o Mr Bira recomendou - corte os cargos comissionados que são mais "fáceis" de serem gerenciados. Agora terão de economizar esse valor pelo resto do seu mandato. Isso, se esse número "mágico" for verdade. TCW

5 comentários:

Anônimo disse...

Esse bando de vagabundos não ficam na cedeia nem 5 minutos se quer e esse povo idiota continuará a votar nessa quadrilha de safados.

Nelson Jvlle disse...

Parabéns Canga. É muito importante "refrescar" a memória dos cidadãos, que, como sabemos, geralmente é muito curta.

Roberto disse...

Até nestas horas a grande mídia é submissa ao poder. Como podem agora não relembrar e linkar estas barbaridades mostrando a sociedade as pequenas vitórias da justiça? Imprensa nojenta...

Anônimo disse...

Finalmente está acabando essa injustiça com os demais Estados, se estão correndo atrás é porque estão errados.

Sinceramente não sei o que o Sr. Colombo está reclamando, afinal no ano passado, economizaram 1 Bilhão de Reais com toda a propaganda de eficiência e moralidade. Caso falte dinheiro faça como o Mr Bira recomendou - corte os cargos comissionados que são mais "fáceis" de serem gerenciados.

Agora terão de economizar esse valor pelo resto do seu mandato. Isso, se esse número "mágico" for verdade.

TCW

ORRAIO disse...

Com 1 bilhão a menos, agora os professores de SC estão fudidos, mesmo!!!!