segunda-feira, 16 de abril de 2012

SC SAÚDE: INCOMPETÊNCIA

O deputado Jailson Lima  se manifestou de forma radical em relação ao novo plano de saúde dos servidores públicos: Haja incompetência! Disse. Eu diria mais: incompetência e maracutaia. Esta pedra foi cantada. Tudo que está acontecendo, o fracasso do plano, o abandono dos 180 mil servidores e os pagamentos milionários para  uma suspeita empresa privada foi denunciado por este blog detonando o escândalo do "mal feito" envolvendo a Secretaria de Administração e a Federação das Unimeds.

''Haja incompetência'', diz o deputado sobre a gestão do novo plano de saúde do Servidor Público de SC
  
    Desabafo. É como se caracteriza o pronunciamento do deputado Jailson Lima, durante a Audiência Pública proposta pela deputada Luciane Carminatti, com a proposta de discutir ''A nova gestão do plano de saúde dos servidores públicos do Estado de Santa Catarina - SC/Saúde''.
    Em seu pronunciamento sobre a situação do atual Plano de Saúde dos servidores públicos, o parlamentar explanou sobre a audiência pública ocorrida no ano passado com a presença do Secretário de Saúde do Estado, Dalmo de Oliveira, para explicar a parceria da Unimed com o Governo.
    Em fevereiro, o deputado Jailson Lima encaminhou ao Governo do Estado vários pedidos de informação a respeito deste novo plano de saúde. Foi recebida uma série de respostas segmentadas. Mesmo reconhecendo a boa vontade do secretário de saúde, o deputado Jailson, que além de parlamentar é médico atuante, exige uma melhor gestão.
    O descredenciamento de diversos médicos no plano ocorre pela insegurança apresentada pelo Governo. ''O profissional deve encaminhar, mensalmente, certidões negativas municipal, estadual e federal para poder mandar uma nota e receber, e no final do mês nem sabe quanto vai receber'', comentou o parlamentar.
    A TOPMED Assistência à Saúde, empresa vencedora da licitação feita pela Secretaria de Administração, tinha a intenção de monitorar preventivamente os segurados do plano Santa Catarina Saúde (SC/Saúde).
    ''A gestora da TOPMED trabalhou na Unimed. Foi assessora do secretário de saúde. Nós não podemos nos submeter ao amadorismo dessa gestão'', desabafou.
    O parlamentar questionou, em 8 de fevereiro, quanto o Estado de Santa Catarina já havia pago à empresa em 2012. Na audiência pública, o deputado Jailson apresentou os sete pagamentos realizados à TOPMED.
Em 10 de fevereiro de 2012 foi repassado R$ 985 mil. No dia 21, do mesmo mês foi pago R$ 761 mil. Em 12 de agosto, a empresa recebeu do Estado o montante de R$ 1 milhão. No mesmo dia foram repassados mais R$ 978 mil e foi registrado outro repasse também em 12 de agosto, no valor de R$ 63 mil. No dia 20 de setembro, foram registrados os dois últimos pagamentos: um no valor de R$ 975 mil e outro no valor de R$ 977 mil. 

Entenda toda a trama do Plano de Saúde do governo. Leia aqui a denúncia original que deu origem à série:

ESCÂNDALO: Ex-secretária de Dalmo de Oliveira vai gerir novo sistema de saúde de SC

Ex-secretária do atual titular da Secretaria de Estado da Saúde de SC, o médico Dalmo Claro de Oliveira, cria empresa e monta consórcio com a Federação das Unimeds para gerir o "novo sistema de saúde" do Estado

     Quando o médico Dalmo Claro de Oliveira foi chamado para a Secretária de Saúde, o comentário geral era de que ele vinha para executar um plano de negócios fechado pelo governador anterior, Luiz Henrique da Silveira: a privatização da saúde pública em Santa catarina.

     Candidato derrotado a deputado federal pelo PMDB de Joinville, Dalmo Claro de Oliveira, na véspera de assumir a pasta da Saúde, respondia pela presidência da Federação das Unimeds de Santa Catarina e presidia a Unimed Seguros. Leia mais. Beba na fonte.





3 comentários:

PutzGraça!!! A sua mesa de bar virtual disse...

SCDoença enquanto isso vai enchendo as burras. 180 servidores pagando todo mês e não tendo como usar. Se isso não é estelionato é o quê???????

Anônimo disse...

A culpa é nossa como povo/conbtriuite que somos,
e não reagimos à altura. Parece até aquela
piada no anão fanho, só fazemos gemer,e nada
de sair às ruas, e colocar para correr essa
cambada de incompetentes para dizer o mínimo.

Anônimo disse...

É vergonha o que está acontecendo, até quando catarinenses valorosos vamos aguentar tanta roubalheira descarada, estelionato é pouco, cadeia para esse bando de ladrões.
Cadê nossos valorosos servidores públicos, sindicatos, ministério público, políticos "sérios", população em geral, vamos honrar nosso Estado colocando a todos os catarinenses a atual situação. Aí vem o Sr. Governador falar que não tem dinheiro para investir em Educação, Saúde e Segurança, investigue essa roubalheira custe o que custar e aí sim irá sobrar muito dinheiro para tornar esse Estado o melhor deste País