quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Do folclore ilhéu

Uma família de São Paulo e o Piá

   Chegaram ao Oliveira três caminhonetes importadas, placas de São Paulo, com aproximadamente 13 pessoas. Uma família em viagem de férias de verão.

   Quando o Piá, um dos garçons que mais entende de futebol em Santa Catarina, viu aquele pessoal endinheirado, correu para atender a grande mesa.

   O mais velho deles, talvez o avô, perguntou: Por favor, o que você sugere?

   Então o Piá, pensando na gorjeta, respondeu: O ideal é um rodízio de frutos do mar...

   Explicou então que era composto de porções variadas de camarões, siri, ostras, mariscos e peixes, todas acompanhadas de pirão, arroz e saladas.

   Eles concordaram, pediram cerveja gelada e alguns refrigerantes.

   Após experimentarem de tudo, chamaram novamente o Piá, e disseram: Há mais alguma especiaria?

   O Piá, muito esperto, respondeu que iria verificar. Foi até a cozinha e perguntou para a Marleci, a cozinheira: Tem mais alguma coisa que a gente possa servir para aqueles paulistas?

   Ela respondeu: Olha, tem ali no canto uns dois baldes cheios de “manjuva” que o Célio pediu para separar a fim de usar como isca na pescaria.

   O Piá, prontamente, resolveu: Então, frita agora...

   Foram então servidas quatro travessas de “manjuvinha” frita e mais cerveja gelada.

   Eles comeram, acharam uma delícia, pediram mais duas travessas, e finalmente, a conta.

   Ao pagá-la, um dos comensais exclamou: - Nós já tínhamos experimentado tudo isto em vários lugares do mundo. Mas, esta última especiaria frita, foi pela primeira vez e é uma delícia...

   Como é que vocês a chamam?

O Piá então respondeu: - Olha só: chamar nós “chamemo” de “cagão”... Pois ela dá tanta, dá tanta, que chega dá nojo...

   Mas, o nome mesmo é Manjuva...

Nenhum comentário: