quarta-feira, 25 de novembro de 2015

O novo líder de Dilma também tá sujo

lider   Com a prisão do senador Delcídio Amaral, a presidente Dilma Rousseff teve que agir rapidamente para encontrar um novo líder do governo no senado.

   Como a “prata da casa” (PT), está no xilindró ou investigada pela PF, Dilma foi buscar Wellington Fagundes, do PR, para o lugar de Delcídio Amaral.

   O currículo do “fofo” é dos melhores: envolvido no Escândalos dos Sanguessugas, Wellington  é acusado de receber propina de 100 mil reais em espécie.

   No STF, ele ainda é alvo de inquérito que apura peculato.

lula

Um comentário:

Anônimo disse...


Canga,

Sua edição de hoje, como nos outros dias, está recheada.
Parabéns pelo seu excelente trabalho.
A imprensa de SC, salvo exceções raras, está podre, vendida e bichada.
Não dá pra ler mais ninguém nos nossos ex-jornais, agora moribundos.
Vá em frente e manda brasa.

Att, Atônito Silva