segunda-feira, 22 de junho de 2009

Sarney safado está fazendo barba, cabelo e bigode


Esse senador vagabundo que se locupreta com o dinheiro público desde o tempo da ditadura e hoje é protegido do presidente Lula e continua, ele e sua família, metendo a mão no nosso bolso teve a coragem de, nesta tarde, fazer um discurso no Senado e afirmar:

-A MINHA VIDA SEMPRE ESTEVE A SERVIÇO DA ÉTICA

É muita cara de pau. Está gozando da nossa cara e ninguém faz nada! Não tem senador inocente naquele...senado. Virou a casa da mãe Joana! Onde andam os éticos do senado que não se manifestam? Tem que botar a PF em cima dos bagres e fazer eles entregarem os verdadeiros bandidos que são os senadores.
A república virou um Viva la Pátria!!!!!

Eleitores fantasmas

Conselho de Guardiães admite que houve irregularidades nas eleições do Irã

O Conselho de Guardiães do Irã, máxima instância constitucional do país, admitiu na manhã desta segunda-feira (noite de domingo em Brasília) que, na eleição de 12 de junho, houve irregularidades nas votações, informou o site do canal estatal de televisão "Press TV". O resultado oficial, endossado pelo conselho, tinha dado vitória ao presidente Mahmoud Ahmadinejad. De acordo com a emissora, o conselho assegurou que, em 50 cidades, o número de votos superou o número de eleitores inscritos, o que implica em mais de 3 milhões de eleitores. Leia mais. Beba na fonte

Da série: Os Bandidos no Poder

Atos favoreceram mais senadores

Relatório vai revelar que parlamentares que atacam medidas secretas também as usaram em benefício próprio

A investigação interna sobre os mais de 600 atos secretos do Senado vai mostrar que eles também favoreceram senadores que hoje condenam esse tipo de expediente, informaram fontes com acesso às apurações.
Os parlamentares foram beneficiados por autorizações sigilosas para ampliar a cota de papel empregada no material impresso na gráfica do Senado, pela permissão e ajuda financeira para participar de palestras em viagens não oficiais e, ainda, pela nomeação de servidores.
As duas primeiras medidas são permitidas pelo regimento da Casa e não configuram irregularidades, como é o caso da nomeação de parentes e outros servidores fantasmas. A suspeita é que que foram mantidos em sigilo para não expor os favorecidos e, ainda, para evitar que o exemplo fosse seguidos pelos demais parlamentares. Matéria completa. Beba na fonte.

domingo, 21 de junho de 2009

Final de tarde em Floriaópolis

Foto de Jerônimo Rubim

Autoridades iranianas já prenderam ao menos 24 jornalistas

Correndo o mundo as imagens da morte de um a jovem iraniana durante os protestos contra a fraude nas eleições.

Repórteres Sem Fronteiras afirma que a imprensa se tornou 'alvo prioritário' do governo após protestos

Associated Press

PARIS - Autoridades iranianas já prenderam pelo menos 24 jornalistas e blogueiros desde os protestos deflagrados com a reeleição de Mahmoud Ahmadinejad, por motivos ainda não esclarecidos na maioria dos casos. Segundo a organização Repórteres sem Fronteiras (RSF), os jornalistas se tornaram um "alvo prioritário" do governo do Irã.

Número de mortos durante protestos no Irã sobe para 17

Entidade diz que feridos estão sendo presos nos hospitais; líderes europeus pedem recontagem de votos

TEERÃ - A mídia estatal iraniana informou neste domingo, 21, que dez pessoas morreram nos protestos após a eleição de Mahmud Ahmadinejad, elevando o número oficial de mortos para pelo menos 17. A tevê estatal também informou que as autoridades prenderam a filha e outros quatro parentes do ex-presidente Hashemi Rafsanjani, um dos homens mais poderosos do Irã, por terem participado de uma manifestação ilegal. Após os confrontos de sábado, 20, as ruas de Teerã amanheceram calmas neste domingo. Leia mais. Beba na fonte.

sábado, 20 de junho de 2009

Não desistam! Sejam bons jornalistas!

É de dar pena o terrorismo que estão fazendo com os alunos, candidatos a focas, de jornalismo nas escolas. A distorção das informações e a defesa da obrigatoriedade do diploma é tão radical que está levando a maioria dos estudantes ao desespêro tipo "vou fazer um origami com o meu diploma"e outras coisas mais.
O diploma continua existindo e valendo. A formação teórica é fundamental para a ser um bom jornalista. Parem com isso e não desistam da profissão que hoje, com a internete, é melhor ainda que antes. É legal ser jornalista e só é quem tem qualidade. Não existe isso de que qualquer um pode ser jornalista agora com a queda da obrigatoriedade do diploma.
ão desistam! Sejam bons jornalistas!

sexta-feira, 19 de junho de 2009

O Odair José se indignou

Caro Senhor

Quem fala contra o direito de Diploma de Jornalista, esta ajudando a criar uma sociedade mais tapada e ignorante. Todos os seus anos trabalhando em comunicação não valem nada, pois esta abrindo oportunidade de tornar nossos jornais em um grande Big Brother, cheio de palhaços querendo aparecer. Então muito obrigado por ajudar a destruir o pouco de cultura e luta pela verdade.

Odair José Paz
Estudante de Jornalismo

PS: Caro Odair, em primeiro lugar o diploma não garante que o jornalista diplomado escreva ou fale a verdade. Tá cheio de safado na imprensa brasileira com diploma. Em segundo lugar não disse aqui em nenhum momento que sou contra o diploma para jornalista. Pelo contrário, acredito que o curso de jornalismo é importante para formar um profissional.
Não desista do seu curso, acredito que o seu diploma será mais valorizado daqui para a frente. Clique aqui e leia o interessante artigo que o Nei Duclós escreveu sobre assunto e você ficará mais tranquilo.

Ainda o diploma

"Eu sempre quiz trabalhar em jornal e nunca pude? Quem me negou emprego? Paulo Brito (Jornalista formado), Carlos Damião e Mário Motta (jornalistas sem formação)."

- Eu tbm sempre quiz..é por isso que estou pagando quase 1000 reais por mês para estudar jornalismo, exatamente pq nao quero ser mais um cacau menezes da vida!! caramba, foi uma balde de agua gelada!
Priscila Soares

Para Globo, queda do diploma é "bem-vinda"

Do Comunique-se:

As Organizações Globo se manifestaram favoravelmente à decisão do Supremo Tribunal Federal de revogar a exigência do diploma para o exercício do jornalismo. Um comunicado divulgado na tarde desta quinta-feira (18/06) informa que o fim do diploma "apenas ratifica uma prática da organização".

"A decisão do Supremo Tribunal Federal sobre o diploma de jornalista é bem-vinda. Ela atesta como legal situação vivida por órgãos de imprensa, que, há anos, têm na sua equipe especialistas de outras áreas, com talento reconhecido, mas que não se formaram na profissão. A decisão do STF apenas ratifica uma prática que sempre foi nossa”, diz o comunicado, assinado pelo vice-presidente João Roberto Marinho.

Os veículos de comunicação ligados à corporação mantêm em seus quadros de jornalismo profissionais que não são graduados nessa área. Na visão da empresa, essa prática não conflita com a contratação de jornalistas formados. No comunicado, as Organizações Globo reconhecem os cursos de Jornalismo como fundamentais e afirmam que continuarão a buscar neles seus profissionais.

Tinha que dar pitaco !


O Mosquito tinha que meter a colher na discussão sobre a profissão, né? Taí ele dando palpite nos palpites do Dario e do Celso:

Colher de inseto. Concordo totalmente como Dario e em parte com o Celso. O Celso é um excelenteer repórter e não é jornalista por formação. Ja a Anita sua filha é formada na UFSC. Reserva de mercado familiar ? Acho que o debate é outro. Pode-se ser jornalista sem fazer faculdade de Jornalismo. Lá na ALESC tem uma penca de vagabundos com diploma, com QI. formados em arapucas. Eu sempre quiz trabalhar em jornal e nunca pude? Quem me negou emprego? Paulo Brito (Jornalista formado), Carlos Damião e Mário Motta (jornalistas sem formação). Acho que não se deve confundir o exercício da profissão com os direitos do jornalistas, garantidos por lei. As faculdades boas e os bons jornalistas formados não vão desaparecer

ENQUANTO ISSO NAS RUAS


Por Olsen Jr.

No bar, só vi isso em Buenos Aires. Antes de pedir o café, todos os presentes concentrados na leitura dos jornais diários. Não há jornais para todos. Resigno-me com os comentários dos outros enquanto espero, ouço: “esse Sarney é incrível, ele já era um espertalhão quando eu era criança. Onde este senhor está mais dia menos dia vão descobrir alguma falcatrua. Olha só isso, ele afirma que o problema não é ele, mas o senado”. As palavras chegaram da mesa ao lado, imagino um “imortal” da Academia Brasileira de Letras, político de carreira (a única profissão em que o sujeito não precisa comprovar idoneidade), cria uma editora na casa que preside claro, uma editora precisa de um diretor, de um secretário, de um executivo, de alguns membros para o conselho editorial, e assim, mais parentes vão ocupando os espaços, aliás, espaços que foram criados para a ocupação de parentes, de amigos, de amigos dos amigos. Não se pode negar a “engenhosidade” do método. O código penal chama de outra coisa.

No estacionamento, movimento intenso de carros. Observo o pai segurando a criança pela mão no canteiro que separa as duas pistas no meio daquele rush. Do outro lado, sinalizo com o farol para não ter pressa que vou aguardar, ele agradece. Quando passa o último veículo, avança com a criança pela mão, faz um aceno com a cabeça em sinal de agradecimento e depois, antes de entrar no seu próprio automóvel, olha para mim e ergue o polegar, sinal de positivo, como se não estivesse acreditando no gesto. Mundo triste esse quando de tanto assimilar a barbárie passamos a nos assombrar com os gestos de boa vontade.

No posto de gasolina, o cara entra com o carro por onde os veículos devem sair, naturalmente, depois, irá sair pela entrada, visivelmente embriagado, emendando a madrugada com a manhã, ouve do atendente (depois de abastecer) um solene “não se preocupe senhor, a coisa toda vai, vai, vai até que piora”...

No caixa-eletrônico, espero enquanto ouço alguém na minha frente dizer “quando não se tem dinheiro nenhum banco presta”.

Na casa lotérica, escuto “meu time (referia-se ao Vasco) não perdeu nenhum jogo e foi eliminado, uma pena conclui, não pergunto se “eles” ganharam alguma, mas ouço antes de sair que as trombetas tocadas na Copa das Confederações chamam-se “vavuleras”, pô, cultura inútil...

Na banca de jornal, alguém convida alguém para tomar um a cerveja, o convidado responde, “não, muito obrigado, hoje vou me “poipá” (fazia menção ao “poupar” no sentido de economizar) era dose pra mamute...

No almoço, o garçom diz para mim que só tem desgostos com os times de futebol por quem torce (o Avaí e o Vasco, este na segunda divisão) sugiro que torça por um clube grande, o Internacional, por exemplo, ele diz que irá comprar uma camiseta no dia seguinte quando tiver folga, parece convencido...Depois alguém passa por mim e afirma que não tiro mais a camisa (referia-se ao Intenacional), digo que tenho 17 delas, todas diferentes, justamente para ninguém encher o meu saco. A velhinha que está na minha frente, em outra mesa, faz um sinal com a cabeça no sentido de aprovação, depois soube que ela também era torcedora do Inter, coisa de louco...

No café, o sujeito respondendo a pergunta: por que você vem aqui? Afirma “todo o mundo vai lá ou vão ali (referia-se a outros cafés), como não sou todo o mundo, venho aqui”... Quem mandou perguntar?

Penso nessas frases todas, colhidas aqui e ali, com uma lógica ingênua e fatalista, como se tudo estivesse escrito antes de nascermos, e o homem não pudesse mais mudar aquela escrita...

Então, quando chegou a minha vez de fazer um pedido, lembro dessa pasmaceira toda, e da subserviência acólita e não vacilo, digo logo, “me dê com espaguete ao fungui com um contrafilé... E se me perguntarem por que? Afirmo, pelo menos o filé é contra !

Sacanagem do STF

Taí ó! O Celso Martins leu o "desabafo" do Dario (abaixo) e acha que o colega jornalista esqueceu alguma coisa:

Caro amigo Dario
Faltou comentar apenas uma coisa, que a meu ver pode alterar esse teu raciocínio: no tempo em que não era exigido formação (diploma), a corrupção era grande, com pessoas entrando no Jornalismo para se dar bem na vida. O sentido ético da profissão, presente com força hoje em dia, está relacionado com o ingresso de formandos da UFSC, inicialmente, depois de outras escolas, no mercado. Concordo que o curso de Jornalismo da UFSC deveria aproveitar melhor a experiência daqueles que, sem diploma, fizeram o Jornalismo catarinense. A atividade não começou em 1979...
Saudações
Celso Martins
O que fizeram no STF foi sacanagem

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Fim do diploma de jornalista

Excelente artigo do Nei Duclós:

Há uma explosão indignada contra o STF, que extinguiu a obrigatoriedade do diploma para o exercício do jornalismo. Gente dizendo que vai pedir indenização, que se sente ludibriada, acusando os ministros togados de irresponsabilidade, que vai jogar o diploma no fundo do armário, doar para museu etc. São reações naturais, mas é uma pena que a fúria substitua a razão. Acho que vai acontecer exatamente o contrário: o diploma será enfim valorizado. Vou dizer porquê.


Primeiro, acaba a fabriqueta de faculdades de comunicação. A obrigatoriedade serviu para que proliferassem inúmeras instituições voltadas para o ganho fácil dos seus donos, oferecendo uma formação ineficiente. O que garantia o negócio era o diploma obrigatório, passaporte para uma atividade reconhecida e remunerada. Haverá um natural enxugamento e sobreviverão apenas aquelas que realmente estão preparadas para formar jornalistas. É hora de o governo intensificar os investimentos nas boas faculdades do ramo, como a da UFSC aqui de Florianópolis e, acredito, a ECA da USP. Leia artigo completo. Beba na fonte.

A vida do Garganta Profunda


Livro sobre fonte do Watergate chega ao Brasil

"A vida do Garganta Profunda”, livro sobre a vida de William Mark Felt, ex-vice-diretor do FBI, fonte dos repórteres Bob Woodward e Carl Bernstein no caso Watergate, será lançado no Brasil no próximo dia 19/06.

A obra, editada no País pelo Grupo Editorial Record e traduzida por Bruno Casotti, é escrita por John O'Connor e Mark Felt. O livro conta segredos do FBI e do caso Watergate, conhecido como o maior escândalo político da história recente dos Estados Unidos.

A operação de espionagem denunciada pelo jornal Washington Post derrubou o então presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, em 1974. O caso teve tanta repercussão que virou um livro e um filme, “Todos os homens do presidente”.

Somente em 2005 a identidade da fonte do caso foi revelada pela revista Vanity Fair. O livro “A vida do Garganta Profunda” revela os motivos que fizeram Mark Felt, falecido em 2008, a denunciar o presidente americano e os problemas familiares que enfrentou ao revelar a espionagem do governo norte-americano. Do Comunique-se.

Flagrante no delegado

Foto "aérea" Paulo Dutra
Recebi do fotógrafo Paulo Dutra:

TENHO VISTO COISA
HOJE FOI PRECISO QUATRO CARROS DA POLICIA MILITAR PARA PRENDER UM DELEGADINHO DA POLICIA FEDERAL QUE OFENDEU, UM TRABALHOR E DERRUBOU O MESMO EM SUA MOTO NA FRENTE DA PRAÇA CELSO RAMOS.
O REFERIDO DELEGADO ESTA TRANSTORNADO E DESAFIOU A POLICIA MILITAR GRITANDO QUE ELE ERA FEDERAL E QUE O TRABALHADOR ERA UM NEGUINHO POBRE E SAFADO
TENHO VISTO COISA
PAULO DUTRA

Músico de rua

Imagem de Jerônimo Rubim

Fim da obrigatoriedade do diploma de jornalista

Recebi do meu amigo Dario de Almeida Prado Jr. este lindo "desabafo"

Canguita.
O Supremo decidiu: Diploma obrigatório nunca mais.
Escrevi este desabafo.
Abraço,
Dario

Diploma nunca mais

Acabo de ler a notícia de que o STF finalmente extinguiu a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão de jornalista. Com alegria.

Afinal, foi uma condição obtida pela categoria nos anos mais negros da ditadura.

Nunca fui contra a existência da escola e diplomas para seus freqüentadores que obtivessem o aproveitamento escolar necessário para tanto. Mas sofri na pele a questão.

Aos 17 anos, comecei a trabalhar como jornalista, na condição de repórter da recém lançada revista Veja, em São Paulo, no ano de 1969. Naquela redação tínhamos arquitetos, economistas, poetas, escritores, jornalistas mais ou menos experientes oriundos dos grandes órgãos de imprensa do País. E tudo funcionava muito bem, e a revista vingou. Foi uma grande experiência para mim, cujo alcance vim a entender muito depois.

Logo tínhamos o Sindicato dos Jornalistas de São Paulo pressionando os órgãos de imprensa de São Paulo para que eliminassem os não formados de seus quadros.

Em 73, ao procurar frilas na redação de Exame, escutei mais uma vez que “o Sindicato está arrumando briga com as redações que proporcionarem trabalho aos não formados”. Nesse dia, acertei minha vinda para SC, que ainda não tinha curso de jornalismo, e portanto, admitia profissionais na condição de “provisionados”. Vim para substituir o pessoal que havia abandonado O Estado no que conheci como “o grande motim”.

Engraçado que só vim a ter meu registro definitivo de jornalista graças a um ato do Ditador Ernesto Geisel, tudo de acordo com os Sindicatos, que não puderam eliminar os que já comprovadamente tivessem exercido a profissão ao longo de algum tempo.

Nunca notei, por parte dos Cursos de Jornalismo de SC, nenhum gesto no sentido de nos oferecer qualquer tipo de formação complementar à nossa experiência, não importando que tivéssemos fundado nossos próprios jornais, combatido de frente a ditadura e os abusos relativos aos negócios públicos.

Sei que muitos jornalistas formados ajudaram a construir um novo Sindicato em SC, que fundaram o Jornal de Santa Catarina e lançaram as novas bases(de então) de O Estado. Sei que hoje, nos bons cursos, contam os alunos com bons professores e equipamentos para a consolidação de seus conhecimentos.

Mas daí para uma obrigatoriedade de um diploma para o exercício da profissão, é muita coisa.

Repito: não sou e nunca serei contra a existência dos cursos de jornalismo. Os patrões poderão continuar contratando só formados, por exemplo. Os concursos poderão conter essa cláusula, como o fazem, excluindo jornalistas de grande experiência.

Me lembro, porém, de uma entrevista feita por um jornalista do saudoso COOJORNAL, de Porto Alegre, com o editor do cubano GRANMA. Nosso patrício perguntou: Existe liberdade de imprensa em Cuba? Não, foi a resposta, aqui o jornalismo está a serviço da revolução. Mas vocês também não têm liberdade de imprensa, continuou o cubano. Como não? Vocês têm liberdade de impressão, o que não é a mesma coisa: afinal, o grupo detentor do meio de comunicação determina a linha editorial que melhor atender aos seus interesses.

Lutar para a democratização dos meios de comunicação no Brasil ainda é uma grandíssima tarefa para os jornalistas: ou a concessão – e o férreo controle desse processo - da quase totalidade de rádios e TVs para grupos políticos não atesta uma vergonha nacional? Os grandes jornais (alguns já na condição de apenas grandes títulos)de SC estão na mão de um único grupo de comunicações!

A internet, felizmente, abriu novos espaços para a atividade do jornalismo. Prá gente que pensa e ama este país, que sonha e luta para fazê-lo melhor para os brasileiros. Tem lugar para muita gente.

É, vou dormir melhor esta noite.

PS: O Sindicato dos Jornalistas vai continuar exigindo o diploma para filiação?

terça-feira, 16 de junho de 2009

O plágio de Reinaldo Azevedo

RECÓRTER CHAPA-BRANCA TUCANOPAPISTA HIDRÓFOBO
REINCIDE E DE NOVO SE INSPIRA EM BONS CRONISTAS

Supremo Apedeuta é cria minha, e isto qualquer pesquisa rápida no Google pode comprovar. Reinaldo Azevedo, ao assumi-la como sua, mostra ao que veio. Além de mero recortador de notícias do bom jornalismo nacional, alimenta-se de bons cronistas sem citá-los.

Por Janer Cristaldo
Além de se pretender o criador da atribuição do adjetivo apedeuta a Lula – alusão que fiz em 2002 – o recórter chapa-branca tucano papista hidrófobo da Veja pretende ainda tê-lo associado a Chance Gardener, o personagem criado por Jerzi Kosinski. Escreve hoje em seu clipping:

É claro que há na comparação a idiotia típica do companheiro. Lula só fala em futebol. Suas metáforas vêm sempre do campo e passam como sabedoria para aquele bando de puxa-sacos que o cerca. Como já escrevi aqui, a exemplo da personagem Chance, do filme Muito Além do Jardim (inspirado no romance O Vidiota, de Jerzy Kosinski), Lula vê qualquer coisa pelo ângulo da sua especialidade — ou quase: o futebol. Leia tudo. Beba na fonte.

Floripa sem cigarro


Ilustração do Adão Iturrusgarai
Recebi e repasso a vocês:

Caro assinante do abaixo assinado "Floripa sem Cigarro", Se você não quer mais engolir fumaça dos outros, compareça nesta quarta às 14h30 na Câmara de Vereadores de Florianópolis para a Audiência Pública sobre o Projeto de Lei que defende a proibição total do cigarro em ambientes públicos de uso coletivo como recomenda a Organização Mundial de Saúde. Chegou a hora de fazermos acontecer a vontade de 88% da população que fica passiva, fumante passiva. Do outro lado a indústria do cigarro quer deixar como está subornando a cidade com um mamógrafo, sendo que já temos o suficiente para atender 5 vezes a demanda atual. Deu certo em Nova York, deu certo em Londres. Floripa merece, e quem quer parar precisa. Já conseguimos que na Lagoa respeitem ao menos a lei em vigor, que obriga a criação de fumódromos nos estabelecimentos que aceitam o consumo de cigarros. Ao contrário do que a indústria do cigarro usa para aterrorizar os proprietários, a proibição do fumo no Vecchio Giorgio e no John Bull aumentou a frequência, e os donos estão mais do que satisfeitos. E voltar para casa sem o cheiro de cigarro é só um dos benefícios que os clientes elogiam. Além da presença, levaremos as assinaturas de vocês e entregaremos para o Presidente da Câmara na Audiência. Com certeza podemos aumentar esse número até quarta-feira, certo? Um grande abraço a todos, Fábio Nunes (48) 9979-9200

segunda-feira, 15 de junho de 2009

SAI SARNEY !

Em seu comentário de hoje o jornalista mais lido do país, Ricardo Noblat, pede a renúncia do presidente do Senado José Sarney. Envolvido em múltiplas falcatruas Sarney tenta driblar a maior crise já acontecida no senado brasileiro dizendo que nada sabia. Não está dando certo, a cada dia a imprensa descobre novas robalheiras dos senadores. Leia abaixo o artigo do Noblat:

Vez por outra lemos a respeito de político japonês que se matou depois de ter sido acusado de corrupção.

O mais recente foi Toshikatsu Matsuoka, ministro da Agricultura, em maio de 2007. Ele aceitou suborno de um empresário e pediu reembolso de despesas que sempre foram cobertas por seu gabinete.

A ser processado e talvez preso, preferiu se enforcar.

O próximo domingo será um dia tristemente histórico para a Inglaterra. Pela segunda vez, um presidente da Câmara dos Comuns, o equivalente à nossa Câmara dos Deputados, renunciará ao cargo, acusado de má conduta. O primeiro a renunciar foi Sir John Trevor em 1695. Seu crime? Ter embolsado grana de um comerciante em troca do apoio à aprovação de uma lei.

Michael Martin, 63 anos, presidente da Câmara dos Comuns há quase dez, não se vendeu a ninguém nem tirou vantagens ilícitas do cargo. Mas foi conivente com os colegas que tiraram.

Deputados com direito a verba para bancar moradia em Londres conseguiram reembolso por gastos para consertar quadras de tênis, limpar fossas, comprar cadeiras de massagem e aparelhos de televisão de tela plana. Os mais ousados cobraram até pelo aluguel de filmes pornográficos.

O cordato Martin avalizou os desmandos. Uma vez que eles foram descobertos pela imprensa, tentou encobri-los. Como a tarefa se revelou impossível, pediu ajuda à polícia para identificar as fontes de informações dos jornalistas. A polícia nem se mexeu. Leia cometário completo. Beba na fonte.

domingo, 14 de junho de 2009

Da série: Os Bandidos no Poder

Presidente do Senado mostra desgaste, em meio a sucessão de escândalos

De João Bosco Rabello e Christiane Samarco:

Com passos curtos e seguros, vestindo um sobretudo de lã preta, José Ribamar Ferreira de Araújo Costa, 79 anos, entrou na noite de segunda-feira na residência oficial do presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP). Na área externa da casa, em volta do presidente Lula, grupos de políticos e jornalistas conversavam animadamente e esperavam o jantar em homenagem aos participantes da 4ª Conferência Legislativa de Liberdade de Imprensa. Feitos os cumprimentos protocolares, um José silencioso, que não denunciava a biografia com mais de meio século de poder político, fugiu do burburinho e ficou parado no primeiro dos três degraus que separam o salão da casa do jardim virado para o Lago Paranoá. Leia matéria completa. Beba na fonte.

sábado, 13 de junho de 2009

Acidente que deputado mata dois jovens em Curitiba

Diploma em risco

PF encontra tabela de pagamento de empreiteira a políticos

São folhas de papel A4. Foram recolhidas numa batida policial realizada há dois meses no escritório da residências de um dos executivos da Camargo Corrêa. Chama-se Pietro Francesco Giavina Bianchi o executivo que guardava em casa o papelório malcheiroso. Traz tabelas e planilhas. Anotam nomes de instituiçes, obras, partidos, políticos e membros do TCU. Associa os nomes a valores. Há cifras em dólares e em reais. Referem-se a transações realizadas entre 1998 e 2000.

Deflagrada em março, a Operação Castelo de Areia sumiu do noticiário tão rapidamente quanto entrou.

Deve-se o sumiço à polêmica suscitada pela revelação precipitada de nomes de políticos que receberam doações da Camargo Corrêa, alvo da investigação.

Foram pendurados nas manchetes em posição. Depois, exibiram recibos que deram às doações que se imaginava espúrias a aparência de coisa legal. Leia matéria completa. Beba na fonte.

Da série Os Bandidos no Poder: Senado usou ato secreto para criar 15 cargos em comissão

Casa ocultou decisões que beneficiaram Agaciel Maia e braço direito de Sarne.Medidas foram assinadas por quatro senadores que integravam a Mesa Diretora em 2001; na época, Edison Lobão presidia o Senado

De Adriano Ceolin e Maria Clara Cabral:

O Senado escondeu por pelo menos três anos duas decisões que beneficiaram o ex-diretor-geral da Casa Agaciel Maia e o funcionário Osvaldino Gonçalves de Brito, que é há 40 anos braço direito do presidente José Sarney (PMDB-AP).

Trata-se do Boletim Administrativo do Pessoal 2400-S, de 12 de setembro de 2001. Dele constam dois atos da Mesa Diretora que foram colocados na página de intranet do Senado em novembro de 2004. Leia matéria completa. Beba na fonte.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

O sinistro terrible enfant


O outrora terrible enfant ditador líbio Muammar Kadafi desembarcou em Roma para uma visita a Silvio Berlusconi cercado de forte aparato de segurança. Kadafi ficou mundialmente conhecido por patrocinar grupos terroristas e se autodenominar enviado de Alá com a missão de unificar os países árabes. Foi o mentor do primeiro choque do petróleo aumentando os preços do líquido precioso criando a grande crise mundial de abastecimento e um dos fundadores da Opep.
Mais tarde, domesticado pelo Ocidente, desapareceu de cena mas manteve seu feudo na Líbia onde governa com mão de ferro.
Sempre chamou a atenção pelas suas extravagâncias e não foi diferente agora nesta visita à Itália. Está acompanhado de uma comitiva de mais de 300 pessoas, entre elas seu Exército de 40 mulheres que o seguirá em todas as atividades. Vem com sua parafernália beduína e instalou seu quartel-general nos jardins de Vila Pamphili, próxima ao Vaticano, onde ergueu sua luxuosa tenda. No seu uniforme de porteiro de boate exibia, costurada na lapela, uma fotografia de Mukhtar líder da guerra colonial assassinado pelos fascistas italianos. Figura sinistra.

OBSCURANTISMO FORA DE ÉPOCA


Por Olsen Jr.

Recentemente a pedido da Secretaria de Estado da Educação de Santa Cantarina, após o alerta de uma professora do interior, Sul do Estado, mandou recolher um pouco mais de 130 mil exemplares da obra “Aventuras Provisórias”, do escritor Cristóvão Tezza.

As alegações eram várias, algumas sutis e outras nem tanto, por exemplo, “linguagem inadequada” e “descrição de trechos de supostas relações sexuais”.

Considerando que o livro iria abastecer os alunos do ensino médio da rede estadual, na faixa etária de 15 a 18 anos, a tal professora (não vou citar o nome dela) ficou alarmada. Como os preconceitos têm mais amparo que os escrúpulos, a preocupação da docente ganhou foros de verdade irrefutável. Assim, mesmo sem saber exatamente do que se tratava (uma vez que ninguém tinha lido o livro antes) os zelosos guardiões da moralidade e dos bons costumes (sem contar a religiosidade sempre invocada nesses casos) tomaram a decisão de recolher todos os mais de 130 mil livros adquiridos ao preço unitário de R$11,75 .

Sabem, todas às vezes que se fala em “moralidade” me vem a cabeça o pensamento do poeta e dramaturgo inglês, Oscar Wilde “Um moralista é, quase sempre um hipócrita; uma moralista é, invariavelmente, um bagulho”.

Quando interpelado, um dos responsáveis pela apreensão promovida pela Secretaria (também omito seu nome, afinal estou pensando nas idéias) afirmou que “o ideal seria que os professores fossem preparados para o debate com os alunos”... Poxa! Isso é o que se chama de “crise de bom senso”, o ideal mesmo seria que os professores lessem mais, viajassem mais, conhecessem outras realidades, outras culturas: o ideal é que tivessem a mente aberta, receptiva para o novo: o ideal é que tivessem uma consciência de que a sociedade evolui graças as suas contradições, que não é o ponto mais atrasado que serve de referência para dimensionar e avaliar comportamentos; e que não é uma resolução baseada num ponto desses a “digna de ser levada em conta” para uma atitude como essa de recolher uma obra literária a pretexto de ser uma “potencial” desencaminhadora de “nossa” juventude, mas principalmente, o ideal mesmo, seriam que os tais professores lessem antes a obra para poderem estar preparados para o debate, se tal debate ocorresse um dia, como poderia ser agora, perante a sociedade, caso tivessem lido a obra... Se nem os professores lêem, seria otimismo demais, acreditar que haveria 130 mil leitores recrutados nesse universo de jovens mais interessados e com maior proveito, nos computadores e tendo muito mais informações e com maior sabores, invés de descrição parcial de uma relação sexual (aquela suposta relatada acima) tendo na internet tais atos ilustrados com imagens de carne e osso e ainda de gente conhecida, ora “senhores” tenham paciência e não abusem da nossa também.

O escritor catarinense Cristovão Tezza (atualmente residindo em Curitiba) estava acompanhado, nessas obras indicadas para o vestibular, de outros grandes nomes da literatura brasileira como José Lins do Rego, Luis Delfino e Graciliano Ramos. Uma obra literária deveria estar acima das questiúnculas mundanas daquilo que os enrustidos chamam de “politicamente correto”, aliás, essa figura de linguagem está sufocando e protelando um encontro com uma realidade que tem tudo a ver com a vida e nada com as máscaras que se pretendem calçar para deixá-la mais dissimulada e suportável.

Perdeu-se outra grande oportunidade de se discutir um tema de relevância, nessa idade em que os jovens estão receptivos para entenderem. Tudo a pretexto de salvaguardar não sei o quê de não sei quem e para não sei quando? Enquanto isso continuamos, como lembrou o Paulo Francis, chamando um avião de aeronave.

Meu amigo Cristóvão Tezza perdoe-nos porque em alguns setores do nosso (des)governo eles ainda não sabem o que fazem.

Ah! Quase esqueço, Santa Catarina vai aparecer no “Jornal Nacional” de novo, para todo o Brasil!

quinta-feira, 11 de junho de 2009

"ZÉ PERRI" E AS TAINHAS DO CAMPECHE

Seguramente entre os anos de 1929 a 1931, o escritor francês Antoine Saint Exupéry, autor do livro O Pequeno Príncipe, publicado em 1943, comeu várias tainhas na praia do Campeche. Isso porque ele era um dos pilotos franceses que abriram as primeiras rotas de correio aéreo entre Europa, África e América do Sul, nos primeiros anos após a primeira Guerra Mundial. Um dos aeródromos onde os pequenos aviões faziam escala para descanso e abastecimento era localizado na praia do Campeche, em Florianópolis. Leia mais. Beba na fonte.

A denúncia do Paulo

Recebi denúncia do fotógrafo Paulo Dutra mostrando como certos comerciantes enganam seus clientes na carinha. O pior é que se trata de saúde pública. Se é maquininha de remarcar preço se sente no bolso mas quando se trata de saúde, como é o caso, é crime brabo. Pelo "tom" do e-mail do Paulo, tudo em caixa alta, ele ficou irado. Com razão!

Alô Alô Sr. Imperatriz!!!!!! Se liga!!!!


OLHE A SACANAGEM

NO SUPERMERCADO IMPERATRIZ, SITUADO NO SCHOPPING BEIRA MAR
EMPREGADAS DA PARTE DE PADARIA, REMARCAVAM SELOS DE VALIDADE VENCIDA NAS TORTAS, POR NOVOS
NA CARA DURA NA FRENTE DOS CONSUMIDORES, HOJE QUARTA FEIRA 3HORAS DA TARDE

O GERENTE DO SUPER NÃO APAREÇEU
QUE COISA HORRÍVEL

ALÔ VIGILÂNCIA SANITÁRIA...PASSE POR LÁ

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Anti blog da Petrobras bombou

Elder Galvão é chargista do blog Perspectiva Política e mostra sua arte em eldergalvao.com

Comemoração com um texto longo

10/06/2009 by petrobrasdadosefatos

Pessoal, isso aqui esta bombando e deixando de ser diversão para virar trabalho hahaha… Nunca imaginei essa repercussão, muito menos que iria cabular aula para tentar manter atualizado o blog. Entramos hoje (terça-feira) no TOP 100 do ranking MUNDIAL do WordPress, 58º lugar mais precisamente. Parabéns a todos!

Minha mãe faz cara de preocupação, meu pai incentiva e dá risadas, mas meu maior colaborador e incentivador é meu avô, que está ainda apanhando no teclado com seus 72 anos, mas já manda bem nas pesquisas no Google. Força positiva!

A proporção de gente sensata, graças a Deus, está aumentando. Dá uma tremenda satisfação ver um bom debate, idéias novas, argumentações elaboradas e alguns incentivos pipocando nos comentários. Leia mais. Beba na fonte.

Da série: OS BANDIDOS NO PODER


Senado acumula mais de 300 atos secretos para criar cargos e nomear

Parentes de políticos ganharam cargos sem que seus nomes fossem divulgados em publicações oficiais

De Rosa Costa e Leandro Colon:

Depois da revelação feita no mês passado por um estudo da Fundação Getúlio Vargas de que o Senado tinha mais 600 funções comissionadas e cargos com gratificação, descobre-se agora outra caixa-preta na Casa. Atos administrativos secretos foram usados para nomear parentes, amigos, criar cargos e aumentar salários. Levantamento feito por técnicos do Senado nos últimos 45 dias, a pedido da Primeira-Secretaria, detectou cerca de 300 decisões que não foram publicadas, muitas adotadas há mais de 10 anos. Essas medidas entraram em vigor, gerando gastos desnecessários e suspeitas da existência de funcionários fantasmas. Leia matéria completa. Beba na fonte.

Neto de Sarney foi beneficiado

Rapaz recebeu salário de secretário parlamentar durante 18 meses

De Rodrigo Rangel:

João Fernando Michels Gonçalves Sarney é um jovem de 22 anos que está perto de terminar o curso de administração numa faculdade particular de Brasília. Apesar da pouca idade e de ainda não ter diploma, ele carrega no currículo, além do sobrenome de peso, um emprego de prestígio. Por um ano e oito meses, João ocupou formalmente um dos postos mais altos da estrutura funcional do Senado. Foi secretário parlamentar, função que dá direito a salário mensal de R$ 7,6 mil. A história agora se tornou conhecida graças à revelação dos atos secretos. Leia mais. Beba na fonte.

Jornais declaram guerra contra blog da Petrobras

A iniciativa da Petrobras de criar o blog Fatos e Dados, onde a estatal expõe os questionamentos da imprensa e as repostas dadas aos veículos, gerou uma situação de conflito entre a empresa e os principais órgãos de imprensa do País. O jornal O Globo, por exemplo, dedicou, na edição desta terça-feira (09/06), sete matérias e um editorial ao tema, além de chamada na primeira página.

“A estatal alega praticar a ‘transparência’ ao cometer o erro de divulgar material de propriedade de profissionais e veículos de imprensa. Ser cada vez mais transparente é um objetivo correto para a estatal, caso ela não o use como justificativa para agir deslealmente com os meios de comunicação. A Petrobras errou, e espera-se que volte atrás nos procedimentos nada éticos que adotou no atendimento à imprensa”, afirma O Globo no editorial "Ataque à imprensa". Leia mais. Beba na fonte.

SEA OF FLAMES

terça-feira, 9 de junho de 2009

O não blog da Petrobras

Estudante de publicidade cria cover do blog da Petrobras. Gastou pouco tempo e nenhum dinheiro. Já o da Petrobras...

Este blog NÃO é o oficial da Petrobras, é apenas uma paródia. Um protesto por ver uma empresa com mais de 50 anos de história, pertencente ao povo brasileiro, ser usada de maneira ridícula para atacar um dos pilares de uma sociedade democrática chamado IMPRENSA LIVRE. Diferente do oficial, que informa ser produzido por uma EQUIPE DE COMUNICAÇÃO, esse foi feito por mim, estudante de publicidade, em 20 minutos do meu friorento domingo. Gastei mais uns 40 minutos em pesquisas para publicar dois posts, e não custou nenhum centavo. O oficial, bem, esse deve estar custando os TUBOS...

Feliz aniversário Jê e A noite dos Palhaços Mudos

Depois de muito procurar acabei encontrando uma revista Circo, uma das melhores de HQ que já siurgiram no país, com esta história do Laerte. A história é fantásticamente desenhada e com um enredo maravilhoso, cheio de suspense e emoção. Vinha com a história na cabeça há tempos e sabia que ela estava em uma Circo que está dentro da coleção de quadrinhos que eu e o Jerônimo mantemos há muitos anos. Para o Jerônimo hoje fazem 31 anos. Quando nesceu, no dia 9 de junho de 31 anos atrás, eu já tinha uma coleção que com os tempos e com a sua dedicação foi engordando...engordando e hoje tem muitos exemplares.
Em suas andanças pelo mundo o Jê foi adquirindo exemplares raros, diferentes e gostos também diferentes por desenhistas e quadrinhadores o que transformou nossa modesta coleção em um respeitável acervo eclético. Muito bom.
Acredito que espaço seja um dos problemas de colecionadores e com a gente não foi diferente. Devidamente embaladas, catalogadas e guardadas em caixas centenas de revistas foram para no mezanino do quarto "dos meninos". Raramente se sobe lá. Mas aí resolvi procurar os Palhaços Mudos do Laerte. São personagens fantásticos que aparecem em uma história única publicada em Piratas do Tietê-e Outras Barbaridades de 1994.
Encontrei e reli com gosto e diversão. Mas na verdade quando resolvi subir no mezanino não estava apenas em busca do Palhaços, no fundo fui me encontrar com a história daquelas publicações, lembranças, tempos e de uma atividade compartilhada com o meu filho há muitos anos. Ele hoje estuda jornalismo e temos os mesmos gostos por arte e música. Depois pensei - fui lá encontrar o Jê. No dia do seu anuversário. Foi legal!
Feliz aniversário Jê!

sábado, 6 de junho de 2009

Após escândalo, fotógrafo diz ter medo de Berlusconi

O fotógrafo Antonello Zappadu, autor das imagens de convidados do primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, na mansão do líder italiano na Sardenha, disse neste sábado que tem mais medo do chefe do Executivo do que da guerrilha colombiana. "Eu tenho mais medo de Berlusconi do que da guerrilha (colombiana)", disse Zappadu à emissora colombiana Caracol Radio, em entrevista por telefone da Itália. Com 51 anos e casado há quatro com uma colombiana, com a qual tem dois filhos, Zappadu disse ser "um repórter gráfico", e não "um paparazzi", e que há três anos segue Berlusconi. Leia mais. Beba na fonte.

ÓCIO BEM REMUNERADO GERA TOLICES NO RIO

Por Janer Cristaldo

A notícia não é nova, mas merece algumas linhas. A partir deste junho, cartões postais que exibam mulheres esculturais apenas de biquíni e que não realcem outro tipo de beleza que não as belas paisagens do Rio de Janeiro, são ilegais. O projeto de lei é da deputada estadual Alice Tamborindeguy (PSDB), mas foi elaborado inicialmente pela então governadora Rosinha Garotinho, de extração evangélica. A lei foi sancionada pelo governador Sérgio Cabral e publicada dia 29 de maio no Diário Oficial do Estado. O estabelecimento que descumprir a lei está sujeito a uma multa de R$ 968,60 e, em caso de reincidência, R$ 1.937,20. A penalidade vale tanto para quem vende quanto para quem produz os cartões-postais.

Essa agora! Na cidade mais despida do país, postal com mulher de biquíni é proibido. Segundo a deputada, as fotos dos postais incentivam o turismo sexual e a exploração da imagem da mulher, além de criarem, quando enviadas por turistas ao exterior, uma imagem negativa das cariocas. De sua lógica, deduz-se que se não mais forem vendidos postais com mulheres de biquíni diminuirá o turismo sexual. Mas desde quando turismo sexual é crime? Que legislação está ferindo um turista que viaja ao exterior em busca de sexo? É uma busca tão legítima quanto a de boa culinária, monumentos ou paisagens. Ou talvez turismo sexual seja pecado? Para uma governadora evangélica até pode ser. Ocorre que, em país que se pretenda laico, leis não podem punir pecados. Leia artigo completo. Beba na fonte.

RBS X RECORD

Rede Record nega venda do Correio do Povo e ataca Zero Hora

Francine de Souza, de Porto Alegre

A polêmica em torno da venda do jornal Correio do Povo, da capital gaúcha, ganhou mais um capítulo. Nesta quinta-feira (04/06) a revista Voto divulgou, em seu site, a venda do periódico pertencente ao Grupo Record à mineira Sempre Editora. Conforme a nota veiculada, a venda do Correio do Povo teria sido confirmada com exclusividade pela publicação.

Procurada hoje pela redação do Comunique-se, a assessoria do Grupo Record no Rio Grande do Sul afirma que a empresa nega veementemente qualquer intenção de venda dos seus jornais e destaca que não existe nenhuma negociação. O mesmo boato surgiu alguns meses atrás e o grupo mantém a sua posição. A Sempre Editora, da mesma forma, informou que a especulação não tem fundamento. “Afirmamos categoriamente que não há negociações”, destaca Teodomiro Braga, diretor-executivo da editora que supostamente estaria comprando o jornal. Leia mais sobre a briga. Beba na fonte.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Abreviaturas do Moa

Achei engraçado o jornalista Moacir Pereira dar a notícia de que "a premiada artista Bibi Ferreira receberá neste sábado a Medalha do Mérito Anita Garibaldi, a principal comenda de Santa Catarina. Ato neste sentido foi assinado pelo governador Luiz Henrique, que fará a entrega neste sábado, no Teatro Pedro Ivo Campos, após o espetáculo "Às Favas".
O Moa abreviou o nome da peça e suprimiu a palavra escrúpulos. A peça se chama "Às Favas com os Escrúpulos" que inclusive mereceu um comentário irônico do Cesar Valente em seu blog justamente, acredito, pela falta de escrúpulos deste governo. Essa imprensa é uma graça!

Sexo e política: as mulheres no governo Berlusconi


Do blog do jornalista Mauricio Stycer:

Como recebo a revista sempre com atraso, só faço agora este comentário sobre o artigo “Girls! Girls! Girls!”, de Alexander Stille, publicado na “New Yorker” com data de capa de 3 de novembro. Trata-se de um texto muito bem-humorado, mas devastador, sobre o que aconteceu com a Itália desde que o primeiro-ministro Silvio Berlusconi assumiu o poder pela primeira vez, há quase 15 anos (apenas um resumo está aberto no site da revista).

Stille descreve como Berlusconi cultiva, a seu favor, a imagem de bon-vivant, conquistador e cafajeste. Com piadas, gestos ambíguos e aquele famoso sorriso de estátua, fala abertamente sobre sexo e não esconde que já fez cirurgia plástica e implante de cabelos. Leia tudo. Beba na fonte.

Clique aqui e veja a repercussão na mídia mundial.

Escândalo a la iataliana vira notícia na Europa

Da série: ELES ADORAM VIAJAR COM O NOSSO DINHEIRO

A inveja é uma merda! A rádio corredor da Câmara de Vereadores de Florianópolis diz que tem vereador rôxo de raiva e inveja da escolha do parceiro de viagem de Dário Berger. O prefeito teria convidado o vereador Márcio de Souza para viajar à Alemanha sem consultar ninguém. Provavelmente a escolha tenha sido feita por méritos e serviços prestados o que o vereador do PT tem feito com maestria. Merece a parceria.
Dizem que vão estudar o sistema de trânsito e o transporte urbano da cidade de Stuttgart e participar de um seminário sobre mobilidade urbana. Legal seria se copiassem alguma coisa legal de lá pra aplicar aqui em Florianópolis. Espero que se fizerem isso tenham o bom senso, ao menos, de traduzir as placas.
Eles não tem vergonha mesmo, fazem turismo com o nosso dinheiro e ainda dão matéria na imprensa fazendo marketing. É um deboche!

As fotos que podem derrubar Berlusconi



"Sob a influência de meu marido a política italiana se converteu em um lixeiro sem pudor onde só contam o físico e a televisão, e em que muitos pais estão dispostos a fechar os olhos para oferecer suas filhas virgens ao dragão".

Frase de Verônica Lario, mulher de Silvio Berlusconi, primeiro ministro Italiano. Verônica fez a acusação na imprensa italiana há cerca de um mês e amanhã o El País, jornal mais importante da Espanha e um dos maiores da Europa publicará fotos de Berlusconi proibidas na Itália.

As fotos do "escândalo"que mostra meninas nuas com Berlusconi em sua Villa na Costa Esmeralda são do fotógrafo Antonello Zappadu de 51 anos e que é hoje o principal testemunha do escândalo.

54 ANOS, AMANHÃ


Por Olsen Jr.

Estou pensando em Hemingway, como ele iniciaria esse texto? Quando optou pelo jornalismo, no “Toronto Star”, o editor havia afixado as “100 Regras” básicas para um jovem repórter se dar bem na profissão, entre elas, a de que deveria começar todos os textos com uma frase “afirmativa”... E também, os períodos deveriam ser “curtos”...

Well, então vamos ver, partindo de uma de suas acertivas: “O homem não foi feito para a derrota; o homem pode ser destruído, mas não vencido”.

Às vésperas de fazer 54 anos estou aí a conjecturar “Amo escrever. Mas em nenhum momento as coisas foram fáceis, e você não pode esperar que assim sejam, caso continue esforçando-se por algo além de suas possibilidades”.

Escrever!

Escrever é uma obsessão perseguida desde os 13 anos de idade. Muitas vezes já me perguntei se isso aí não é uma doença. Supondo que seja uma enfermidade, qual o seu antídoto? E se essa compulsão pertencer aquele gênero de mal em que a medicina já se debruçou, mas sem sucesso ainda? Então, amigo, semelhante aqueles colonizadores que partiam da Europa para povoarem o novo mundo, uma viagem capaz de demorar até seis meses em alto mar, um caminho sem volta, onde os seus integrantes depositavam todas as suas economias, muita fé e toda a determinação do mundo, uma vez iniciada, não havia como parar o avanço. Ainda que o destino fosse o “desconhecido”, ou talvez por isso mesmo, o desafio era viabilizá-lo, era nisso que todos se empenhavam.

Sim, agora já temos algumas “facilidades”, não precisamos abrir trilhas porque inúmeras estão a nossa disposição, o repto é que mesmo escolhendo um caminho conhecido, a jornada deve ser feita sozinho, e essa é a nossa penitência, não temos a quem recorrer, não há nenhuma estação de repouso onde se possa pedir abrigo, descansar e seguir adiante, não existe informações precisas sobre o nosso destino, sequer se o caminho é mesmo aquele que estamos seguindo... Mas então, por que continuar avançando? Por que exercer esse papel egoísta que, diante de uma criança passando fome, pode ser até obsceno?

Não tenho uma resposta, mas a sensação é de que alguém tem de fazer o percurso. Periodicamente aparece um ser que decide enfrentar o que se chama “seu destino” ou acredita que seja, e se embrenha nessa busca de saber “quem é” através da escrita. Dureza essa tarefa, o mais simples seria deixar a vida seguir, ou como diria o Old “Papa” Hemingway “Não me preocupa de que se trata nesta vida. Só quis saber como viver dentro dela”.

Tudo, na essência, é muito simples “Jornalismo ou não, todos os livros deviam ser a respeito de pessoas que conhecemos, amamos e odiamos, não sobre pessoas que imaginamos”. Mas quando afirma que “Escrever é bem levar uma vida solitária. Um escritor realiza sua obra na solidão, e se for suficientemente bom, deve cada dia enfrentar a eternidade ou a ausência da eternidade”, para dizer mais adiante “Um homem sozinho não tem chance”...

Olha só o dilema, você se imbui dessa consciência de que precisa da solidão para fazer bem o seu trabalho, mas junto com “ela” exista outra, de que essa ocupação ausente do coletivo é uma condenação. Então, passamos uma vida inteira buscando o nosso próprio malogro... Claro, a conclusão é óbvia “A morte é o supremo remédio para todos os males”. Hemingway antecipou-a...

Não é o caso de apressar o fim, basta ficar com pequenas certezas e grandes dúvidas, no primeiro caso “tudo em que se crê é uma imagem da verdade” e no segundo, cada ser traz dentro de si a sua própria verdade, tornar tal realidade digna de apresso é o desafio de uma vida, é o que um escritor se propõe, ainda que precise “ser” destruído no final, para mostrar que estava vivo e que tentou!

AOS ESPANHÓIS CONPHINANTES

O filme AOS ESPANHOIS CONPHINANTES do catarinense Angelo Clemente Sganzerla foi selecionado entre 700 filmes para participar do 16° CINESUL - FESTIVAL IBERO AMERICANO DE CINEMA E VÍDEO no Rio de Janeiro e estréia agora em junho.

Pessoas bonitas fazem blog bonito


Já está nos meus favoritos o excelente blog do Fernando Alexandre e da Andréia Ramos. Ambos jornalistas, poetas, artistas gráficos, escritores...mas, na verdade, muito mais que isso. Pessoas com uma grande sensibilidade no olhar e no pensar para enxergar o que muitas vêzes não vemos. E isso está "impresso" na simplicidade dos textos e na beleza gráfica do blog ÚÚÚÚ !!! que mostra a pesca da tainha no Pântano do Sul e na Ilha de Santa Catarina.
Parabéns! Sucesso!

Uma boa charge vale mais que mil palavras

ATERRADOR

Humor político

Pesquisa mostra que mídia impressa é a mais consultada pelos deputados


Cinthia Almeida

Um levantamento realizado pela FSB mostra que os deputados federais ainda têm nos jornais sua principal fonte de informação (65%). A mídia impressa é seguida pela Internet (17%), telejornais (13%), rádios (2%), revistas (1%) e por outros meios (2%). O estudo foi feito pelo Instituto FSB, com 235 parlamentares de 18 dos 19 partidos com representação na Câmara. Leia mais. Beba na fonte.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Primeira dama ou uma dama de primera


Uma foto da cantora e modelo Carla Bruni, mulher do presidente francês Nicolas Sarkozy, foi vendida hoje por US$ 18,3 mil em Berlim. O registro em preto e branco, feito em 1994 pela fotógrafa Pamela Hanson, superou amplamente as expectativas da casa de leilões, que esperava que o lance pela foto não fosse passar de US$ 4,9 mil. "Carla Bruni na cama" foi leiloada junto com outras 125 imagens, incluindo duas da mesma fotógrafa que mostram o Empire State, em Nova York, e a atriz italiana Monica Bellucci.
Mais fotos da linda aqui!


Da série os bandidos no poder

Rodrigo Calheiros foi contratado para trabalhar na Câmara por Anibal Gomes, aliado do líder peemedebista. Mas não aparece no trabalho

De Izabelle Torres:

Deputado de trânsito livre no PMDB, Aníbal Gomes (CE) foi um dos grandes defensores do atual líder da legenda no Senado, Renan Calheiros (AL), quando o alagoano enfrentou os processos de cassação de mandato. Mas as provas de coleguismo não ficaram por aí.

Desde abril do ano passado, o deputado abriga em seu gabinete o filho caçula do colega. Rodrigo Rodrigues Calheiros tem 25 anos, ainda cursa faculdade e não costuma comparecer ao serviço, segundo relato dos funcionários do gabinete.

Rodrigo é lotado no mais alto cargo de gabinete: o de secretário parlamentar 28, cujo salário é de R$ 4 mil. A vaga não obriga o funcionário a bater ponto e não exerce qualquer controle sobre a frequência e presença dos servidores. Ao ser questionado sobre a função — e a ausência — do filho do senador ao trabalho, Aníbal Gomes dá uma explicação confusa. Leia mais. Beba na fonte.

150 parlamentares têm processo no STF

O site Congresso em Foco dá a notíca con exclusividade. Deputados e senadores respondem a 318 inquéritos ou ações penais. Em 100 casos, Supremo encontrou elementos para transformar 52 parlamentares em réus. Os dados são resultado de levantamento exclusivo do Congresso em Foco. Na lista dos atuais processados estão 129 deputados e 21 senadores. As acusações atingem indistintamente partidos da base aliada e da oposição. O leque das denúncias também é variado: malversação de dinheiro público, crimes eleitorais e contra a ordem tributária, corrupção, formação de quadrilha e, até, estupro.

Santa Catarina participa da listinha com dois representantes:

Nelson Goetten (PR-SC)
Ação Penal 466 – crimes de responsabilidade
Ação Penal 479 – crime de responsabilidade

Gervásio Silva (PSDB-SC)
Inquérito 2563 - estupro. O STF aceitou a denúncia, no último dia 15 de maio, com isso, o procedimento passa à categoria de Ação Penal, mas esta ainda não foi numerada pelo Tribunal. O processo corre em segredo de Justiça.

Leia matéria completa. Beba na fonte.



Dale Inter !!!!!

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Após 47 anos, consenso entre países revoga suspensão de Cuba da OEA


Durante encontro em Honduras, texto que prevê a volta do país caribenho ao grupo é aprovado sem a imposição de condições

SÃO PAULO - Depois de 47 anos mantida fora do grupo, Cuba voltou nesta quarta-feira (3) a integrar a OEA (Organização dos Estados Americanos). O fato ocorreu em Honduras, onde aconteceu a 39ª Assembleia Geral da organização. Segundo o ministro das Relações Exteriores do Equador, Fander Falconi, representantes de todas as nações que compõem o grupo chegaram "a um consenso sobre um texto que não impõe condições" para Cuba retornar à OEA.
O país caribenho fora suspenso da organização em 1962, sob influência dos EUA, quando foi aprovada uma resolução para punir Cuba da acusação de ter recebido armas de países comunistas, como Rússia e China. Leia mais. Beba na fonte.