domingo, 4 de outubro de 2015

AGORA VAI...

cpmf   Por Dr. Egon Ihd *

   Finalmente o governo brasileiro nomeou um colega nosso para o Ministério da Saúde. Só um doutor em psiquiatria para entender a política nacional neste momento.

   É o Ministério do Rivotril. Mais afinado com a presidência não poderia ser e estar. Dilma quer a volta da CPMF, o novo ministro Marcelo Castro quer em dobro. Ele foi muito didático:

   "Como vamos arrecadar o dobro com a mesma alíquota? Cobrando no débito e no crédito. O raciocínio é: João dá R$ 1 mil a Pedro. Pedro vai no banco e compensa o cheque. O cheque vai para a conta de Pedro. Entram, então, no débito de João, R$ 1002 (R$ 1000 para Pedro e R$ 2 para a CPMF). E na conta de Pedro não vão entrar R$ 1 mil, vão entrar R$ 998, porque R$ 2 também vão para a CPMF", exemplificou.

   Fantástico ele. Enquanto o governo tem dificuldades de aprovar uma vez o CPMF, o novo ministro quer o dobro. Ele prova a tese de que de médico e de louco, todos nós temos um pouco. O colega, já foi secretário de agricultura do Piauí. Logo, conhece os problemas pela raiz.
   Ele não é muito amigo do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha. Quando foi relator das propostas da reforma política, surgiram as diferenças.

   Mas, enquanto Cunha se ocupa das contas na Suiça. secretas ou não, verdadeiras ou falsas, Marcelo Castro passa a ser o novo homem forte do PMDB.

   E haja Rivotril.

*Dr. Egon Ihd, psicanalista austríaco, discípulo de Freud, fundador da Escola do Pensamento Óbvio (uma das facetas dos seres humanos). Laureado pela Royal Academy of Brains, no Reino Unido pelo Rei George III (O Rei George III sofria de transtornos mentais recorrentes).

Um comentário:

Anônimo disse...


Canga,

Se a Globo te descobre, te leva para fazer a grade de humor da programação.


Abs do Millor.