quarta-feira, 18 de julho de 2012

Quando chove...

Do Milton Ostetto

Sempre que chove
Tudo faz tanto tempo...

E qualquer poema que acaso eu escreva
Vem sempre datado de 1779!
(Mario Quintana)

Nenhum comentário: